TCU aponta problemas nas contas da UFPR | Fábio Campana

TCU aponta problemas nas contas da UFPR

O Tribunal de Contas da União (TCU) auditou a Universidade Federal do Paraná e encontrou problemas na Fundação da Universidade Federal do Paraná (Funpar). No relatório do TCU é apontado, entre outros: dispensa ilegal de licitações, pesquisas não aprovadas corretamente, professores recebendo salários como pessoas jurídicas, depósito de recursos repassados pela UFPR em bancos não oficiais e a terceirização de atividades sob responsabilidade exclusiva da UFPR.

E ainda: gerenciamento de recursos públicos pela Funpar, pagamento antecipado de despesas à fundação, falta de transparência nos contratos e convênios e a contratação de empresas que têm como sócio o professor responsável pelo projeto.

O TCU analisou contratos e convênios firmados entre 2007 e 2008, que somados representam cerca de R$ 950 milhões. O ex-reitor Carlos Moreira declarou que não conhece o conteúdo do relatório.

A universidade terá de se explicar ao Tribunal.


6 comentários

  1. Vigilante do Portão
    sábado, 10 de janeiro de 2009 – 20:50 hs

    Fala Reitor Moreira. Vai fazer protesto com “caixa preta” lá na Boca Maldita?

  2. POVÃO
    sábado, 10 de janeiro de 2009 – 21:10 hs

    Q novidade, com o patrimonio que o moreira tem…

  3. Geraldo
    sábado, 10 de janeiro de 2009 – 21:53 hs

    O Xuxu derrotado agora vai fazer como o Lula, NADA SABIA…pare picolé, atual office boy do Bob Ternura!

  4. JUSTICEIRO
    domingo, 11 de janeiro de 2009 – 11:22 hs

    AS DEZENAS DE INVESTIGAÇÕES e denuncias do MP onde estão?
    Foram para o CAIXA DOIS?
    E os sem-terras assalariados pela FUMPAR, como aquele que morreu no confronto da invasão da Singenta?
    Imgina o Morreira no caixa da prefeitura o que faria?
    Sem essa POVÃO, quanto mais tem mais quer ter..aí que mora o perigo, olha o Daniel Dantas, o Cacciola e caterva…grana chama grana, principalmente quando é do caixa da viuva..não é mesmo Marcos Valério, Zé Dirceu, Delubio e aloprados do Lula e familiares do requion and company.

  5. Newton
    domingo, 11 de janeiro de 2009 – 12:00 hs

    Os controles da UFPR, causam inveja a qualquer orgão publico, principalmente com relação ao pessoal. Junto a Pref. de Alm. Tamandaré havia dois funcionários que a 27 meses não apareciam ao expediente continuando a receber seus salários e tambem na Prefeitura. A coisa só regularizou-se com denuncia a CG da União e MPFederal.

  6. cejota
    segunda-feira, 12 de janeiro de 2009 – 13:40 hs

    grande vestal da moralidade
    igual ao chefe

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*