Resultado das eleições no Atlético deve ser conhecido até às 21 horas | Fábio Campana

Resultado das eleições no Atlético deve ser conhecido até às 21 horas

A previsão é que até às 21 horas já será possível saber quem irá substituir Mário Celso Petraglia na presidência do Conselho Deliberativo do Atlético. As eleições para os Conselhos Deliberativos e Adminsitrativo começaram hoje, às 9 da manhã, e os 2.450 sócios têm até às 19 hs para votar. Neste momento, não há filas no setor VIP da Arena.

A eleição esteve ameaçada de não ocorrer por causa da impugnação da chapa de oposição por parte da Junta Eleitoral nomeada pelo clube. A alegação era o número insuficiente de inscritos com mais de cinco anos de associação. Mas, no sábado, o grupo obteve liminar que o garantiu.

Pela situação, disputam as eleições, os candidatos Marcos Malucelli (presidente) e Gláucio Geara (Conselho Deliberativo), apoiados por Petraglia. Pela oposição, os candidatos Nelson Fanaya (presidente) e José Henrique de Faria (Conselho Deliberativo).


3 comentários

  1. MANÉ
    segunda-feira, 8 de dezembro de 2008 – 16:48 hs

    2009 VAI SER NOVO SUFOCO, COM QUALQUER CHAPA VENCEDORA. FALTA CREDIBILIDADE E COMPETENCIA A ESSA GENTE QUE QUER SÓ SABER DE FAZER NEGÓCIOS, AS CUSTAS DO RUBRO NEGRO. ENQUANTO ISSO VAMOS ASSISIR AO CENTENÁRIO DO CO-IRMÃO…

  2. ATLÉTICO - S / A.
    segunda-feira, 8 de dezembro de 2008 – 18:27 hs

    Arrisco apostar no Marcos Malucelli, pelos antecedentes e pelas injunções do pleito.
    O Prof. Faria e o Fanaya prestam inestimável colaboração para o resgate de um ambiente de melhor relacionamento. Já conseguiu mostrar que a direção de um clube não se exerce por diretores proprietários.
    Oposição é necessária, para o indispensável equilibrio.
    Deixo, a contar de hoje, de usar a chamada “ATLÉTICO — S / A., por confiar no compromisso com o futebol de ambos os candidatos.
    Avante FURACÃO !!
    Clovis Pena

  3. Fábio
    segunda-feira, 8 de dezembro de 2008 – 19:34 hs

    Enquanto o Atlético for governado por Petraglia e seus puxa-sacos, o Coritiba não é seu co-irmão, é inimigo. E a guerra, iniciada com a linha editorial rubro-negra nos péssimos jornais de Curitiba Tribuna, Estado e Gazeta, só vai continuar…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*