Em Castro, idosa morre vítima de erro médico | Fábio Campana

Em Castro, idosa morre vítima de erro médico

Mulher de 85 anos morreu vítima de erro hospitalar em Castro. Iracema de Gomes Araújo deu entrada no Hospital Ana Fiorilo Menarim na madrugada do dia 18 de novembro, apresentando um quadro de desnutrição. Ela foi internada e passou a receber alimentação pelo nariz.

De acordo com fontes ouvidas no hospital, uma técnica em enfermagem em período de experiência teria cometido um erro, injetando a alimentação diretamente na corrente sanguínea de Iracema. As informações são do jornalista Tiago Ramos, publicadas hoje no site Bonde, da Folha de Londrina, na matéria “Sopa na veia”.


Quando o erro foi constatado o médico de plantão encaminhou a paciente para a UTI. Mas já era tarde demais, Iracema apresentava um quadro de infecção generalizada e morreu. O médico Joaquim da Conceição Oliveira, responsável técnico pelo hospital, explicou que o quadro médico da paciente estava evoluindo bem, “a previsão era que Iracema tivesse alta nas próximas 24 ou 48 horas”.

A responsabilidade pela alimentação dos pacientes é do corpo de enfermeiros do hospital. A técnica em enfermagem que teria cometido o erro foi afastada de suas funções. O hospital vai pedir a abertura de um processo administrativo no Conselho Regional de Enfermagem. Foi aberto um inquérito policial para responsabilizar os envolvidos.

A família de Iracema de Gomes Araújo preferiu permanecer em silêncio. Eles só vão falar com a imprensa quando um laudo definitivo for publicado pelo IML, o que só deve ocorrer no final de dezembro.


3 comentários

  1. Ilse
    quarta-feira, 26 de novembro de 2008 – 14:48 hs

    A culpa é do Requião, que não foi lá orientar corretamente o procedimento da equipe médica.

  2. Zé do Coco
    quarta-feira, 26 de novembro de 2008 – 15:39 hs

    Ilse, não brinque com coisa séria. Você sabe, como todo mundo sabe, que erros desse tipo ocorrem todos os dias em tudo quanto é biboca que recebe o nome de hospital.

  3. José Marcelo
    quinta-feira, 27 de novembro de 2008 – 8:20 hs

    Primeiro que não é alimentação pelo nariz. O nariz é só uma via de passagem de um sonda(tubo) que leva o alimento até o estômago ou intestino. Segundo, se o procedimento foi realizado por uma Técnica em Enfermagem, não é erro médico e sim erro da enfermagem. Os jornalistas deste blog deveriam informar-se melhor antes de escrever estas besteiras. O que ocorre na maioria dos hospitas é que, para diminuir custos, pagam salários ínfimos, daí só conseguem contratar profissionais mal formados, não fazem um teste seletivo para a contratação, pois a procura é muito paquena em decorrência do baixo salário. A enfermeira chefe deveria fazer uma avaliação dos novos profissionais para mensurar a capacidade de cada um, mas isso não acontece. Aí dá nisso. Este é apenas a ponta do iceberg, pois foi divulgado, e as coisa qua não são divulgadas?São muito os erros, tanto médicos como de enfermagem que ocorrem nos hospitais por aí e não sõa divulgados.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*