Agora Eduardo quer a Secretaria inteira | Fábio Campana

Agora Eduardo quer a Secretaria inteira

Eduardo Requião (foto) agora está disposto a assumir a Secretaria dos Transportes, desde que lhe seja entregue na íntegra, sem limitações. Eduardo considera inadmissível que a área de obras rodoviárias fique com Rogério Tizzot.

Há, no grupo que cerca Eduardo Requião, convencimento de que ele não foi defendido imediatamente pela procuradoria Geral do estado, porque o Procurador, Carlos Marés, é cunhado do secretário Rogério Tizzot e também do secretário de Finanças, Heron Arzua, o que prenuncia enfrentamentos internos no governo.


23 comentários

  1. Anônimo
    quinta-feira, 16 de outubro de 2008 – 18:30 hs

    O nepotismo é sistêmico no Paraná, além de ser mais antigo criação da província… cunhados, entrecruzados, parentes, relativos e similares… uma grande família, uma grande ação entre amigos e parentes, em todos os poderes…

  2. jonas
    quinta-feira, 16 de outubro de 2008 – 18:52 hs

    Fora ser irmão do PODEROSO chefão, qual é o curriculo do Sr. Eduardo, ahhh se nõa estou errado, lembro quando foi candidato pelo PDT a prefeitura de Curitiba…

  3. Ronaldo Duomo
    quinta-feira, 16 de outubro de 2008 – 19:05 hs

    Ora pois que discriminação pelo fato de Mares, Tizzot e Arzua serem cunhados. Afinal cunhado não é parente diz o ditado. Eles são pessoas muito sérias. Serissimas, de carater ilibado e acima de qualquer suspeita. Ora pois.

  4. Lelo
    quinta-feira, 16 de outubro de 2008 – 19:59 hs

    Ronaldo! Menos…

  5. CONTRA O FASCISMO
    quinta-feira, 16 de outubro de 2008 – 20:29 hs

    QUAL O MOTIVO DESSA OBSESSÃO PELO PORTO DE PARANAGUÁ; NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, O ADVOGADO FOI BOTA- FORA DO PLENÁRIO; FOI SIM, CANDIDATO A PREFEITO DE CURITIBA CONTRA OS DOIS IRMÃOS, QUE TANTO LUTAM PARA MANTER O MESMO NO PORTO DE PARANAGUÁ E CUIDADO COM O MÁRIO ROQUE.

  6. Gustavo
    quinta-feira, 16 de outubro de 2008 – 20:43 hs

    Que barnaridade. Parece capitanias hereditárias..

  7. rogerio
    quinta-feira, 16 de outubro de 2008 – 20:46 hs

    STF MANTEM EDUARDO NO PORTO.

    NÃO DA PARA ENTENDER. EM GOSTO , OS MINISTROS DO STF APROVARAM A 13. a SÚMULA. EDUARDO ERA SUPERINTENDENTE DA APPA E SOFRERIA OS REFLEXOS DA SÚMULA.
    E COMO AGORA DÃO A NOMEAÇÃO DO PORTO PARA ELE.
    PODERIAM DAR A SECRETARIA , E O GOVERNADOR NOMEAR NOVO SIPERINTENDENTE. NÃO DA PARA ENTENDER ESSES JUIZES.
    ALGUMA COISA ESTA ERRADAAAA…….
    ENTÃO VAMOS COLOCAR UMA FAIXA OU COLOCAR NO CARROS VOLTA EDUARDO VOLTA. OU ASSIM JUIZES DEIXE ELE VOLTAR.
    OU ASSIM STF AINDA BEM QUE VOCES EXISTEM… OU ASSIM ESTA É A JUSTIÇA DO BRASIL…
    QUERO TER UM IRMÃO GOVERNADOR OU
    TER AMIGO JUIZES….

  8. PERGUNTANDO
    quinta-feira, 16 de outubro de 2008 – 21:15 hs

    Gostaria de conhecer algém que sabe quantidaed de votos que este Eduardo conseguiu em disputas eleitorais.
    Ele já disputou?
    Coitado do tissot.

  9. OS 3 PATETAS
    quinta-feira, 16 de outubro de 2008 – 22:26 hs

    ESSES ARZUA, TIZZOT E MARÉS SÃO NEPOTISTAS DE CARTEIRINHA E FALSOS MORALISTAS. CUIDADO REQUIÃO!

  10. ZAZA
    quinta-feira, 16 de outubro de 2008 – 23:15 hs

    Decisões desse porte podem ser vistas de duas maneiras: a primeira, nos lembra a ditadura onde o alto cotuno impunha a sua vontade com aprovação da justiça. Na segunda, o caso mais parece um negócio que uma decisão judicial.

  11. Luciano
    quinta-feira, 16 de outubro de 2008 – 23:57 hs

    Porque ninguém fala do irmão do Beto que é secretario na prefeitura ou da irmã do fruet que tb é secretaria!!!

