Estudantes armam protesto contra aumento da tarifa | Fábio Campana

Estudantes armam protesto contra aumento da tarifa

As entidades estudantis União Paranaense dos Estudantes, a UPE, e União Paranaense dos Estudantes Secundaristas, UPES, União Nacional dos Estudantes, a UNE, União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, UBES, e União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Curitiba, a UMEC, enviaram carta de protesto contra o aumento da tarifa de ônibus em Curitiba.

Prometem para amanhã mobilização na Estação Tubo Central, do ônibus biarticulado, às 11h. O mote da campanha é “Se o abuso não parar, catraca vai quebrar”. Leia um trecho da manifestação dos estudantes:

A bicada tucana foi forte e covarde, sem prévio aviso para impedir maiores mobilizações contrárias a sua decisão, e fazendo os trabalhadores nesta segunda-feira “se virarem nos 30” centavos a mais que exigiu o alto preço do ônibus. “Latão de ouro” este, que na prática reluz como um navio negreiro, levando da casa para o trabalho e de lá novamente ao lar, não tão doce lar de cada proletário!


20 comentários

  1. Carla
    terça-feira, 13 de janeiro de 2009 – 16:15 hs

    Vamos botar os cras pintadas, no pé deste Zé bonitinho, porque este prefeito ainda não sabe enfrentar um clima adverso, antes o Taniguchi e lerner acudia, agora só tem uns cardeais do PSDB. mas são só de gabinete
    Ele não tem uma assessoria, que vá para o Bebate com as organizações sociais.

    Mas paga ( nós pagamos)umas pessoas com C-2 que é mais de 6.000 reias por mês e nem vão na prefeitura.

    E pior foi a declaração do Nobre Vereador
    DENILSON PIRES, na Band News
    Presidente do Sindicato dos Motoristas e cobradores
    ” que ele não sabe como eles aguetaram até agora pois a categoria teve nese 4 aumentos de salario”
    É brincadeira um sindicalista deste e agora vereador ja dá para imaginar quem bancou a sua campanha.

    será que este camarada não conhece a Palavra Lucro.

    E minha sugestão era Criar um conselho Municipal dos Transporte coletivo de Curitiba
    onde os usuários com seus representantes,
    pudesem a ter acesso as famosas planilhas de custo combustivel e tudo que implica neste valor,

    Termos de verda constrole social pra a tarifa do Transporte, tinha que assumir alguem um dia que tivesse esa coragem.

  2. Orquídea
    terça-feira, 13 de janeiro de 2009 – 16:27 hs

    A corja mirim começará a trabalhar então!

    Será que o rei encurtou as férias da criançada funcionária?

  3. Centro
    terça-feira, 13 de janeiro de 2009 – 16:30 hs

    nossa que papinho ruim de aguentar companheiro!

  4. Marcelo Roda
    terça-feira, 13 de janeiro de 2009 – 16:49 hs

    É a turminha do Gomyde do PCdoB. Pela frente sorriso, por trás pau no Beto.

  5. Paulo Paulada
    terça-feira, 13 de janeiro de 2009 – 17:00 hs

    Amanhã vou lá na Estação pra dar PORRADA nesses petistas medíocres

  6. REVOLUÇÃO
    terça-feira, 13 de janeiro de 2009 – 17:16 hs

    A REVOLUÇÃO VAI COMEÇAR.

  7. terça-feira, 13 de janeiro de 2009 – 17:23 hs

    Seria uma boa dar um corridão nesses “estudantes”, que nada mais são que jovens a serrviço de alguns covardes, que tem medo de aparecer. Se não tão satisfeitos com o transporte da cidade, que vão embora pra algum lugar onde tenham tudo que querem (mamatas, gratuidade em tudo, pensamento comunista, etc) tipo assim: Bolivia ou Cuba,até quem sabe a desenvolvida Venezuela…

  8. Zé Roela
    terça-feira, 13 de janeiro de 2009 – 17:23 hs

    Esses estudante são tudo uns kra que num quer trabaia, tb vou lá para dar umas porrada nesses vermeio que não dá valor pro meió transporte do brasir.

  9. BREAK
    terça-feira, 13 de janeiro de 2009 – 18:11 hs

    Os estudantes sabem que na maioria das fezes eles mesmos são os grandes culpados pelos aumentos na tarifa do transporte coletivo em Curitiba, pois os mesmo sempre estão do lado da saída dos passageiros dos ônibus quando os mesmos param para que os passageiros que pagaram as suas passagens querem descer ai eles invadem os coletivos pela porta dos fundos e vale lembrar de que se o cobrador que esta ali para trabalhar tentar ao menos ti ralos do coletivo muitas vezes é ameaçado de levar umas pancadas como eles mesmos falam não são dignos para fazer sequer reivindicação sem que antes tomem vergonha na cara isto vale para mais da metade dos estudantes que utilizam o transporte de Curitiba. Vocês estudantes são sempre usados como moeda política da oposição sabem por que a oposição não faz daí usam da fraqueza da mente de uns para fazer de conta que estão preocupados com v/cs.

  10. Fábio Max
    terça-feira, 13 de janeiro de 2009 – 20:10 hs

    São uns desocupados, isso sim!

    Defendem a tarifa com o mesmo preço, aliás, defendem a isenção de tarifa para estudantes.

    E se conseguirem a isenção, vão apoiar o aumento da tarifa, porque o dinheiro para tanto terá que sair de algum lugar.

