Porto de Paranaguá dá calote em trabalhadores | Fábio Campana

Porto de Paranaguá dá calote em trabalhadores

De Helio Miguel do Paraná Online

A associação – Cooperativa dos Amarradores dos Portos do Paraná (Coapp) – que prestava serviços de amarração no terminal até o ano passado está cobrando da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) o pagamento de aproximadamente R$ 246 mil, referentes a serviços prestados há cerca de um ano, mas que não teriam sido pagos.

A pendência, segundo a cooperativa, está causando série de problemas para os 51 cooperados, e teria feito com que a entidade não pudesse participar de nova licitação para o serviço, encerrada no mês passado.

O problema, segundo o tesoureiro da Coapp, Jurandi Ferreira, teria começado depois de um mal entendido: a Appa tinha contrato com a Coapp, no valor de R$ 823 mil, cujo objeto era a prestação de metade dos serviços de amarração do Porto, durante um ano.

O contrato terminou no primeiro semestre de 2007 e foi prorrogado por mais seis meses, com o mesmo valor, mas com a cooperativa prestando integralmente os serviços.

Porém, no final do ano passado, a Appa teria se negado a pagar R$ 246 mil à Coapp, referentes a uma parte dos serviços prestados. “O Departamento Financeiro achou que havia erro nos valores”, explica Ferreira.

Para ele, o porto ignorou que a cooperativa passaria a prestar os serviços de amarração integralmente e achou que, para um aditivo de seis meses, o valor teria que ser a metade do contrato original.

A negativa pegou de surpresa os amarradores: “Não teve Natal para nós no ano passado”, lamenta Celso Mendes, um dos cooperados. A Appa nega a dívida. Em nota, diz que não consta, em seu departamento financeiro, “qualquer nota de empenho ou saldo de contrato relativo à dívida alegada por esta cooperativa”.

A pendência, segundo Ferreira, fez com que o porto deixasse de contratar os serviços da cooperativa. De acordo com o presidente da Coapp, Francisco Paulo Pereira, pregão marcado para novembro, referente à mesma licitação, chegou a ser cancelado pelo superintendente do porto, Eduardo Requião, poucos minutos antes de começar.

Um novo pregão foi marcado para junho deste ano e vencido pela Coapp, mas a entidade foi desqualificada. Segundo a Appa, o motivo “deu-se com base no não cumprimento dos requisitos constantes nos editais de licitação na forma da lei”.

Foi marcado, então, um terceiro pregão, para o dia 22 de agosto, mas a Coapp nem conseguiu participar. “Colocaram uma cláusula dizendo que quem tivesse pendência (com o porto) não poderia concorrer”, explica Ferreira. A licitação acabou sendo vencida pela empresa S.C.P & R.C.S Ltda.

Um dos sócios da empresa, segundo Pereira, é Ruan Carlo de Souza, que, segundo o presidente da Coapp, foi cabo eleitoral, nas últimas eleições, do candidato a vereador pelo PMDB Chico Santos, cuja campanha foi apoiada por Eduardo Requião. A empresa foi aberta no dia 1.º de agosto deste ano, poucos dias antes do pregão.


6 comentários

  1. Parnanguara
    terça-feira, 14 de outubro de 2008 – 8:41 hs

    LEMBREM DO QUE O ROQUE FALOU ….

  2. ronaldo
    terça-feira, 14 de outubro de 2008 – 10:22 hs

    Com uma administração considerada temerária, espera oque!

  3. terça-feira, 14 de outubro de 2008 – 11:53 hs

    Até quando o MP vai ficar ouvindo estas denúncias e vai ficar a ver navios…
    São cooperados,pessoas humildes que vivem do que fazem,lá não impera o grande número de ofertas de empregos tão anunciadas pelo governo do Duce.
    Então , as denuncias do Roque vão ficar no vazio???
    O pior que não são denuncias infundadas, os Amarradores por muitos anos foram enganados pelo Sind.dos Arrumadores, então separaram-se e formaram esta Cooperativa,e, que tal a Associação das Cooperativas deixar só de fazer propaganda bonita na Globo e passar a ajudar seus cooperados???
    Duce e vovó Naná ta na hora de pagar esta conta,porque 2010 já está aí. Vem nova CPI do Porto pela frente,diga-se de passagem ,mais uma…
    Em 2010 nem pra guardião de rua…

  4. bola oito
    terça-feira, 14 de outubro de 2008 – 12:46 hs

    a gente elege requião e tem que ficar sentado assistindo gente assim acabar com o porto.

    o que foi mesmo que o Roque disse?

  5. CONTRA O FASCISMO
    terça-feira, 14 de outubro de 2008 – 15:18 hs

    ESSAS PESSOAS ESTÃO ANARQUISANDO COM O PORTO DE PARANAGUÁ, POIS PARA ELES, QUANTO PIOR A SITUAÇÃO, SERÁ MELHOR PARA OS SEU INTERESSES, OU SEJA, PERPETUAR-SE NA ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DE PARANAGUÁ E ANTONINA.

  6. ronald
    sábado, 15 de novembro de 2008 – 9:55 hs

    enquanto existir pessoas iguais a eduardo requião e o professor daniel (isulpar pgua) atual superintendente do porto, Paranagua vai morrer. estas pessoas são safadas, ouviu governador

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*