Alvaro quer definição do candidato tucano ao governo até julho | Fábio Campana

Alvaro quer definição do candidato tucano ao governo até julho

alvaro-diasDe Elizabeth Castro, no Paraná Online

O senador Alvaro Dias defende a antecipação da escolha do candidato ao governo do Paraná pela oposição, da mesma forma que se encaminha a definição do candidato do PSDB à presidência da República.

Pré-candidato tucano ao governo, o senador vai na contramão da tese de boa parte dos tucanos nativos que preferem, primeiro, escolher os aliados, e lá na frente apontar o candidato.

Para Alvaro, o processo deveria ser o inverso. No entendimento do senador, o candidato é que deveria comandar o processo de articulação de alianças, que no caso do PSDB, ainda tem uma intrincada negociação com o PDT, que já tem seu candidato, o senador Osmar Dias.

“Seria importante para o partido ter essa definição o quanto antes porque quem articula as alianças é o candidato. O que se discute em termos de aliança antes da definição do candidato pode ser alterado depois. No caso inverso, é diferente porque o candidato é o mobilizador das tendências”, avaliou Alvaro.

Ele acha que, assim como na disputa nacional, onde o partido discute a realização de prévias para escolher o candidato a presidente da República, no Paraná, a estas alturas, o PSDB e aliados deveriam estar definindo os critérios para a indicação do candidato do governo.

A antecipação do processo de escolha nacional é uma forma de impedir que a candidatura da situação ganhe mais espaço, enquanto a oposição fica voltada para os processos internos, justificou. “O governo já tem candidatura na rua. E nós não podemos deixar este espaço livre para a candidata da situação”, afirmou o senador.

A sincronia entre as definições nacionais e estaduais é necessária, acredita o senador. “Para organizar o processo nacional nos estados, seria importante ter alguém, o candidato, já articulando no plano estadual”, afirmou.

Alvaro sabe que esta tese encontra resistências entre tucanos e partidos aliados, mas diz que o grupo deveria aprender com os erros. E segundo ele, uma das principais falhas na eleição de 2006 foi a definição em cima da hora do candidato do grupo.

“Na eleição passada, ficaram falando em aliança durante quatro anos. E não definiram o candidato. A escolha aconteceu no limite. Depois, quem comemorou foi o Requião”, observou.


13 comentários

  1. CLOVIS PENA
    terça-feira, 24 de fevereiro de 2009 – 9:03 hs

    Penso e vejo uma cerca sendo traçada e que poderá conter o Beto.
    Uma boa tática.
    Nada estranho. Coisas de familia !

  2. LINEU TOMASS
    terça-feira, 24 de fevereiro de 2009 – 9:10 hs

    FÁBIO.

    Aí está o resultado do movimento ganãncia a qualquer custo dos “betistas-lernistas-cassistas”.

    A exigência do Álvaro está correta, após a operação, “ATROPELA OS DIAS”, (com duplo serntido), cuja operação consiste em atropelar as candidaturas, tanto do OSMAR DIAS, na base da sub operação “ENOLA-ENROLA”, quanto contra o ÁLVARO DIAS, no projeto partidário, “DESCARTA-ÁLVARO”, dentro do PSDB do Paraná, em diversas ações do tipo “muro de Berlim”, igual este ato dos caciques do PSDB, quando agora mais recente, cancelaram quase toda as Comissões Provisórias do PSDB no Paraná, e designaram doisd homens de confiança do BETO RICHA, para nomearem novas “Provisórias”, com delegados de sua inteira confiança, para terem 100% dos votos dos delegados, que votarão exclusivamente no BETO RICHA, tentando com isto humilhar o ÁLVARO, que a meu ver não deve disputar esta convenção de 2010 para indicar o candidato do PSDB, pois neste jogo de cartas TEM CARTAS MARCADAS para o descarte do ÁLVARO.

    Assim, correta as atitudes tanto do OSMAR DIAS, quanto do ÁLVARO DIAS, pois somente assim com atitudes firmes, eles vão barrar esta operação,………”ATROPELA OS DIAS”, que se refere tanto a empurrar fora da disputa ao Governo do Paraná os irmãos DIAS, quanto a antecipar a vitória do BETO RICHA, no calendário eleitoral, ganhando assim antecipamente a convenção fatal de 2010 muitos DIAS, muitos DIAS antes,
    do calendário eleitoral.

