Audiências públicas, agora também no interior | Fábio Campana

Audiências públicas, agora também no interior

richa-audiencia

As audiências públicas de Beto Richa com a população chamaram a atenção dos prefeitos do interior. Muitos já solicitaram informações à Prefeitura de Curitiba sobre o funcionamento das audiências.

Londrina e Maringá pediram para participar in loco de uma audiência na capital. Foram atendidas: na próxima terça-feira, quando Richa fará audiência pública com a comunidade na CIC, o ouvidor municipal de Maringá, Marlos Marciliano de Almeida, e o professor Élcio Lentini Tupã, da assessoria de assuntos comunitários de Londrina, estarão acompanhando e anotando tudo. O modelo vai ser levado para suas cidades.

As audiências públicas foram uma boa sacada da atual gestão: a população pede, sugere e critica – e o prefeito está lá, ao lado do staff de primeiro escalão, dando respostas imediatas. Foram 243 audiências nestes últimos 4 anos, e o encontro direto tornou-se o xodó de Richa.


16 comentários

  1. maneco
    sexta-feira, 16 de janeiro de 2009 – 15:49 hs

    Essa estória de modelo, arquétipo, administração pública, é a pavimentação para se lançar a governo do Paraná, pois, essa estratégia foi usada pelo jaime lerner, só que na época os ônibus vinham lotados do interior, e com um city tour ao litoral…o que também contribuiu para explosão demográfica da capital e região metropolitana…
    Os prefeitos também deveriam conhecer os córregos de nossa cidade, a periferia, andarem pela cidade, enfrentar o trânsito, casos nós cidadãos fóssemos ouvidos ou atendidos o antipó da padre paulo canellis já estaria pronto…muitas mães não ficariam sem creches.
    Portanto, o prefeito já está fazendo campanha fora de época e o TRIBUNAL ELEITORAL ABRAm OS OLHOS.

  2. BREAK
    sexta-feira, 16 de janeiro de 2009 – 16:45 hs

    É mais uma vez o Melhor Prefeito do Brasil sendo copiado em suas atitudes honrosas de ouvir o povo de Curitiba. Isto é o exemplo de uma boa e honesta Administração. PARABENS PREFEITO BETO RICHA

  3. BREAK
    sexta-feira, 16 de janeiro de 2009 – 16:46 hs

    Maneco rima muito bem com mané.

  4. Eduarda Rischiter
    sexta-feira, 16 de janeiro de 2009 – 16:58 hs

    Pois é, nenhuma udiência dessas foi possível para se implantar o metrê em Curitiba que já deveria estar funcionando amais de dez anos.

  5. EDUARDO TEIXEIRA
    sexta-feira, 16 de janeiro de 2009 – 17:06 hs

    É a Prefeitada, está no caminho certo, seguindo os passos do futuro Governador BETO RICHA. “AGORA É PRÁ GOVERNO”

  6. adguimilson
    sexta-feira, 16 de janeiro de 2009 – 17:09 hs

    Se o modelo é uma porcaria, não há duvida de que os “modelados” serão também uma porcaria. Cadê a inteligência dos políticos ? Ficou debaixo da cama, dentro do pinico ?
    Esse beto richa vai continuar se achando se o povo acariciá-lo com críticas leves, o que é inconcebível dado os grandes problemas não serem resolvidos. As vezes eu até tento fazer uma autocrítica pra não ser tão chato, mas basta dar uma volta pela cidade, ver os absurdos que estão sendo feitos, ver as crianças sem creche, ver os ônibus lotados, ver os carros parados no trânsito com uma única pessoa dentro que recobro a consciência crítica para com essa administração chinfrim, pois se existe alguém que precisa fazer autocrítica é querido playboy beto richa.

  7. EDUARDO TEIXEIRA
    sexta-feira, 16 de janeiro de 2009 – 17:16 hs

    adguimilson

    Primeiramente, que nome heim!!! hahahahahaha

    administração chinfrim, não acredito que vc falou isso!!! a sua dor de cotovelo deve ser tanta, pra vc chamar a administração, do Prefeito que tem 90% de aprovação do povo, desse jeito, há sai fora cara.

  8. Zé do Coco
    sexta-feira, 16 de janeiro de 2009 – 19:08 hs

    Esse tipo de audiência pública (não participei de nenhuma em Curitiba) é coisa antiga, do meu tempo da roça.
    O prefeito, quando queria se lançar deputado, um ano antes já vinha ao povoado pra um dedo de prosa com o pessoal.
    Tem a Justiça Eleitoral de ficar de olhos bem abertos sim, porque é um novo formato para a alugação.de cabecinhas.
    De resto, o Beto Richa em particular tem de tomar MUITO, MAS MUITO CUIDADO MESMO, porque perderá a eleição para governador. Isso porque, se se lançar, verão que pretendia apenas utilizar o cargo de prefeito de Curitiba como trampolim.

  9. carabina
    sexta-feira, 16 de janeiro de 2009 – 21:18 hs

    Só uma educação pra lá de deficiente pode levar alguém a acreditar que um dia o prefeito Beto Richa falou algo que preste. E não venham com papo de “PT” nem de “petista”, essa é outra ignorância. Pra gostar de Beto Richa e sua turma, só sendo burro de doer ou puxa-saco de lamber o chão.

