O diagnóstico de um país doente | Fábio Campana

O diagnóstico de um país doente

O Jornal do Brasil publicou uma lista de doenças que vêm crescendo nos últimos anos. Veja:

Câncer: Estima-se 466.730 novos casos em 2008
Doenças do aparelho respiratório: 280.077 óbitos em 2005, segundo último levantamento do Ministério da Saúde
Obesidade: 43% dos adultos de todas as capitais estão acima do peso

Doenças do “sub-desenvolvimento”

Rubéola: 8.684 casos confirmados em 2007, 70% dos infectados são homens
Dengue: 472.997 casos registrados até setembro de 2008, sendo 340.755 na região Sudeste
Malária: 607.789 casos apenas em 2005


5 comentários

  1. Carlos Augusto
    domingo, 2 de novembro de 2008 – 20:19 hs

    Fabio:voce esquece que temos 200 milhões de habitantes. E que no tempo do FHC nós não tinhamos nem essas estatísticas que V solta, sem uma visão da evolução das doenças ao longo do tempo. Com que objetivo? Mostrar que somos subdesenvolvidos? Isso já sabemos. Qual sua proposta? Mais submisssão ao império ou menos?

  2. CARLA ROMANELLI
    segunda-feira, 3 de novembro de 2008 – 1:47 hs

    Para colaborar, de Acidente do Trabalho em 2.007, foram 645.000 casos com 2.804 Trabalhadores que Morreram no trabalho,
    e de Dengue foi 212, mortes, e o Governo Federal ja libereou 1 Bilhão para a campanha de prevenção e controle da Dengue, não é uma crítica ao gasto com a dengue é apenas uma constatação.

    E ainda é bom os Brasileiro saberem que somos o melhores no mundo no combate e na prevenção e controle da AIDS.

    E isto me leva a pensar que para combater a DENGUE e a AIDS, tem dinheiro e competência, acredito que deveriamos, ter o mesmo empenho no Combate aos acidentes do trabalho, pelos altos custo que trazem a soceidade brasileira em torno de 33 bilhões ao ano,

    Mas diante deste quadro dá para fazer ironia
    pois acredito que a culpa deste tratamento desigual, a culpa e do mosquito da dengue e virus da AIDS, que são idiotas que não sabem em qual classe social eles devem ou não ser inoculado.
    Mas no caso dos Acidentes e doenças relacionadas ao trabalho nos sabemos bem a Classe social que sofre.

  3. CARLA ROMANELLI
    segunda-feira, 3 de novembro de 2008 – 2:00 hs

    E ao Carlos Augusto, pare com isto “de no tempo de FHC”, que coisa mais chata ninguem aguenta mais, ouvir isto, por esta que o PT levou este banho, por esta visão simplista de militante sem uma análise mais realista de nosso país.
    Ou acha que o Braba não sabe o que melhorou ou piorou no atual governo, e a responsabilidade de dar conhecimento deste governo é do partido e de seus aliados de conveniência, para um partido que nem aprovou a atual constituinte.

  4. Carlos Augusto
    segunda-feira, 3 de novembro de 2008 – 7:43 hs

    É Carla Romanelli, voce disse que “ninguém aguenta mais ouvir” “no tempo de FHC” por que a verdade é dura de ouvir…As estatisticas mostram que quando VOCES, os iluminados, estavam no governo, tudo ia pior nesse país.Porisso voces não querem que se comparem as estatísticas…muito conveniente…E o PT perdeu no Paraná por que sua direção, ou a parte mais poderosa dela, que hoje é “o grupo de Londrina” esposou a teoria de “O PT deve perder as eleições em Curitiba para ganharmos mais poder, no próximo governo do Osmar”.Teoria copiada do mestre Requião. Ou V. acha que o candidato do “Duce” fez 1,5% de votos sem que ele soubesse que ia dar nisso mesmo e quizesse que fosse esse o resultado? Para pessoas que só visam o poder, fazer seu partido perder as eleições pode ser ótimo, sabia? É a melhor maneira de outro grupo dentro do mesmo partido, não ter a minima chance de tomar-lhe o lugar…e assegurar a primazia na hora de negociar cargos secundários com os demais partidos…em governos de coalizão…Espere e verá…

  5. Zé do Coco
    segunda-feira, 3 de novembro de 2008 – 10:22 hs

    Volta e meia aparece alguém com essa de “império”. Que o País se rendeu aos encantos do Império, que o Império contra-ataca, que o Império não morre jamais.
    Estão sempre caindo na mesma ladainha, só para esquecer que estamos no segundo mandato do imbecil supremo e ele continua achando que a saúde no Brasil está próxima da perfeição. Ele nem tenta mais enganar o povo acusando o tal império de ser culpado de tudo, ele agora engana afirmando que temos o melhor sistema de saúde pública de todas as galáxias.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*