Em Sarandi, Requião comemorou 25 anos do MST | Fábio Campana

Em Sarandi, Requião comemorou 25 anos do MST

requiao-mst

Requião, participou no sábado da comemoração dos 25 anos do MST – Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, em Sarandi, cidade do Rio Grande do Sul. “O MST é uma demonstração de saúde da sociedade brasileira”, disse o governador, segundo a Agência Estadual de Notícias.

“O MST é o movimento palestino em Gaza. É a revolta organizada e sistemática contra a pressão e a marginalização”, completou Requião. “Que pressionem os governos, inclusive o meu, porque tenho limitações jurisdicionais e leis que não favorecem as mudanças”, destacou.

No evento, o governador homenageou os militantes, e anunciou que a fazenda-escola que será construída no terreno desapropriado da multinacional suíça Syngenta receberá o nome de Valmir Mota de Oliveira, membro da Via Campesina que foi morto por seguranças da empresa durante confronto em outubro de 2007. O governador informou que a inauguração acontecerá “em breve”.

Segundo o diretor nacional do MST, João Pedro Stedile, a vitória contra a Syngenta “foi a mais importante luta, nos últimos dez anos por um novo modelo agrícola”.


17 comentários

  1. MST x TRANSGENICOS
    domingo, 25 de janeiro de 2009 – 23:07 hs

    stedile, requião, são todos da mesma farsa!!!!

    http://www.socioambiental.org/manchetes/

    No assentamento gaúcho Novo Sarandi, considerado simbólico para o MST e escolhido como palco da comemoração de 25 anos da organização, reina a soja transgênica Roundup Ready — fabricada pela Monsanto —, plantada em milhares de hectares.

    “Não é um assentamento modelo por causa dessa contradição da soja transgênica”, afirma Cedenir Oliveira, dirigente nacional do MST. O movimento é uma das vozes mais duras contra os alimentos geneticamente modificados e já realizou protestos contra a Monsanto no país.

    No Novo Sarandi — considerado especial pelo MST por ser um assentamento criado na primeira área invadida pelo movimento, em 1984 —, a soja reproduz o modelo de agronegócio que o discurso dos sem-terra sempre combateu: manipulação genética, uso intensivo de defensivos agrícolas e royalties para a multinacional.

    A maior parte das 130 mil sacas colhidas anualmente tem a marca Monsanto. A dificuldade de encontrar sementes convencionais competitivas na região foi apontada como causa da expansão da transgenia no assentamento, segundo agricultores relataram à Folha.

    No assentamento, o capitalismo convive com a utopia socialista. Das 450 famílias que vivem no local, 13 têm um modelo próprio. A produção é inteiramente coletiva e os moradores vivem numa agrovila sustentada por um modelo de diversificação da produção e divisão do lucro segundo as horas de trabalho dedicadas por cada morador.

    Na Cooptar, a cooperativa dos 13, há um pequeno frigorífico e, além de culturas de subsistência, são produzidos carne, leite, milho e soja convencional (as sementes vêm do PR). Descontadas as despesas, sobra cerca de R$ 500 por mês para cada morador.

    Os agricultores que usam a semente transgênica dizem que, por não serem de uma cooperativa, não têm condições de, sozinhos, comprar a semente do Paraná.

  2. jango
    domingo, 25 de janeiro de 2009 – 23:09 hs

    O Inquilino do Canguiri, elogia os palestinos de Gaza, mas, vai passar férias em Dubai, à custa do dinheiro do povo do Paraná – eis o progressista do atraso, velho de guerra !

  3. Cara de Pau
    segunda-feira, 26 de janeiro de 2009 – 0:24 hs

    Perdeu a chance de ficar quieto e em casa. Quanto nos custou esta viagem inútil?

  4. Flávio
    segunda-feira, 26 de janeiro de 2009 – 1:02 hs

    Como podem criticar tanto o Requião? Em uma passagem aqui em Balsa Nova tive o prazer de conhecer essa pessoa espirituosa e determinada, ele demonstra em cada discurso seu amor pelo nosso estado. Foi responsável por inúmeras obras nesses dois últimos mandatos demonstrando seu potencial administrativo. Sinceramente Requião é sem dúvida o melhor governador da história desse estado.