  10. Adguimilson
    sexta-feira, 16 de janeiro de 2009 – 23:45 hs

    Eduardo Teixeira, nome lindo, rapaz!

    Primeiro, nome a gente não tem oportunidade de escolher, aceito-o como meu e não é você que vai me fazer pensar diferente. Agora, dona moça, prefeito a gente escolhe e no caso do beto playboy, eu nao escolhi, porque sou inteligente o suficiente pra saber que o cara não presta, só um cego politicamente pôe suas fichas num cavalho pangaré desses. Ser eleito por maioria de votos não quer dizer muita coisa, pelo menos sob a ótica dos betorichetes, que no contraponto são antilula, que não vou defendê-lo aqui, pois não sou trouxa partidário de nenhum político, mas serve como exemplo de que nem sempre a maioria escolhe certo. Certo querido amigo betorichete ? Cuidado pra não cair numa calçada esburacada e quebrar a perna, prefira quebrar a cabeça que não serve para muita coisa mesmo, no seu caso, moça!

  11. Sérgio Dias
    sábado, 17 de janeiro de 2009 – 10:10 hs

    acabou o glamour. As audiencias públicas serviam bem no passado para o Beto Richa enganar o povo. Agora , com esse aumento exorbitante da tarifa do TC, o Beto terá que ficar dando explicações e, olhe, se de repente não ter que sair correndo da audiencia. Os bons tempos passaram, mas agora que o Beto fez acordo com aristocrata ldo vereador Derosso, a lua de mel com o povo acabou. A oposição está se organizando e, já de início arrombaram o casco do navio com as manifestações contra o aumento da passagem. As oposições, de esquerda, vão mostrar ao povo de Curitiba que o governo Beto Richa representa os grupos economicos, a turma ccorrupta do Jaime Lerner, ka fina flor da extrema direita. O Beto, mal assessorado não percebe que a extrema direita que ele representa quebrou o mundo e, a tendencia natural das coisas é uma nova ordem política, mais a esquerda. Acontece porém, que, o Beto Richa pouco sabe de direita e esquerda, pois seu embasamento teórico é mínimo, ele, Beto, não tem o hábito de ler bons livros, o que ele gosta mesmo é de ser bajulado e correr de automóvel. Ele está deslumbrado com o poder, não tem o menor senso de Justiça, portanto, não tem condições de liderar coisa alguma.

  12. Nello Morlotti
    sábado, 17 de janeiro de 2009 – 10:41 hs

    Audiencia públicas nos mesmos moldes que ele fez para discutir o aumento da tarifa !!!!!!

  13. NAGIB
    sábado, 17 de janeiro de 2009 – 10:52 hs

    Zé do Coco,
    Se você nào participou de nenhuma audiência pública do Richa, com que autoridade vem aqui fazer comparações?…seu tempo de roça era outro.
    “älugacão de cabecinhas”…”dedo de prosa”…estamos em novos tempos, onde a comunidade participa democraticamente das importantes decisões.
    Curitiba, é também modelo em politica participativa.

  14. Rosângela
    sábado, 17 de janeiro de 2009 – 11:08 hs

    Sugiro ao Beto Richa uma audiência pública para discutir o AUMENTO NA TARIFA DO TRANSPORTE COLETIVO e que da próxima vez ele compareça a audiência DO LIXO… Ele só promove audiência para falar sozinho, quando o problema é polêmica não aparece! Essas audiências dele são um absurdo, qual é o resultado prático para o povo dessas audiências? Ele acabou de anunciar, por exemplo, que vai cortar 15% “das despesas” em razão da crise financeira… “Das despesas”, leia-se, investimentos!

  15. Zé do Coco
    domingo, 18 de janeiro de 2009 – 9:18 hs

    Nagib, eu não preciso cair no fogo para saber que queima. Comparando com o que já me contaram (gente que GOSTA do Beto Richa), deu para sacar o lance. O formato É SIM tal e qual no tempo em que eu carpia café. Só muda o vocabulário, o grau de cultura, as circunstâncias.
    Quero que saiba – VOTEI para a reeleição de Beto, assim como votei para o primeiro mandato. NÃO tenho reclamações dele como prefeito, só tenho uma reserva: não o quero abandonando o cargo para se lançar governador. A minha lealdade a um político vai até o ponto em que ele cessa de corresponder á expectativa. Se ele se lançar candidato a governador, levarei para qualquer outro candidato os votos da família e agregados. A ISSO se resume meu conceito de política: ou cumpre o que promete, ou leva voto contra.

  16. beto porto belo
    domingo, 18 de janeiro de 2009 – 11:36 hs

    Sérgio Dias falou e disse. Beto Richa “liderar” alguma coisa? qua qua qua. Não tem embasamento nenhum. Duvido que tenha lido um livro. Ainda lembro daquela ridícula campanha para governador em 2002, com apoio (e grana) do governo Lerner: o jingle falava “Beto é o cara”. Sim, esse é o nível de argumentação. Rasteiro, como os comentários do Nagibo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*