Paraguai: produtores saem às ruas para tratoraço | Fábio Campana

Paraguai: produtores saem às ruas para tratoraço

De Guilherme Wojciechowski no Sopa Brasiguaia:

Com o objetivo de mobilizar a opinião pública e cobrar das autoridades soluções para a insegurança física e jurídica no meio rural, produtores de todo o Paraguai saem às ruas, a partir de hoje (15), para aquele que visa ser o maior “tratoraço” da história do país vizinho.

O evento, organizado pela Coordenadoria Agrícola do Paraguai (CAP) com o apoio de outras 12 associações ruralistas, partidos políticos, movimentos sociais e setores da sociedade civil organizada, reúne sob a mesma bandeira agricultores paraguaios e colonos de origem brasileira residentes no país.

O ato inaugural de protesto está marcado para as 08h00 (hora paraguaia) desta segunda-feira (15), com as manifestações previstas para ocorrer, simultaneamente, em 60 pontos do Paraguai, estendendo-se até a noite de terça-feira (16), com um ato central em frente à sede do Congresso em Asunción.

Na região fronteiriça, os produtores devem concentrar-se ao longo das rodovias VI, VII e Supercarretera, mantendo a garantia, porém, de deixar pelo menos uma das pistas livres para que o acordo prévio com o governo, que pediu que as estradas não fossem bloqueadas, seja integralmente respeitado.

Em entrevista ao jornal ABC Color, Rubén Sanabria, coordenador da CAP no Alto Paraná, projetou que a adesão nos municípios fronteiriços deve ser superior à registrada em outros pontos do país, em virtude do clima de insegurança gerado pelas constantes invasões promovidas por camponeses.

Para evitar distúrbios provocados por manifestantes “infiltrados”, medidas de precaução estão sendo tomadas pelos organizadores, como a proibição de bebidas alcoólicas e a identificação dos aderentes à manifestação, que deve ocupar cerca de mil quilômetros de acostamentos em todo o Paraguai.

Entre as entidades não-ruralistas aderidas ao protesto, destaque para a União Industrial Paraguaia (UIP) e para a Federação da Produção, Indústria e Comércio (FEPRINCO), que através de seus dirigentes, expressaram apoio total à bandeira de segurança e trabalho levantada pelos produtores.

Na tabela abaixo, publicada na edição de hoje (15) do jornal ABC Color, a listagem dos locais de concentração previamente anunciados pelos organizadores do tratoraço, podendo haver problemas de circulação devido à lentidão dos tratores na pista.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*