  12. francisco namala
    sexta-feira, 17 de outubro de 2008 – 0:34 hs

    Quanta hipocrisia. Qual o problema de nomear um parente. Moral, dizem os defensores de um serviço publico republicano, mas ningúem fala em acabar com os milhares de cargos comissionados. No função pública só se deveria entrar com concurso e sem a maldita estabilidade que mantém incompetens nas função.

  13. OS METRALHAS
    sexta-feira, 17 de outubro de 2008 – 1:07 hs

    ESTOU COM OS 3 PATETAS, E AINDA MAIS, ESSES ANARQUISTAS QUE ESTÃO NO PORTO DE PARANAGUÁ, CONSEGUIRAM TIRAR A TRANQUILIDADE DOS MINISTROS DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, BASTA ASSISTIR O VíDEO DA SESSÃO DO DIA 16/10/2008, E VERIFICAR A SITUAÇÃO EMOCIONAL EM QUE FICOU O MINISTRO PELUZZO, QUE NÃO SABE DA MISSA, O MISTÉRIO!

  14. Zé do Coco
    sexta-feira, 17 de outubro de 2008 – 3:02 hs

    Para acabar com essa praga que assola o Paraná, basta simplesmente banir a família toda do cenário político.

  15. sexta-feira, 17 de outubro de 2008 – 9:14 hs

    Oi
    Como vai o repudiado Campelinho?
    Que feio.
    Eduardo é o Secretario dos Transportes e parem de falar fiado.

    Ele é um grande administrador.

    Atirem a primeira pedra.

  16. Eleitor do Brasil
    sexta-feira, 17 de outubro de 2008 – 10:12 hs

    FÁBULA
    Era uma vez um grupo de mau-humorados críticos de plantão que se davam mais importância do que realmente tinham e que só sabiam reclamar. Normalmente reclamavam dos competentes, dos inteligentes, dos criativos, dos bons administradores, em fim, de todo aquele que fossem melhores do que eles. E eram muitos.
    Um dia, gritando e esperneando além da conta, resolveram levar um bom administrador para o tribunal. Mas antes disso eles tripudiaram o tribunal superior do Reino, criticaram o Rei e suas obras além de tentarem difamar o administrador. Para isso usavam palavras de ordem como “honra”, “ética”, “moralidade”, “bons costumes”, “nepotismo” e outras que acabaram perdendo o sentido real e literal em suas bocas. Afinal, nada tinha a ver com o povo. O final da história é que esse inútil grupo de arautos do fracasso, foram engolidos pela sua própria saliva…
    FIM

  17. João
    sexta-feira, 17 de outubro de 2008 – 10:38 hs

    Com que então é tudo parente?

  18. Amanda do Gus K
    sexta-feira, 17 de outubro de 2008 – 10:41 hs

    Esse car aparece um EWOKS!!!

  19. OS METRALHAS
    sexta-feira, 17 de outubro de 2008 – 11:42 hs

    RACHEL, E OS OS EMPREGOS DA SUA FAMÍLIA NO PORTO, INCLUSIVE O SEU, E POR ESSA RAZÃO É QUE VOCE DEFENDE ESSE ANARQUISTA; NÃO ESQUECENDO, QUE O OUTRO ADVOGADO FOI “BOTA-FORA” DO PLENÁRIO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL NA SESSÃO DO DIA17/10/2008.

  20. Ale
    sexta-feira, 17 de outubro de 2008 – 12:08 hs

    Galera, é o seguinte…. antes de palpitar besteiras, vão se informar….. Currículo do Dr Eduardo, Jonas? É enorme e invejável…. Procure informações e seu queixo vai cair!!!!! Competência nessa família de mal humorados, “Eleitor do Brasil”? Nunca ouvi dizer que bom humor é indispensável para uma boa administração… Quem sabe se eles deixassem o barco correr sem se importar com o estado, eles estivessem sempre sorrindo e de bom humor. Infelizmente pessoas que pensam, são críticas, questionam costumam ter um humor ácido mesmo, pois burrice IRRITA…. Pois pelo visto o “Eleitor Brasileiro” gosta de votar no mais bonitinho e mais simpático e dane-se a administração. Competência não importa, o que importa é bom humor… E quer saber, se eu fosse Governador e tivesse um irmão tão competente quanto Eduardo, com certeza o nomearia. Acho estranho a posição de vcs todos que condenam tanto o nepotismo quanto a candidatura de Eduardo a prefeito pelo PDT, contra os irmãos. Isso é mais uma prova de que sua nomeação é realmente por sua competência e brilhantismo!!!!!

  21. sexta-feira, 17 de outubro de 2008 – 13:17 hs

    SOU CONCURSADA ENTREI NO PORTO SOLTEIRA.MIINHA MÃOE É LIMPA – ESSES METRALHAS DEVEM SER PORTUÁRIOS QUE NO PASSADO …………AGORA CRITICAM. NÉ?

    EU SOU PELO DIREITO, DEFENDO OS SUPERINTENDENTES, SIM.

