Em discurso, Obama pede paciência e diz que cometerá alguns erros | Fábio Campana

Em discurso, Obama pede paciência e diz que cometerá alguns erros

Do Folha Online:

obama-abe-lincoln

O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu neste sábado, em discurso em Baltimore, paciência aos americanos e afirmou que cometerá alguns erros em sua administração.

Obama discursou em Baltimore em meio a sua viagem de trem da Filadélfia a Washington, uma homenagem ao seu herói Abraham Lincoln –que antes de ser presidente também foi legislador do Illinois e realizou a mesma viagem a caminho de sua posse, em 1861.

“Haverá começos falsos e atrasos, frustrações e desapontamentos. E nós seremos chamados a mostrar paciência mesmo quando agimos com urgência”, disse Obama.

Na imagem, montagem do rosto de Obama com a barba e o cabelo de Abraham Lincoln.

O presidente eleito lembrou a fundação dos EUA e exortou que os americanos lembrem dos valores e da persistência do início do país para enfrentar os desafios por vir.

“Embora nossos problemas possam ser novos, o que é preciso para superá-los não é. O que é preciso é a mesma perseverança e idealismo que nossos fundadores mostraram”, disse o democrata.

“Nós estamos aqui para marcar o início de nossa jornada a Washington. Este momento cabe bem porque foi aqui, nesta cidade, que nossa jornada americana começou. Foi aqui que um grupo de fazendeiros e advogados, comerciantes e soldados, reunidos para declarar a independência e exigir um destino que lhes estava sendo negado”, lembrou Obama.

Em um discurso que lembrou suas palavras logo após ganhar a eleição, em 4 de novembro, Obama firmou que se candidayou à nomeação democrata porque “acreditava que nosso futuro é nossa escolha e que se nós pudéssemos apenas nos reconhecer um nos outros e nos unirmos [..] talvez, apenas talvez, nós pudéssemos aperfeiçoar nossa união no processo”.

Obama agradeceu os seus eleitores que tornaram o sonho real e, em tom patriótico, afirmou: “Vocês provaram uma vez mais que as pessoas que amam este país podem mudá-lo”.

Acompanhado de sua família, o futuro vice-presidente Joe Biden, um seleto grupo de partidários, seus seguranças do serviço secreto e alguns jornalistas. Obama partiu para Washington onde deve chegar por volta das 19h (22h em Brasília).


5 comentários

  1. jango
    sábado, 17 de janeiro de 2009 – 23:17 hs

    É sintomático, queira ou não, eles americanos do Norte não esquecem os fundadores do país, os grandes da pátria. Obama é advogado, culto, fez-se em Illinois, terra de Abraham Lincoln, também advogado, sua casa está preservada em Springlfield, simples e dignamente. É um gesto bonito e significativo, percorrer o caminho de Lincoln. Deverá lembrar-se de uma frase deste: “Quase todos os homens são capazes de superar a adversidade, mas, se quiser pôr à prova o caráter de um homem, dê-se-lhe poder. ” [Abraham Lincoln]

  2. Zé do Coco
    domingo, 18 de janeiro de 2009 – 8:59 hs

    Jango, Ralph Waldo Emerson tinha uma frase mais ou menos parecida: – Não é nos momentos de alegria, de tristeza, de fartura ou carestia, que devemos avaliar um ser humano. Ele, o ser humano, mostra realmente quem é quando se lhe dá poder sobre seus semelhantes.

  3. Rafael
    domingo, 18 de janeiro de 2009 – 13:37 hs

    Seja em Quixeramobim ou nos EUA, os discursos não mudam mesmo: na campanha, eles são a salvação, os infalíveis. Quando assume, pedem calma e assume serem passíveis de falha.
    tsc tsc tsc

  4. Zé do Coco
    segunda-feira, 19 de janeiro de 2009 – 12:01 hs

    Ainda é cedo para avaliar o governo Obama. Ele nem começou a governar. Terá algum tempo de adaptação e para avaliar onde estão os pontos soltos da trama internacional.
    Durante a campanha ele defendeu e continuou defendeu depois de eleito que é necessário mudar (CHANGE) e vai mudar os paradigmas. Não tenhamos dúvida, ele governará PARA O POVO AMERICANO. Como prometeu e nunca disse que iria interferir na política externa de outros países.

  5. Zé do Coco
    segunda-feira, 19 de janeiro de 2009 – 12:02 hs

    corrigindo: “… ele defendeu e continua defendendo…”

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*