"Pega o ônibus em Colombo, Requião?" | Fábio Campana

“Pega o ônibus em Colombo, Requião?”

O convite é o desabafo de uma moradora de Colombo, que conversou com Toninho Nascimento, da rádio Banda B. Ela convida Requião e família para o passeio nada agradável que é obrigada a fazer todos os dias por conta das artimanhas políticas do governador.

A briga entre Requião e Colombo faz com que o Terminal do Guaraituba, em Colombo, apesar de concluído, continue abandonado. Ouça:

Ou clique aqui para baixar o arquivo em formato mp3.

Os moradores da cidade querem saber se não há outra maneira, talvez mais digna, do governador causar problemas para os prefeitos Beto Richa e J. Camargo. De preferência sem prejudicar os moradores.

J. Camargo foi reeleito em Colombo, vencendo Beti Pavin e o PMDB de Requião.

O Ministério Público Federal pede informações da Urbs e da Comec. Pergunta quais as razões do terminal estar abandonado.

Com capacidade para atender 40 mil passageiros por dia, o abandono do Terminal do Guaraituba causa grandes prejuízos aos moradores de Colombo. A única alternativa continua sendo a utilização do terminal do Alto Maracanã, sobrecarregado e em reformas há dois anos.


13 comentários

  1. Colombiano
    quarta-feira, 15 de outubro de 2008 – 18:19 hs

    Depois da surra que o PMDB levou nessa cidade, esse terminal não sai é NUNCA.

  2. Bola Oito
    quarta-feira, 15 de outubro de 2008 – 18:21 hs

    o Ministério Público Federal entrou na estória. vamos ver no que vai dar.

    muito bom quando a moradora convida “Requião, quem sabe também com sua esposa, sua filha e sua neta, para vir andar aqui em colombo”

  3. JoãoMariaDeAgostinho
    quarta-feira, 15 de outubro de 2008 – 18:34 hs

    Pega o ônibus também, Betão!

    Ou, como no caso da violência e da Guarda Municipal torturadora, também não tem responsabilidade sobre o caso?

  4. Povo que sofre
    quarta-feira, 15 de outubro de 2008 – 18:36 hs

    Gov. Reiquião, faça essa gentileza ao povo, pegue um ônibus em Colombo, no Terminal do Guaraituba, no horário de pico, mas traga toda a turma que vai para Dubai, de repente surja alguma idéia mirabolante vinda do oriente médio, para solucionar o problema do povo que paga suas contas desta viagem inexplicável.

  5. luisbiong
    quarta-feira, 15 de outubro de 2008 – 18:46 hs

    moradores de colombo o que devem fazer é um protesto em frente ao palacio das araucarias quem sabe assim o governador sem coração e outros orgãos resouva liberar o uso dos terminas novos. lembrem ele é criador de cavalos pode mandar mais uma daquelas boas patadas que so ele sabe dar

  6. FURA BOLO
    quarta-feira, 15 de outubro de 2008 – 19:01 hs

    A Carta de Puebla não anda de ônibus,….muito menos em Colombo,…..que vergomha pro GOVÊRNO,…. depois não quer perder eleições,…..

  7. jango
    quarta-feira, 15 de outubro de 2008 – 20:30 hs

    O Parquet federal que nos perdoe. Tem atuado exemplarmente no Paraná. Mas, o caso não é de pedir informações, o caso é de abrir inquérito civil público e apurar responsabilidades. A lei de improbidade administrativa está aí justamente para apurar os descalabros administrativos. É preciso responsabilização das autoridades públicas, para que parem de politicagem quando está em jogo os direitos indisponíveis da população.

  8. Bino
    quarta-feira, 15 de outubro de 2008 – 21:38 hs

    Essa turma que atualmente dirige a URBS é muito incompetente! Ou será preguiçosa?
    Um pouco dos dois vai!

  9. LINEU TOMASS
    quarta-feira, 15 de outubro de 2008 – 22:42 hs

    FABIO.
    ESTE “FENÔMENO” DO DESCASO DO TERMINAL “SEM DONO” DE COLOMBO, PROVA QUE AS AMBIÇÕES PESSOAIS, O PERSONALISMO, O NARIZ EMPINADO DOS GOVERNANTES, O DESENTENDIMENTO POLÍTICO PARTIDÁRIO ,(DO BETO AO REQUIÃO), DAS CÂMARAS MUNICIPAIS DE COLOMBO, DE CURITIBA E DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA, RPOVAM QUE OS DETENTORES DO PODER, DEPUTADOSD, VEREADORES, PREFEITO BETO, A URBS, A COMEC, GOVERNADOR, E DEPUTADOS ESTADUAIS, TODOS, TODOS MESMO, COLOCAM O “EU SOU MAIS EU”, ACIMA DO INTERESSE POPULAR, DO POVÃO QUE SOFRE CADA DIA MAIS PELO INEFICINETE E SUPERADO SISTEMA DE TRANSPORTE COLETIVO POR ÔNIBUS, MONOPOLIZADO, E COM INTERESSES INCONFESSÁVEIS QUE SE ENTREMEIAM NESTE JOGO ONDE SÓ PERDE O POVÃO.
    LINEU TOMASS.

  10. Luciano
    quarta-feira, 15 de outubro de 2008 – 22:50 hs

    Falam de colombo, mas é so ir aqui em curitiba em qualquer terminal para ver a situação. Ontem fui no terminal do campina do siqueira por volta das 19:00hrs uma parte sem iluminação e as pessoas ficam no meio da rua para pegar o ligeirinho inter dois, uma vergonha, hoje duas horas da tarde fui pegar o interbairros iv, e tava tão lotado que o motorista teve que passar uns 4 pontos sem parar para entrar ninguém!
    Isso é a cidade maravilhosa do Beto Richa!!!

  11. NAGIB
    quinta-feira, 16 de outubro de 2008 – 12:13 hs

    COMEC, do governo do Estado, construiu o terminal sem consultar a URBS.
    Fiscalização da obra, “visto de conclusão”, funcionalidade, projeto, etc. é responsalidade da COMEC.
    Durante a obra não houve uma reunião sequer com a URBS para definir estratégias, como novos ônibus, aumento de quilômetragem, aumento dos custos e outros requisitos.
    Volto a repetir: onde está o PREFEITO que não se manifesta? na moita?
    Quase tudo que se refere às 25 cidades da RMC, cai nas costas de Curitiba. Trabalho, faculdades, lazer, saúde, etc…
    Curitiba é a “mãezona” de todos.
    Lembro num dos programas da Gleici na TV, uma senhora com criança nos braços, reclamando a demora no atendimento médico e dizendo “morar longe” e tinha que tomar ônibus.
    Sabem de onde? Colombo…

  12. gabeiga
    quinta-feira, 16 de outubro de 2008 – 12:21 hs

    Concordo. E vou além: Beto, larga a moto e tente pegar um ônibus no Boqueirão às 18 horas.

  13. Alexandre
    quinta-feira, 16 de outubro de 2008 – 14:20 hs

    Sr Nagib, o Sr continua infeliz em seus comentários sem nexo… favor ler as respostas ao seu comentário do post do Fábio do dia 14/10, 16:18 h, também sobre o Terminal do Guaraituba em Colombo… Se não leu, leia, vai ter esclarecer muita coisa!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*