Greve dos bancários ganha força em Curitiba e Região Metropolitana | Fábio Campana

Greve dos bancários ganha força em Curitiba e Região Metropolitana

Aumentou o número de agências fechadas em Curitiba e região metropolitana, segundo informou o Sindicato dos Bancários. Agora, das 329 agências, 233 estão fechadas. 46 são da Caixa Econômica, 54 do Banco do Brasil e 133 de bancos privados. Além das agências, 12 centros administrativos estão parados hoje.

Os terminais de auto-atendimento estão funcionando mas, no caso dos depósitos, ninguém sabe ao certo quando o dinheiro efetivamente vai entrar na conta nas transações feitas nos caixas eletrônicos.


2 comentários

  1. terça-feira, 14 de outubro de 2008 – 18:32 hs

    O duro vai ser aguentar essa greve até a eleição do 2º Turno. Uma greve puramente eleitoreira. A mando de quem ???? rs

  2. alexandre zamboni
    terça-feira, 14 de outubro de 2008 – 19:02 hs

    Apoio do PCdoB aos Bancários de Ponta Grossa.

    O Comitê Municipal do Partido Comunista do Brasil de Ponta Grossa, reunido no dia 10 de outubro, aclamou apoio ao movimento nacional dos bancários, seus Sindicatos e todos aqueles que estão mobilizados nesta jornada de lutas.
    O PCdoB sempre esteve ao lado das organizações dos trabalhadores em suas lutas por melhores condições de vida.
    O PCdoB pontagrossense saúda os bancários pela bravura com que abraçam suas reivindicações e se mobilizam nesta jornada nacional.
    É um momento histórico em que o sistema financeiro mundial se depara diante de uma crise sem precedentes, onde alguns bancos apresentam os maiores lucros da sua história, outros que serviam como cassinos financeiros, os chamados bancos de investimentos estão sendo socorrido com dinheiro dos bancos centrais de todo o mundo com cifras que ultrapassam a casa dos trilhões de dólares. Dinheiro público salvando a economia privada da ciranda financeira, uma forma de acumulação em que os contribuintes destes países pagam pelo colapso do sistema.
    Aqui no Brasil não é diferente, os bancos apresentaram as maiores lucratividades de toda a economia da nova republica brasileira, beneficiados por políticas econômicas neoliberais, que privilegiam o capital financeiro em detrimento do desenvolvimento, os banqueiros utilizaram os avanços da tecnologia para desempregar a mão de obra bancária, acumularam fortunas. Prosperam os bancos, emblemáticos, símbolos de um país profundamente desigual, na outra ponta os bancários diante da erosão dos salários, da queda livre do valor da sua hora trabalhada, longe da produtividade e presos a uma rotina urbana extenuante principalmente os diretamente ligados ao atendimento.
    Portanto, viva a luta dos bancários!
    Pleno êxito em sua jornada nacional.

    Ponta Grossa 10 de outubro de 2008.
    Partido Comunista do Brasil de Ponta Grossa.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*