Ricardo Barros e Cida Borghetti com Lula na Itália | Fábio Campana

Ricardo Barros e Cida Borghetti com Lula na Itália

Os deputados Ricardo Barros e Cida Borghetti viajaram neste sábado para Itália. Os parlamentares integram a comitiva do presidente Lula em viagem oficial.

Além de vice-líder do governo na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros é tambéhttp://www.fabiocampana.com.br/wp-admin/media-upload.php?post_id=20398&type=image&TB_iframe=truem presidente do grupo parlamentar Brasil-Itália e Cida Borghetti é membro do Comitês Paraná e Santa Catarina, órgão de representação dos italianos no Brasil.
Ricardo Barros comemora aniversário no dia 15.


7 comentários

  1. JUSTICEIRO
    domingo, 9 de novembro de 2008 – 11:33 hs

    Daqui pra frente todo mundo estará de olho em todo mundo para a formação de quem realmente será oposição e situação no eleição presidencial. Este Ricardo Barros é um bagre ensaboado que joga com todos os lados. Mas a lagoa esta secando e o espaço vai dimunuir…terá que optar logo; Lula ou Serra, não haverá meio de campo. O palanque das proximas eleições é o palanque dos candidatos a presidente que passa a ser a eleição principal.
    Como se viu nas eleições municipais e aqui em Curitiba é exemplo notavel nisso, pois nunca a tinha acontecido uma renovação tão grande. O povo quer opções claras. A maioria que se elegeu estava apoiando abertamente Beto Richa e o mesmo acontecerá na eleição de 2010. Quem não tiver uma posição clara de apoio a este ou aquele candidato a presidente e isso incluiu inclusive os candidatos a governador, correm o risco de ficarem a ver navios, porque macaco, por mais velho que seja, que pula de galho em galho, com os novos tempos e maior participação dos eleitores e melhor informação, tem tudo para agarrar-se num cipo podre e desandar.
    No Paraná o quadro não tem forma se ficar mascarado perante o eleitor. Quem for oposição será SERRA, quem for situação será DILMA.
    Os senhores Ricardo Barros, Osmar Dias – se quizerem o apoio dos tucanos, só com uma condição: APOIO ABERTO E ÚNICO A SERRA.
    Isso inclusive vale para o Sr.PESSUTTI que busca ser candidato. Tem que definir já, vai com Lula ou com Serra?
    Não se ignora a força do PMDB no Paraná e se Pessuti conseguir se impor sobre Requião é possivel uma composição com os tucanos, mas jamais via Requião. Nos ultimos dias Pessutão ocupou espaço e rompeu barreiras se aproximando de Beto Richa. Os peemedebistas ja viram que a única forma de permanecerem tendo os bonus do governo estadual é terem o apoio de Beto Richa (se este não for o candidato a governador), mas em troca terão que apoiar o tucano SERRA para presidente e romper de vez com o PT e alijar Requião da disputa pelo Senado.
    Não é impossivel que Pessuti consiga isso, afinal, no momento mais importante da definição do quadro ele será o Governador e como tal, terá todas as vantagens do poder.

  2. BOLIVARIANO
    domingo, 9 de novembro de 2008 – 11:38 hs

    Este Ricardo Barros é astuto demais. Sabe que tem na manga o grande trunfo da proxima eleição para governador. Tem a sua mulher a linda e maravilhosa Cida Borgheti a melhor candidata a Vice-Governador que existe hoje no estado. Iamgine uma dupla Beto Richa – Cida Borgheti, não terá para ninguem…

  3. BOQUINHA
    domingo, 9 de novembro de 2008 – 16:41 hs

    Tà, e dai? O que nós temos à ver com isso? Olha, sou leitor assíduo desse espaço mas determinados post mais se parecem com coluninha social. Arre!.

  4. Vigilante do Portão
    domingo, 9 de novembro de 2008 – 17:29 hs

    É o LULATUR, fazendo proselitismo com o nosso dinheiro.

  5. Vão Brincando,Tiurma
    domingo, 9 de novembro de 2008 – 22:10 hs

    Mais de 32 mil famílias nicaragüenses em Fome Zero

    Ortega copiou projeto brasileiro

    Manágua (Prensa Latina) Nos últimos 18 meses, 32 mil 709 famílias nicaragüenses foram beneficiadas com o programa Fome Zero, o projeto do governo sandinista do presidente Daniel Ortega, assegurou uma fonte oficial.
    Gustavo Moreno, diretor nacional do programa, declarou nesta sexta-feira a uma emissora local que os planos para 2009 são beneficiar a outros 15 mil núcleos de escassos recursos, de um plano inicial de 75 mil em cinco anos.
    A cada senha produtiva alimentar que se entrega tem um valor de mil 500 dólares, pelo que segundo o servidor público, desde o 5 de maio de 2007 até a data o governo investiu ao redor de 50 milhões de dólares.
    A senha inclui uma vaca e uma porca em gestação , aves , árvores frutais , sementes e ferramentas de roça, entre outros insumos.
    A cada família beneficiada deve devolver o 25 por cento do total do investimento, com o objetivo de formar uma caixa rural que ajudará a expandir ainda mais o programa.
    Moreno adiantou que para o ano próximo, o Banco Interamericano de Desenvolvimento contribuirá 20 milhões de dólares à Fome Zero, os quais se somarão a 10 milhões orçados pelo governo.
    Destacou que de forma paralela também se entrega o chamado senha de pátio na periferia rural de Manágua , onde os núcleos de escassos recursos recebem cinco galinhas, um galo, uma cabra e sementes para os ajudar a produzir seus próprios alimentos.
    A nossa é uma cruzada contra a fome e no ano próximo se entregarão ao redor de 25 mil senhas de pátio nas redondezas da capital, a um custo aproximado de 150 dólares a cada um, afirmou Moreno.

  6. Dina
    segunda-feira, 10 de novembro de 2008 – 1:02 hs

    Antes de votarem para Ricardo peçam opinião aos maringaenses…

  7. Barão
    segunda-feira, 10 de novembro de 2008 – 8:29 hs

    Cuidado, Lula! Por baixo da pele de Pepista, há penas de tucano (e por consequencia corrupção!).

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*