  5. HUSSEIN
    segunda-feira, 26 de janeiro de 2009 – 9:10 hs

    Ótimo, FLÁVIO…bela declaração…
    O amor é lindo, mesmo…
    Agora, indique uma grande obra que marcará esse governo…só uma, por favor!!!

  6. bimbo
    segunda-feira, 26 de janeiro de 2009 – 9:48 hs

    Ei Flavio, o rei só fez obras aí em Balsa Nova, não conta prá ninguém.

  7. SYLVIO SEBASTIANI
    segunda-feira, 26 de janeiro de 2009 – 9:49 hs

    QUANDO TERMINAR SEU MANDATO, ROBERTO REQUIÃO JÁ TEM GARANTIDO A LIDERANÇA DO MST NO BRASIL.O STEDILE QUE PEÇA LOGO SUA APOSENTADORIA,,, APOROVEITE AGORA QUE TIRA EM MEIA HORA.

  8. Almasor Abbas Adilah
    segunda-feira, 26 de janeiro de 2009 – 10:20 hs

    Não passa de uma fraúde, pois faz o discurso para a esquerda e governa com a direita!

  9. eu mesmo
    segunda-feira, 26 de janeiro de 2009 – 11:56 hs

    Governo bom precisa de grandes obras?

  10. Zé Ninguem
    segunda-feira, 26 de janeiro de 2009 – 12:42 hs

    Esse Flavio não esta falando do mesmo cara que e o governador do Paraná está?
    Mas estamos em contagem regressiva ! E para nossa sorte o tempo não para mesmo que o imperador queira !

  11. Teixeirinha
    segunda-feira, 26 de janeiro de 2009 – 13:13 hs

    MST deveria ter vergonha de receber um apoio como esse. Como podem acolher um governador envolvido segundo relatorio da OEA na morte do sem terra TEIXEIRINHA?

    Veja mais em

    http://www.cidh.org/annualrep/2002port/brasil.11517.htm

  12. bigan
    segunda-feira, 26 de janeiro de 2009 – 13:20 hs

    Requião melhor Governador do Brasil estou com voce Flávio, deixe os parasitas malharem que o homem com certeza chega a presidencia ou no minimo ao senado porque voto ele tem os nossos que pensamos em um Paraná melhor. Hoje ser nacionalista e defender os interesses de seu povo é para muitos babacas que pensam ser Europeus ou Americanos do Norte é atraso.

  13. Cidadao F
    segunda-feira, 26 de janeiro de 2009 – 13:55 hs

    O Flávio está falando das novas praças de pedágio.Aumento nos impostos da energia, telefonia e combustivel. Além claro, estava esquecendo Estradas da Liberdade (em gaza) claro.

  14. Zé do Coco
    segunda-feira, 26 de janeiro de 2009 – 14:26 hs

    Esse Flávio deve ser um gozador. Ninguém em sã consciência teria uma vírgula bonitinha pra desenhar em qualquer pedaço de papel em favor do Duce do Canguiri.

  15. Geraldo Medeiros
    segunda-feira, 26 de janeiro de 2009 – 15:58 hs

    Ele deve ter se deliciado com o queijo de soja transgênica que saboreou lá em Sarandi…

  16. rozane
    segunda-feira, 26 de janeiro de 2009 – 19:11 hs

    \Visitar e reunir-se com baderneiros sempre fez parte do comportamento do ilustre governador. Aguardemos mais, daqui ´pra frente só Deus sabe o que poderá acontecer.

  17. Mano da Vila
    segunda-feira, 26 de janeiro de 2009 – 20:09 hs

    Requião Chaves Morales, o grande “estadista” das américas! Faz acordo com o capeta, com o MST, com ditadores, com terroristas, com comunistas, só tá faltando acordo com o Lerner.

    Impeachment de Requião Chaves já!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*