Os primeiros sinais da crise no Paraná | Fábio Campana

Os primeiros sinais da crise no Paraná

Detalhe do painel de Poty

Detalhe do painel de Poty na FIEP

Os efeitos da crise começam a aparecer nesta área do planeta. A FIEP informa a queda de vendas na indústria automotiva, têxtil e de alimentos no Paraná. São os dados de outubro e, segundo os analistas, é apenas a ponta o iceberg.

O governo Lula anunciou linhas de crédito para manter o consumo e a economia aquecida, mas é indisfarçável a tendência recessiva.

Ao mesmo tempo, Requião quer aumentar impostos estaduais para fazer caixa, o que só vai agravar a crise.


Um comentário

  1. Zé do Coco
    sexta-feira, 7 de novembro de 2008 – 12:06 hs

    Sr. Campana, nós já vínhamos aqui no seu blog comentando sobre os efeitos retardados da crise mundial. E tivemos absoluta certeza de que as coisas iriam azedar de vez quando o energúmeno que hoje ocupa a presidência da república disse que no Brasil não teríamos problema algum.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*