    ANTIGAMENTE FICAVA SÓ ENTRE NÓS NÉ?
    POR ISSO ESTÃO BRAVOS. RSRSRSRSRSR

  22. sexta-feira, 17 de outubro de 2008 – 13:38 hs

    Tantos que mamaram na Teta dos Governos passados e agora secou a teta estão furiosos.

    E como mamaram, não vamos ser egoístas.

    Ja temos nosso emprego, vamos agradecer por isso.

    Chega de besteiras e asneiras. Não atirem pedra.

    Ninguém é santo.

  23. Cesar Soares
    sexta-feira, 17 de outubro de 2008 – 16:27 hs

    O nepotismo não é o mal maior.
    Caracterizado o “nepotismo” como a nomeação ou indicação de parentes, sanguíneos ou não, agora definidos pelo STF como sendo de vinculação até o terceiro grau, para o ocupar cargos públicos, através da nomeação para cargos em comissão.
    É verdade que a nomeação de parentes nessa condição pode efetivamente refletir o interesse em conseguir que o Estado, em todos os seus graus, subvencione ou suplemente com salários a família da “autoridade”, mais entendo que esse não é o maior pecado , na maioria das vezes o parente “Nepote” nomeado é para ocupar um cargo de confiança, onde a autoridade precisa de completo domínio de determinada situação, por isso nomeia alguém de sua intimidade, de sua confiança, geralmente com capacidade de desempenho, e perfeitamente identificado, como parente de fulano, e o numero é sempre limitado, quase sempre não chega ao máximo de uma dezena e são raros os casos daqueles que só recebem e não trabalham, pois estão sempre na mira de alguém.
    Entretanto outros institutos comuns, muito e usualmente utilizados pelo Estado, (Estado aqui entendido como União, Estados e Municípios) causam infinitamente muito maior dano do que o tão falado nepotismo, são eles a Disposição Funcional, a Acumulação de cargos e a Repartição de Salário, e ainda os “chunchursos” organizados no recôndito dos gabinetes, diante destes procedimentos, o nepotismo da forma como é posto, não tem nem como ser considerado
    A disposição funcional, se configura pela cessão por determinado órgão, a outro, de funcionário de seus quadros para a prestação de serviços a outrem, da União para o Estado, do Estado para o Município, e vice e versa, normalmente de difícil identificação, pois quem cede não divulga, ou a divulgação é tênue, e quem recebe igualmente mantém, as vezes segredo sepulcral, para esse fim usa-se parentes, amigos e muitas vezes inimigos, conhecidos desde ou daquele e etc.. Não raro o cedido não dá expediente, não aparece para nada, sempre sob a alegação de que trabalha fora, e não se sabe aonde, recebendo ainda, para suplementar os seus vencimentos, gratificações, diárias, extraordinários, tempo integral e outras mágicas. Essa situação é ilimitada, fala-se que em determinado gabinete, numa época, havia perto de 400 funcionários a disposição. A sala devia ser muito grande. Não cabe nenhuma dúvida, que ninguém aparecia.
    A Acumulação de cargos, é um mal quase incurável, já vem de há muito tempo, alguém tem um cargo de carreira, em determinado órgão, vai a disposição de outro órgão, é nomeado recebendo pelos dois, também não há fiscalização, não há nenhuma. Estes casos existem as centenas, senão milhares.
    Este artifício (ou chuncho) é muitíssimo utilizado entre o Estado e as Prefeituras Municipais, e vice e versa, ninguém fiscaliza, e só é descoberto quando denunciados, estão sempre bafejados pela proteção política.
    Nas Prefeituras, por exemplo, quando assume o novo Prefeito, procura ele imediatamente, desovar todos os contrários, cada um procura um ninho, ficando anos só recebendo
    Repartição de salários é a nomeação de pessoas, em cargos com boa remuneração, que quando recebem são obrigados a devolver ao padrinho, parte do valor recebido, também de difícil fiscalização, pois quem recebe é participe de um conluio para poder se manter no emprego, esbraveja, reclama, mais quando chamado, nega tudo. Nessas repartições só circula dinheiro, nada de cheques, embora odiando, o repartidor, vai ao banco retira o valor creditado, devolve ao chefe em dinheiro.
    Entendo, que o nepotismo é fiscalizado e apontado por todos, porque sabem que o ocupante do cargo é parente deste ou daquele, sendo obrigado a comparecer, a ser eficiente.
    Nos outros casos, ninguém sabe de nada, ninguém fiscaliza, não há controle ou um cadastro dessas situações, vai daí que as administrações deitam e rolam, fazendo o que bem querem. Perguntem aos Deputados, Prefeitos e Vereadores quantas pessoas eles tem a disposição, com duplo cargo, e etc…
    E os “chunchosos”, sem maiores comentários, entram todos, de todo o jeito e ninguém fala, por outro lado, até enaltecem os aprovados e ai estão eles com estabilidade de emprego, isso é que se deve combater com extrema veemência e rigor.
    É ou não é um mal muito menor o nepotismo?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*