Governo contrata empresa envolvida em escândalo para recolher lixo do litoral | Fábio Campana

Governo contrata empresa envolvida em escândalo para recolher lixo do litoral

lixo-1

Depois da absoluta falta de interesse de diversas empresas de limpeza pública, não teve outro jeito e o governo do Paraná acabou contratado para recolher o lixo do litoral a empresa Leão Leão, que já foi citada em escândalos nacionais envolvendo a coleta de lixo de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, onde a empresa tem sede. Na época, o prefeito era Antonio Palocci, ex-ministro da Fazenda.

O presidente da Leão Leão, Luiz Cláudio Leão, chegou a ser indiciado pela polícia civil do município por formação de quadrilha e acusado de fraudar processos licitatórios de coleta de lixo em cidades de São Paulo e Minas Gerais. A empresa Leão Leão vai receber R$ 5 milhões para recolher o lixo do litoral durante 78 dias.

Atualizado às 16h44, com correção de informações.


11 comentários

  1. Sérgio Sanderson
    terça-feira, 23 de dezembro de 2008 – 15:24 hs

    Se é aquela que denunciaram por dar uma grana ao ex-ministro da economia (como é que é mesmo o nome dele? hoje deputado e quando ministro quebrou o sigilo de um guardião pra fazer chantagem)… se é aquela mesma… ciuidado pois morre-se muito nesse relacionamento…

  2. Cap. Nascimento
    terça-feira, 23 de dezembro de 2008 – 15:34 hs

    Depois desta o nepotão de mello e silva vai querer criar a estatal do lixo e empregar outros familiares e desenvolver assim o melhor programa de coleta de lixo da via láctea. Tudo em nome do governo mais honesto do mundo. Quem sabe do universo!
    Ei reiquejão incompetente, pede prá sair.

  3. Mario
    terça-feira, 23 de dezembro de 2008 – 16:31 hs

    Aí Fábio,
    Será que vc não se enganou? O ex-prefeito de Ribeirão que é suspeito de ter amansado (e ter sido “amansado”) pelo “Leão Leão” é o ínclito ex-ministro, ex-frequentador da casa no Lago Sul e atual deputado Palocci.

  4. Almedes
    terça-feira, 23 de dezembro de 2008 – 16:37 hs

    O prefeito não era Ricardo Berzoini e sim Antonio Paloci.

  5. amilton pacheco
    terça-feira, 23 de dezembro de 2008 – 16:37 hs

    FABIO, o prefeito era o Palocci, e a quadrilha
    da época ainda está ativa…

  6. Carlão
    terça-feira, 23 de dezembro de 2008 – 16:46 hs

    Governo sério .
    olha só o tipo de empresa que se contrata , quem contratou ?

  7. Lixoman
    terça-feira, 23 de dezembro de 2008 – 17:08 hs

    Isso se chama licitação. Quem oferecer o melhor preço leva. O governo não pode fazer nada.

  8. Luis Carlos (break)
    terça-feira, 23 de dezembro de 2008 – 17:12 hs

    o que se esperava deste governinho que esta ai para “comandar”? Ética?

  9. ex-pectador
    terça-feira, 23 de dezembro de 2008 – 17:41 hs

    Caro Fábio, não é só para a coleta de lixo que importamos empresas “problema”. A operadora da travessia de Guaratuba, F. Andreis e Cia. Ltda. está em vias de renovar contrato com o DER e consta do site da CGU como impedida de contratar com o poder público por conta de escandalo no Mato Grosso envolvendo o irmão do Governador Zeca do PT, é só clicar em
    http://www.portaltransparencia.gov.br/ceis/EmpresasInidoneas.asp

  10. caudio
    terça-feira, 23 de dezembro de 2008 – 18:21 hs

    Acho que o Raska tem que explicar -se com o Paraná ,porque escolheu esta ¨famosa ¨empresa e porque não buscou uma empresa que gere renda e emprego aqui no Paraná , já que fez uma contratação direta escolher uma empresa de fora do Estado significa dizer que para ele não existe nenhuma aqui que tenha tanta COMPETENCIA quanto a.empresa Leão Leão.

  11. Ricardo
    quarta-feira, 24 de dezembro de 2008 – 20:42 hs

    E contratar político envolvido em escândalo ferderal e estadual pro secretariado, pode?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*