Requião impõe a força do dinheiro e segura a Assomec | Fábio Campana

Requião impõe a força do dinheiro e segura a Assomec

Requião conseguiu em um café da manhã desarticular todo o esforço da mirrada oposição paranaense. Os prefeitos, com algumas poucas exceções, se submeteram ao Palácio Iguaçu na escolha da presidência da Assomec, a Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba. Edson Basso, do PMDB e prefeito de Campo Largo, foi eleito hoje presidente.

Os únicos que não se subordinaram foram os prefeitos de Colombo, Araucária, Fazenda Rio Grande, Campo Magro e Curitiba.

Os demais preferiram a subserviência em troca de prometidas liberações da Secretaria de Desenvolvimento Urbano.


9 comentários

  1. Mano da Vila
    terça-feira, 27 de janeiro de 2009 – 23:07 hs

    Os panacas subservientes que esperem sentados com o pires na mão!
    Requi os manipula sem dó.

    Impeachment de Requião Chaves já!

    Não vamos esperar até 2010.

  2. MARCOS
    quarta-feira, 28 de janeiro de 2009 – 9:37 hs

    É ISSO AÍ!!! NÃO PODEMOS DEIXAR O BETINHO RICHA PENSAR QUE OS OUTROS MUNICIPIOS SÃO DE CURITIBA. CURITIBA VC DEPENDE DO TRABALHO DO NOSSO POVO!! NÃO VENHA MANDAR EM NOSSA VIDA!! VCS JÁ MANDAM NOÔNIBUS, LIXO, SEGURANÇA!! O QUE VCS QUEREM QUE NÓS SEJAMOS UM BAIRRO DE CURIITBA?? AQUI EM FAZENDA RIO GRANDE O PREFEITO É UM FANTOCHE DO PREFEITO BETO RICHA!!!

  3. Cap. Nascimento
    quarta-feira, 28 de janeiro de 2009 – 9:55 hs

    Além do Basso na Assomec o nepotão de mello e silva está colocando o Toninho da Imobiliária AW, ex-prefeito da Fazenda Rio Grande, no cargo de Diretor Técnico da Comec. Ou seja, um especulador imobiliário será diretor do orgão de planejamento da região metropolitana.
    Ei reiquejão, pede prá sair, se não nós vamos ter que tirá-lo daí.

  4. jango
    quarta-feira, 28 de janeiro de 2009 – 10:24 hs

    Dividir para governar. Prometer para mandar. Aceitar para submeter-se. É mais uma tacada para dar continuidade ao carreirismo político. Com eleições à vista o balcão de negócios está posto. O povo que não entende nada de contabilidade política, é totalmente analfabeto em custo do voto, só entra com seu dinheirinho suado e paga todas as contas. Fácil, fácil, para a politicagem.

  5. Carlão
    quarta-feira, 28 de janeiro de 2009 – 12:39 hs

    até julho Requião vai perdendo o poder e estes prefeitos abandonam … ele vai fica sozinho …

  6. fabiana fabrícia
    quarta-feira, 28 de janeiro de 2009 – 13:05 hs

    PARABÉNS REQUIÃO,
    aqui é assim, manda quem pode e obedeçe quem precisa.
    Nos aguentem até o finalzinho de 2010 ainda !

  7. Marilene
    quarta-feira, 28 de janeiro de 2009 – 14:29 hs

    Colombo, graça a deus, naum elegeu um prefeito peemedebista, se não seria mais um municipio manipulado pelo nosso exelentissimo governador.

  8. Jeulliano
    quarta-feira, 28 de janeiro de 2009 – 14:59 hs

    Beto neles!

  9. Pimenta
    quinta-feira, 29 de janeiro de 2009 – 22:10 hs

    Estava lendo seu blog e vi esta noticia. O Prefeito de Campo Largo acabou alcançando (por aclamação) a presidência da Assomec. Estive lá pude notar o quanto os tucanos tentaram articular a candidatura de J. Camargo, prefeito de Colombo, o que não veio a vingar. O mais peculiar disso tudo: o prefeito de Campo Largo em 2004 era candidato a prefeito para apenas uma gestão. Conseguiu a reeleição e agora a Assomec. Olho nele hein!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*