PMDB evita avaliar resultado das eleições | Fábio Campana

PMDB evita avaliar resultado das eleições

A direção estadual do PMDB, controlada pelo secretário João Arruda, sobrinho de Requião, não quer ouvir falar em avaliação do resultado das eleições.

O deputado Waldyr Pugliesi (foto), que figura como presidente, disse à jornalista Josianne Ritz, do Jornal do Estado, que “a temperatura ainda está alta e um encontro para avaliação só serviria para despertar o mau humor dentro do PMDB”.


4 comentários

  1. Mauricio Marcondes
    quarta-feira, 5 de novembro de 2008 – 10:31 hs

    O Azedão não quer fazer a reunião porque os deputados querem reforma do secretariado e dos representantes regionais dos órgãos. Querem montar a campanha de reeleição em 2010. Se eles falarem sobre o assunto o Requião da um chute na cadeira e todos correm pra debaixo da mesa acadelados parecendo aqueles cachorrinhos: quain, quain, quain, quain,quain…..

  2. Luis Konig
    quarta-feira, 5 de novembro de 2008 – 10:49 hs

    O resultado nas eleições foi ridiculo. Ressalte-se que nos pequenos municipios existem PMDB de fachada, conforme conveniências de momento. Em Contenda/PR, na eleição para governo de Estado p.p., o que se via eram quase todos pedindo votos para o Osmar Dias. Nesta eleição, o presidente do PMDB local e o vice-prefeito nem sequer conseguiram vaga para vereador, com votação superada por pessoas que nunca participaram de qualquer pleito. Tenho certeza que em 2010 essas fachadas tenderão para novos rumos conforme as conveniências. SÓ O PMBD ESTADUALNÃO PERCEBE O QUE QUALQUER CIDADÃO NO SEU DIA A DIA PERCEBERIA. PESSUTI COBRE UMA POSIÇÃO DESTE PESSOAL!!!!

  3. José Ricardo
    quarta-feira, 5 de novembro de 2008 – 11:16 hs

    Pois é, o sobrinho do requião disse o homem pode terminar o mandato de governador em 2010 e naõ ser candidato ao senado. Pode?

  4. Cidadao F
    quarta-feira, 5 de novembro de 2008 – 13:55 hs

    Nestas eleições ficou claro que 90% dos eleitores votaram no candidato não no partido.
    Somente quem é filiado a partido acredita que o povo vota na legenda, porque os ideais já se foram a muito tempo.
    Nos municípios médios e grandes o governador dificultou o candidato e no caso do PT o partido fez isso.
    Só não vê quem é comissionado.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*