Adiada decisão sobre eleições em Londrina | Fábio Campana

Adiada decisão sobre eleições em Londrina

A indefinição continua. Por mais alguns dias, Londrina ficará sem saber qual a posição do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre as eleições. Havia esperança de que na noite de ontem saísse uma definição, mas o assunto nem entrou na pauta de discussão do Tribunal.

No início da semana, o presidente do TSE, ministro Carlos Ayres Brito, afirmou que uma posição seria anunciada nesta quinta, ou no mais tardar no sábado, em sessão extraordinária. O TSE ainda não confirmou reunião para o final de semana. Enquanto isso, o povo de Londrina continua na mesma, com futuro político indefinido.


5 comentários

  1. Fernandes
    sexta-feira, 7 de novembro de 2008 – 10:11 hs

    Em plena crise do mensalão/Janene o IBOPE fez uma pesquisa perguntando aos brasileiros comuns como agiriam como políticos se estivessem no lugar deles. O absurdo é que 75% dos entrevistados disseram que sim, que fariam a mesma coisa.

    A pesquisa mostrou que 75% dos eleitores brasileiros acreditavam que cometeriam pelo menos um dos atos de corrupção avaliados, caso tivessem a oportunidade, ou seja, se estivessem no lugar e nas mesmas condições dos políticos brasileiros denunciados por esses crimes.

    Entre os entrevistados 69% dos eleitores admitiram cometer pelo menos um tipo de ato ilícito entre 13 ilegalidades do cotidiano listadas pelo Instituto.

    A maioria dos eleitores brasileiros disse que haviam praticado ou sabiam de quem praticou algum dos crimes listados, com demonstrou que tolerava algum tipo de corrupção por parte de seus representantes ou governantes eleitos.

    Estes dados são o suficiente para comprovar que uma vez que ao imaginar que poderia cometer um desses atos, o eleitor provavelmente é tolerante com o político que o faz.

    Como demonstrou à pesquisa a visão da população brasileira sobre a classe política no geral é muito ruim. A corrupção é percebida como um problema crônico do país, arraigado em todas as esferas públicas sem exceção (seja em cargos executivos ou legislativos, seja nos níveis federal, estadual ou municipal, seja nas suas instituições , partidos, Congresso etc.). É um motivo de preocupação para os brasileiros uma vez que é vista como um problema que afeta diretamente e de forma perniciosa a vida da população.

    Se o eleitorado tem bastante clareza quanto à falta de honestidade dos políticos brasileiros, não se pode dizer o mesmo em relação à sua própria imagem como “povo brasileiro”. Isto pode ser um reflexo do aclamado “jeitinho brasileiro”, ora motivo de orgulho, ora de vergonha, sinônimo de “jogo de cintura” em alguns momentos, em outros de mau caráter. De qualquer forma, fica claro que há problemas tanto quando se fala de honestidade de uma forma genérica, como quando há abordagem específica de comportamentos antiéticos, alguns ilegais: a “caixinha” para o guarda não multar, a sonegação de impostos, etc..

    Como podemos exigir que os políticos sejam éticos se nós, em nossa maioria não somos?

    Eles agem exatamente como esperamos que eles agissem e ainda reclamamos!

    Mesmo sabendo de seus crimes, o que é o caso do Belinati, e continuamos votando neles, esquecemos, milagrosamente, de todas as palhaçadas, roubalheiras e tramóias, colocando-os novamente lá, para nos “representar”.

  2. Felipe Andre Klemba
    sexta-feira, 7 de novembro de 2008 – 11:25 hs

    Pois é tbem tive essa prova aqui esse ano.A populaçaõ é assim mesmo.E dai quem é o pior?ambos pqq o eleitor q diz q faria a mesma coisa é farinha do mesmo saco.E depois criticar pq?
    Coloco na mesma lista o eleitor q vota anulando se pq a gente vota no bom pra ele ganhar e anular o mau.Votando nulo e branco passa se uma procuração para qualquer politico q ganhar fazer o q quiser.E depois criticar como ne????

  3. NÊGO
    sexta-feira, 7 de novembro de 2008 – 12:20 hs

    Nova eleição em Janeiro/2008
    Sem o tal Bila, e sem Barbosa Gafanhoto!!!

  4. Zé do Coco
    sexta-feira, 7 de novembro de 2008 – 12:22 hs

    Fernandes, obrigado, você parece ter adivinhado o que eu sentia sobre essa situação. Não só calamos, como consentimos com as falcatruas.

  5. LEANDRO
    sexta-feira, 7 de novembro de 2008 – 13:13 hs

    MUITO BEM, CADE AQUELA JUIZINHA QUE AFIRMOU QUE ATÉ O FINAL DE SEMANA ESTARIA DEFINIDO QUEM SERIA O NOVO PREFEITO DE LONDRINA. NÃO É POLÍTICA MAS TAMBÉM MENTE….E AGORA EM QUEM ACREDITAR? E TEM MAIS O BELINATI FOI ELEITO PELO POVO, ENTÃO DEIXE O POVO SE FERRAR, AFINAL O POVO TEM O GOVERNO QUE MERECE. POVO BURRO E OMISSO, GOVERNO LADRÃO.
    RECLAMAR É FÁCIL, MAS QUANDO TEMOS A OPORTUNIDADE DE MUDAR, O ELITOR SÓ FAZ CAGADAS. NÃO SEI O QUE É PIOR, SE É O POLITICO SAFADO OU O ELEITOR BOBÃO.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*