Tucanos definem agenda para disputar a presidência da República | Fábio Campana

Tucanos definem agenda para disputar a presidência da República

De Abraão Benício, no Jornal do Estado:

A executiva nacional do PSDB já definiu a abertura da agenda do partido para a eleição presidencial, em 2.010. Segundo informa o site do partido, o ponto de partida será um encontro nacional, que será realizado em março, em Brasília, terá a participação de lideranças do PPS e do DEM que formarão a base da aliança de oposição nas eleições de 2010.

O PDT do senador Osmar Dias, que “sonha” com o apoio do PSDB para disputar o governo do Estado em 2.010, está fora do “arco de aliança” tucano.


3 comentários

  1. LINEU TOMASS
    segunda-feira, 12 de janeiro de 2009 – 22:40 hs

    A “PRESIDÊNCIA” VAI DETERMINAR ALIANÇAS NOS ESTADOS.

    PARA QUALQUER PARTIDO, QUAL É A ELEIÇÃO MAIS IMPORTANTE, A DE GOVERNADOR DE ESTADO OU A DE PRESIDENTE DA REPÚBLICA?

    CLARO QUE É A ELEIÇÃO DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA, POIS OS PARTIDOS (DIRETÓRIOS NACIONAIS), É QUE VÃO IMPOR E DETERMINAR AS ALIANÇAS DOS PARTIDOS NOS ESTADOS, COM BASE NA CANDIDATURA MAIOR A “PRESIDENTE DA REPÚBLICA”.

    PELO ANDAR DA CARRUAGEM O PSDB VAI LANÇAR O ZÉ SERRA, FECHANDO ALIANÇAS COM O DEM E O PPS, E NESTA REUNIÃO PODERÃO ABRIR ESPAÇO PARA O PMDB, PELO ACORDO ZÉ SERRA (PSDB) E ORESTES QUERCIA (PMDB).

    ASSIM, DE MODO ANTECIPADO VÃO DETERMINAR OS PARTIDOS DE APOIO, SENDO ÓBVIO QUE O PDT DE OSMAR DIAS ESTARÁ FORA DESTE ARCO DE ALIANÇAS. POIS PARA COMPOR ESTA FUTURA ALINAÇA O PDT TERIA QUE DESATRELAR-SE DO GOVERNO LULA E DA ATUAL ALIANÇA COM PT, ENTREGANDO O MINISTÉRIO DO TRABALHO, OCUPADO POR LUPI.

    CASO SE POSITIVE ESTA PREVISÃO, O SENADOR OSMAR DIAS, OBRIGATORIAMENTE, POR PREVALÊNCIA DAS ALIANÇAS PARA A PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, NÃO PODERÁ SE COMPOR COM BETO RICHA NO PARANÁ.

    A ÚNICA SAÍDA SERIA TORCER PELA APROVAÇÃO DA “LEI DA JANELA” QUE ESTÁ NO SENADO FEDERAL, E EM SETEMBRO MUDAR DE PARTIDO SEM PERDER O MANDATO, E PARTIR PARA NOVAS COMPOSIÇÕES NO PARANÁ.

    LINEU TOMASS.

  2. Zé do Coco
    terça-feira, 13 de janeiro de 2009 – 12:33 hs

    Não vejo como não escolher Álvaro Dias para presidente da República. Acho que o Estado do Paraná deveria embarcar nessa cruzada com toda a força, porque não há outro confiável. Chega de ficar atrelados a alianças espúrias que se fazem no âmbito da política café-com-leite como se premedita lá pelos lados de São Paulo.
    O PSDB quer ir de Serra, mas o moço não é exatamente a melhor opção, porque sua carreira política se limitou, nos últimos anos, a pular de um cargo eletivo para outro.
    Que o povo do Paraná feche com Álvaro Dias, do contrário vamos ver continuar aquelas manobras de bastidores com alianças espúrias contrárias aos interesses do cidadão brasileiro.

  3. Andre S.
    terça-feira, 13 de janeiro de 2009 – 13:59 hs

    Lineu Tomass
    Acabou a verticalização das coligações com a Emenda 52, que alterou o artigo 17 da Constituição Federal, ou seja, independente da aliança feita por PSDB e PDT para a aliança presidencial, a mesma não precisa ser seguida em nenhum Estado, logo, o PDT e o PSDB podem se aliar no Paraná. Díficil, mas não proibido nem impossível.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*