Na Assembléia, os supermercados | Fábio Campana

Na Assembléia, os supermercados

Circulou na Assembléia Legislativa, hoje, o presidente da Apras, associação de donos de supermercados, Everton Muffatto, entusiasta da reforma tributária de Requião. Conversou com deputados. Os supermercados deixarão de arrecadar para o Estado R$ 200 milhões com a reforma de Requião. Vocês acham que eles repassarão o desconto para os preços?


8 comentários

  1. Carlos Camargo
    quarta-feira, 26 de novembro de 2008 – 14:53 hs

    A piada na Assembléia é que aumentou o numero de deputados. Agora tem mais dois. O Muffatto e o Zonta.

  2. Ilse
    quarta-feira, 26 de novembro de 2008 – 14:53 hs

    Nem precisa dizer que a culpa de toda esbórnia tributária, fiscal etx e tal é do Requião.

  3. Com fé
    quarta-feira, 26 de novembro de 2008 – 15:15 hs

    O desconto que deveriam ter dado com o fim da CPMF eu estou esperando até agora. Acredito que virá junto com o do ICMS.

  4. Zé do Coco
    quarta-feira, 26 de novembro de 2008 – 15:37 hs

    Que o Muffato saiba que em seu mercadinho não compro mais. E com nossa família, dezenas aqui na região do Bairro Alto.

  5. pew
    quarta-feira, 26 de novembro de 2008 – 16:49 hs

    NAAAAO
    nesse pais onde os produtos encolhem e perdem peso só aumenta o preço.
    quem ganha são os donos de mercados, sem falar de sonegação. não conheço nenhum mercadinho ou boteco/mercado do interioir que emite nota fiscal em suas vendas, mas seus donos andam de carro importado e mansão, barcos … e nós consumidores sempre na merd………

  6. O Vigilante
    quarta-feira, 26 de novembro de 2008 – 16:50 hs

    NÃO VÃO REPASSAR, E IRÃO REFORÇAR O CAIXA DOS DEPUTADOS QUE VOTAREM A FAVOR, EM 2010. É SÓ ESPERAR PRÁ VER.

  7. quarta-feira, 26 de novembro de 2008 – 18:27 hs

    A molecada com sobrenome Muffatto está deitando e rolando. Quem diria o calça curta do Everton é presidente da Apras ??? Ele também é unha e carne com o Roberto Requião. O Duce só tem amizades com quem dá futuro, de bobo é só a cara e o jeitão de andar. Este Decretão vai custar caro para a molecada dos Muffatto e custará o couro dos consumidores paranaenses. Será que quem prometeu acabar com o pedágio no primeiro dia de governo fará diferente agora ??? Depois sempre tem alguém para ser culpado. Nosso professor de Deus promete muito e faz muito pouco. Como diz o ditado se grito resolvesse o porco não ia prá faca.

  8. Luis Carlos (break)
    quarta-feira, 26 de novembro de 2008 – 21:14 hs

    nunca mesmo o requião um dia tera de se explicar o porque desta proposta ele que se diz “homem do povo” eta coração de pedra como diria Jamil Nacad

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*