O PT nativo ainda não deglutiu a derrota | Fábio Campana

O PT nativo ainda não deglutiu a derrota

O PT nativo vive em convulsões internas que não são de somenos. As notícias de que o ministro Paulo Bernardo busca entendimento com o senador Osmar Dias, até ontem considerado um adversário, e o do lançamento da candidatura de Gleisi Hoffmann (foto) a deputada estadual, azedaram de vez o humor dos petistas.

A verdade é que a derrota nas eleições de outubro ainda não foram digeridas. Boa parcela da militância acredita que a simples troca de referência política externa não mudará a situação de crise em que mergulhou o partido.

Trocar Requião por Osmar Dias poderia ser a solução para os projetos pessoais de alguns dirigentes, mas não retiraria o partido do marasmo e da falta de perspectiva real de poder.


6 comentários

  1. El Capo
    segunda-feira, 3 de novembro de 2008 – 12:02 hs

    Mas o PT ja não tinha dito que iria lançar candidato proprio em 2010 e se afastar de Reiquiao? Não sei não mas essa noticia parece não ser coerente….

  2. Cris Novak
    segunda-feira, 3 de novembro de 2008 – 12:09 hs

    A patuléia miuda esta querendo parar de roer osso e tomar sopa rala. É hora dos dirigentes aquinhoados por polpudos cargos e salários dividir o pão. Chega dos mesmos. Ganharem sózinho.

  3. MALUCO BELEZA
    segunda-feira, 3 de novembro de 2008 – 14:26 hs

    O PT afastou de suas características de suas origens, estão em busca de uma tábua de salvação, e para unir se a outro partido antes deveriam revitalizar suas raízes e deixarem de ser escada. O Lula soube muito bem manejar e utilizar o partido em seu próprio favor, o partido tem de pensar como instituição e para tanto buscar o fortalecimento interno, e nas suas bases sindicais.

  4. jango
    segunda-feira, 3 de novembro de 2008 – 15:41 hs

    O PT quer assenhorar-se do poder estadual ou municipal (Curitiba) já, agora, ontem. Não tem condições. Não é porque Lula chegou lá que o PT local vai conseguir – até esta situação federal está lhe dando prejuizo local (mensaleiros, aloprados, sanguessugas, etc). Há primeiro de se qualificar, não tem quadros, são péssimos administradores públicos ou tem se mostrado. Suas propostas tem sido pífias, a se ver na última campanha eleitoral. Falta forma e conteúdo. Isto não se consegue de ontem para hoje. Se quiserem vai demorar um pouco. Se não fizerem, talvez demore muito, muito mais.

  5. Vigilante do Portão
    segunda-feira, 3 de novembro de 2008 – 17:46 hs

    Quando a diretriz está errada, não se pode esperar que o resultado seja bom.
    O PT nativo só fez bobagem: Escolheu o Requião de aliado, um seca pimenteira dos bons.KKK
    Depois aceitaram ser dirigidos pela Gleisi, uma amadora em matéria de direção partidária.Acharam que o apoio do Lula bastaria para alavancar a candidatura da Barbie à Prefeitura de Curitiba, tomaram uma surra, para ser lembrada por muito tempo.
    Agora querem o apoio do Osmar, pois sabem que não vão conseguir emplacar um candidato viável ao governo do estado em 2010.
    O PT mais parece biruta de aeroporto, vira para o lado do vento. KKK
    Perdeu a ideologia, perdeu a militância e vai perdendo a credibilidade de anos de trabalho na base, principalmente junto ao eleitorado mais carente.

  6. Paraguayo
    segunda-feira, 3 de novembro de 2008 – 17:50 hs

    Tiene qui abandonar el cupulismo. La atitud es mas importante, como la vuelta a las bases para um trabajo efetivo junto a los trabajadores. Abaxo el burgueses de partido.!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*