  11. OLHÃO
    terça-feira, 13 de janeiro de 2009 – 20:47 hs

    SÓ ESPERO QUE NÃO QUEBRE AS ESTAÇÕES E PROMOVAM BADERNAS, E POR CIMA USE BANDEIRAS, SERÁ QQUE CHAMARAM O PESSOAL DO MST PARA FAZER BARULHO JUNTOS…

    POXA TEM MANEIRA MELHOR DE COBRAR ISSO E FISCALIZAR SEU VEREADOR E COBRAR DELE, A QUESTÃO DOI CONTRATO DAS EMPRESAS JUNTO A URBS…

  12. terça-feira, 13 de janeiro de 2009 – 22:21 hs

    R$ 2,20 não FICA!

    Pelo jeito vocês acham certo o aumento do ônibus, não se coçam para mudar nada, ficam em frente de seus computadores vomitando um monte de asneiras.

    Amanhã estaremos lá sim, cobrando deste prefeito almofadinha, que nunca deve ter pego um ônibus na vida, que promessa têm que ser cumprida, se não se lembram durante sua campanha vitoriosa anunciou que a tarifa do transporte público não iria aumentar, e vejam só qual foi uma de suas primeiras medidas em seu segundo mandato. Não se esquecendo que 60% de suas promessas não foram cumpridas em seu primeiro mandato.

    O Movimento Passe Livre também irá se mobilizar amanhã concentração às 13:30h na Praça Santos Andrade.

    E na parte da tarde acontecerá um Plenária dos Movimentos Sociais às 17h no 2º andar da Biblioteca Pública.

    “Quem não se movimenta não sente as correntes que o prendem”. Rosa Luxemburgo

    Thiago Douglas Moreira
    Relações Intitucionais da União paranaense dos Estudantes

  13. nilmar petrolina
    terça-feira, 13 de janeiro de 2009 – 22:25 hs

    “OLHÃO” é a velhinha de Taubaté

  14. JUSTICEIRO
    terça-feira, 13 de janeiro de 2009 – 23:33 hs

    GUERRA NA FAIXA DE GAZA e aqui GUERRA DAS CATRACAS…filmes em cartaz com novas edições…manjados, mas recorrentes aos que não tem outras coisas a fazer…

  15. Alô! Break!
    quarta-feira, 14 de janeiro de 2009 – 4:12 hs

    Break?! Fezes ou Vezes? Presta atenção ao escrever…

  16. silvia
    quarta-feira, 14 de janeiro de 2009 – 4:14 hs

    …às vezes acho que tem gente que escreve de forma errada só prá dizer que fala a linguagem do povo…mas o povo não é BURRO!!!!!!!

  17. Zé do Coco
    quarta-feira, 14 de janeiro de 2009 – 7:54 hs

    Esse protesto de estudantes revela o quanto estão alienados em relação ao que acontece no mundo a seu redor.
    TUDO neste País sobe, a comida aqui em Curitiba está 26% mais cara e não vi nenhum estudante reclamar, protestar. Afinal de contas, é algo que afeta muito mais o aprendizado do que ir para a escola a pé ou de bicicleta. Mas não vamos chegar ao ponto de indicar-lhes a prática de exercícios físicos, que é mais saudável do que servir de massa de manobra dos eternos donos da oposição.
    Há custos a considerar, faz mais de 4 anos que a tarifa não sobe e tiveram tempo de economizar uns trocadinhos para melhorar o lanche em casa ao invés de ficar nas lan-houses comendo batata frita com catchup e digitando sandices no computador. Ou jogando.
    Sinto muito, mas tenho filho em idade escolar (16 anos, quase 17), que depende de condução para ir á escola também. Não o deixo participar dessas manifestações fabricadas em laboratórios de sociologia esquerdizante, prefiro PAGAR, porque é justo pagar pelo serviço que se usa. E pagar o preço justo.
    E antes que me esqueça: sou aposentado, ganho aquela quirera que o Lula permite aos aposentados hoje em dia. Portanto, não tenho a menor simpatia por movimentos montados com objetivos contrários aos interesses do povo de Curitiba, urdidos que foram nos gabinetes petistas.

  18. Jão
    quarta-feira, 14 de janeiro de 2009 – 14:08 hs

    SHOW DE ALIENAÇÃO E FALTA DE COMPROMETIMENTO.

    VOCÊS JÁ REPARARAM QUE OS “ESTUDANTES” SÓ APARECEM EM GRANDE NÚMERO QUANDO É PARA MATAR AULA… EU JÁ ACOMPANHEI VÁRIOS PROTESTOS DESTA CLASSE E INFELIZMENTE, A MAIORIA NEM SABE DO QUE ESTÁ RECLAMANDO. MAS É INJUSTO CULPÁ-LOS POR ISSO, ESTA SITUAÇÃO É APENAS UM RETRATO CULTURAL DO POVO BRASILEIRO. ENTÃO, EU SUGIRO QUE UM ULTRA MEGA PROTESTO FORA DO HORÁRIO DE AULA, OU ENTÃO NUM FINAL DE SEMANA… AHAHAAHAHAHA!

  19. Rodrigo
    quinta-feira, 15 de janeiro de 2009 – 16:51 hs

    A não, R$ 2,20 é um aumento abusivo, na verdade esses capitalistas querem encher o bolso, não sou contra o aumento, mas tem que ser conveniente, e quanto a isenção das tarifas pra estudantes não acho certo, mas a redução sim, talvez meia passagem.
    E se for para protestar, não fique do lados de partido político algum, são todos uns porcos capitalistas. Nos sabemos protestar sem eles…
    “viva a revolução”

  20. Sei lah
    sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009 – 14:44 hs

    Se é errado ou nao, os estudadntes tem o direito de protestar sim. E o que aconteceu hoje foi uma sacangem. Mandaram para conter o protesto policiais muito mal preparados, chegaram batendo em todo mundo, até em quem não tinha nada a ver com o protesto, o que gerou mais confusão ainda!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*