Oficial de Justiça diz que procurar Eduardo Requião virou brincadeira de gato e rato | Fábio Campana

Oficial de Justiça diz que procurar Eduardo Requião virou brincadeira de gato e rato

O oficial de justiça João Amaro, da 1ª Vara da Fazenda Pública, disse que nunca foi tão dificil encontrar alguém como Eduardo Requião. O oficial passou a tarde de ontem na secretaria de Transportes esperando que o irmão do governador aparecesse mas, depois de muito “chá de cadeira”, disseram que Eduardo nunca apareceu lá.

“Não vai ser fácil encontrá-lo. Disseram que ele fica lá em Paranaguá. Se eu for até lá, quem garante que não vão me dizer que ele veio para Curitiba. Vamos ficar que nem gato e rato”, disse Amaro.

O oficial também não conseguiu chegar perto do governador Requião. “Deixei o documento de citação com uma pessoa chamada Leonidas que me garantiu que, se eu voltar lá amanhã, me entrega assinado”, disse. Na procuradoria, o oficial também deixou a citação, sem encontrar Carlos Marés. Vai voltar depois.

O esforço de Amaro é para que os réus tenham conhecimento da decisão do juiz Jederson Suzin, de que Eduardo está impedido de exercer as funções de Secretário de Estado dos Transportes e de Administrador dos portos de Paranaguá e Antonina.


11 comentários

  1. /Antonio C.
    quarta-feira, 17 de setembro de 2008 – 9:27 hs

    E so ir la no Porto, ou vc acha que ele vai vir trabalhar aqui e deixar seu filé aos lobos…

  2. Teodoro
    quarta-feira, 17 de setembro de 2008 – 11:04 hs

    Este Oficial de Justiça que dê uma acordada e saiba agir, ficar feito barata tonta, é típico de quem não sabe trabalhar e fica matando tempo, hoje com a tecnologia e fontes de informações a disposição, é impossível alegar não encontrar uma pessoa em no máximo 24 horas, a não ser que seja foragido da Justiça, que no caso parece “ainda” não ser por enquanto!

  3. jango
    quarta-feira, 17 de setembro de 2008 – 11:16 hs

    Percebem o tamanho do descalabro que assola a administração pública estadual: autoridades públicas do primeiro escalão sendo procuradas pela Justiça e não sendo encontradas em seus “postos” de trabalho ? Até onde iremos neste abismo ?

  4. RAFAEL IATAURO
    quarta-feira, 17 de setembro de 2008 – 12:43 hs

    Não é verdade. O Governo está à espera da Citação, até para tomar as medidas legais cabíveis. Ninguém do Governo, até agora, foi procurado. Eu, p.exemplo, neste momento estou – e não vou sair – na Casa Civil, à disposição do Oficial de Justiça, para receber a intimaçao em nome do Governo. Aliás, sempre estive. É só o Oficial querer. No mais, é conversa de quem gosta de ser notícia. Obrigado

  5. Teodoro
    quarta-feira, 17 de setembro de 2008 – 12:45 hs

    Jango é isso aí você tem total razão, estes crápulas vão pagar muito caro pela pilantragem que fazem com o nosso Estado!

  6. Zé do Coco
    quarta-feira, 17 de setembro de 2008 – 15:04 hs

    Se um sujeito está em lugar ignoto e não sabido, há outros recursos legais. Que o Meritíssimo Juiz determine as providências sucedâneas, dando pela impresa oficial e órgãos de imprensa de maior circulação a divulgação do fato e determinando comparecimento num prazo x sob pena de revelia.

  7. Simplicio Figueira
    quarta-feira, 17 de setembro de 2008 – 15:35 hs

    Deve estar escondido em baixo da mesa do REI.

  8. caco barcelos
    quarta-feira, 17 de setembro de 2008 – 15:36 hs

    O Eduardo nunca trabalhou e não será encontrado nem no porto e muito menos na secretaria dos transportes. Pode ser que esteja no Hotel Camboa, em Paranaguá, onde dorme o dia inteiro. Pobre Requião, terminar desse jeito. Será que ele vai se eleger a síndico quando deixar o governo?

  9. NAGIB
    quarta-feira, 17 de setembro de 2008 – 17:15 hs

    Quando um pobre trabalhador eventualmente atrasa parcelas de financiamento de algo que comprou para casa e, por isso, recebe notificação de cobrança, os filhos gritam, a mulher bate e se descabela, o cachoro morde a perna, o homem chorando assina e procurar pagar o débito.
    Com essa cambada aí, não. Foge do Oficial de Justiça, como o diabo da Cruz.
    Não desanime, Amaro…vc vai conseguir.

  10. Froid
    quarta-feira, 17 de setembro de 2008 – 18:48 hs

    Ele que procure no Adalto Botelho.

  11. paranagua
    quinta-feira, 18 de setembro de 2008 – 14:50 hs

    até parece aquele tal interventor que veio em paranagua atras do babaka, não o encontrando foi num boteco lá pro lado da vila “guarani”,agora se esse dai quizer realmente achar o dito cujo é só ir no camboa a noitinha que lá estarão reunidos a corja toda, inclusive disque o tal de daniel, que já é o atual superintendente de porra nenhuma, tão tudo lá tomando wysk do bão,os:ogatito,babaka,requejão,ah e daniel.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*