    Tem gente grossa por trás deste planejamento estratégico. CUIDADO DIAS, o trajeto está sendo minado.

    LINEU TOMASS

  3. Garcia
    terça-feira, 24 de fevereiro de 2009 – 9:52 hs

    Ele, que sabe que já está isolado do ponto de vista partidário, quer criar “novos” fatos políticos que justifiquem a sua ida para apoiar o irmão!

  4. Pessoa
    terça-feira, 24 de fevereiro de 2009 – 10:18 hs

    Fala Sério Peruca Dias!
    O candidato já está defindo!
    Beto Turista Richa!

  5. Zé do Coco
    terça-feira, 24 de fevereiro de 2009 – 12:43 hs

    A tese de Álvaro Dias é a mais correta, ponderada e lógica. Ele, como sempre, demonstra muito mais ponderação do que os porra-louca do seu partido que só têm compromisso em vender a sigla a quem pagar mais. Tal qual o PMDB.

  6. ajax minor
    terça-feira, 24 de fevereiro de 2009 – 14:12 hs

    ele devia se preocupar é indicar o vice, já que o beto richa vai viver viajando

  7. joão kassab
    terça-feira, 24 de fevereiro de 2009 – 15:31 hs

    A TÉSE DO SENADOR É SEM DÚVIDA A MAIS CORRETA. NÃO SE TRATA DE ATROPÉLAR ESSE OU AQUELE. TRATA-SE DE UMA ESTRATÉGIA DE CAMPANHA QUE SOLIDIFICARIA A POSIÇÃO DO CANDIDATO DO PSDB, PARTIDO ESSE QUE HOJE, ESTÁ A MERCÊ DE INTERÊSSES EXTRA PARTIDÁRIOS NO ESTADO. SÃO INTERÊSSES DE MEIA DUZIA DE POLÍTICOS QUE NÃO TÊM NENHUM COMPROMISSO COM A CAUSA PÚBLICA E DE UM GRUPO DE EMPRESÁRIOS QUE VÊM DOMINANDO OS PODERES DO ESTADO HÁ MAIS DE QUARENTA ANOS. ISSO PRECISA ACABAR E ESSE É O TEMOR DESSA CLAC QUE VIVE NOS CORREDORES ESCUROS DO PODER.

  8. devaneios/loucuras
    terça-feira, 24 de fevereiro de 2009 – 17:39 hs

    O presidente do senado federal,José Sarney já completou bodas de ouro na política, o Álvaro Dias, provavelmente deve estar próximo desta casa, mesmo com todo aparato capilar e botox, para disfarçar o tempo.

    Isto resulta da falta de renovação, de uma perestroika no sentido partidário, rejuvenescer os nomes que possam ser nossos representantes, talvez, isso não acontece em razão da miopia e do mofo(coisa do tempo dos pires e camargos), pois, mesmo aposentados ainda insistem em continuar no poder.
    O Gustavo Fruet, é um nome de consenso, jovem, inteligente, e respeitado, este é um modelo de renovação de boa fidalguia.

  9. Fernandes
    terça-feira, 24 de fevereiro de 2009 – 19:56 hs

    O PSDB histórico não esquece do que os Dias fizeram contra o José Richa e o partido, da ingratidão que destila desta família!

  10. martina regis
    terça-feira, 24 de fevereiro de 2009 – 22:59 hs

    SOU MAIS AQUELE BORDÃO: CHEGA DOS
    MESMOS!!!J OS ‘DIAS’ E OS ‘REQUIÃO’ SÃO
    DA MESMA POCILGA, JÁ SUJARAM DEMAIS O PARANÁ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  11. rock
    quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009 – 12:56 hs

    PSDB, histórico, qua, qua, qua, qua, nos conte essa linda história do PSDB.

  12. Sincero
    quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009 – 14:17 hs

    Como o Jaime Lerner deve estar analisando a rasteira que estão armando para seu filho postiço, o Beto Richa??

  13. caudio
    quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009 – 18:57 hs

    Chegou a hora do Gustavo , o Beto estará muito desgastado até 2010, é só olhar o efeito Alceni bicicleta. no governo de Curitiba.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*