Moreira propõe consórcios metropolitanos | Fábio Campana

Moreira propõe consórcios metropolitanos

O jornalista Adilson Arantes tinha certeza de que nesta campanha eleitoral o consórcio metropolitano de saúde daria o ar de sua graça mais uma vez. Não errou. O candidato a prefeito de Curitiba pelo PMDB, Carlos Moreira, propôs a criação de consórcios intermunicipais para acabar com a falta de integração de Curitiba com as 25 cidades da região metropolitana.

O primeiro é o da saúde, diz ele, pois essa área é a mais carente. Mais de três milhões de pessoas residem em Curitiba e região metropolitana, com previsão para 3,6 milhões até 2020. “Isso terá um impacto direto sobre todos os setores de Curitiba, principalmente nas áreas de saúde e abastecimento da água”, alertou Moreira.


9 comentários

  1. Oscar
    segunda-feira, 8 de setembro de 2008 – 20:42 hs

    Cara, essa foi demais. Tenho que escrever outra vez. Concócio???????????? Demita o cara, pô. Depõe contra vc Fábio. Parece que vc escreveu esse atentado à lingua pátria.

  2. jango
    segunda-feira, 8 de setembro de 2008 – 22:17 hs

    Acorda, More1%ra !

  3. Theo
    segunda-feira, 8 de setembro de 2008 – 22:43 hs

    Moreira é a maior enganaçãoque tentaram empurar a população, que repudiou e lhe dá de 0 a 1% de troco!

  4. Cara de pau
    segunda-feira, 8 de setembro de 2008 – 22:51 hs

    O Consórcio Metropolitano de Saúde existe no papel, mas lá ficou porque os Municípios da Região Metropolitana não querem colocar dinheiro próprio nele, só o que vem do SUS. A Secretaria de Estado da Saúde ofereceu e depois retirou os imóveis dos Centros Regionais de Especialidades, parece que o da Marechal Floriano vai para a UFPR, para abrigar o serviço de oftalmologia e psiquiatria.
    No Paraná, a maioria dos consórcios são para comprar consultas de especialistas. Se Curitiba já oferece consultas para o Interior, para que lhe serve este Consórcio? Enxerga Moreira.

  5. Márcia de Souza
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 7:41 hs

    Só pra refrescar a memória desse povo e provar que o prefeito não entende nada de obras. Ele parece estar atrasando a entrega da Linha Verde para não passar vergonha como vem passando por essa pequena lista abaixo:

    – A Victor Ferreira do Amaral passou por “revitalização” em 2005. Hoje não sobra quase nada das obras que foram alardeadas naquela época. Está tudo abandonado mais uma vez.

    – A Tiradentes já está um caos e o Passo Muncipal é um feito da ACP. O prédio ao lado da Catedral também fazia parte dos planos originais de revitalização do centro antigo. Foi pintado, numa parceria com a inciaitiva privada, mas já está às traças. O prédio que fica nos fundos da catedral continua imprestável. A galeria do TUC foi só pintada e entregue ao Fernando Tupan para promover shows dos amigos.

    – A Riachuelo não recebeu investimento algum, só algumas câmeras de funcionamento duvidoso na esquina com a São Francisco. O comércio continua decadente e o tráfico e a prostituição permanecem lá. Só o Francischini não enxerga as causas da violência na região, ou seja, os motéis de alta rotatvidade que, apesar de teoricamente não terem perimissão para funcionarem ali continuam com as portas abertas.

    – A pintura do chafariz da Santos Andrade consta no resultado de revitalizações da região central. Uma pintura? As flores plantadas na Epingaus, no Juvevê e na 29 de Março também. Plantio de flores é revitalização ou trabalho de rotina?

    – Na pintura e nos remendos do conceto da pista de skate do Jardim Ambiental foram gastos mais de R$50 mil. A praça continua mal iluminada, frequentada por traficantes e potencialemnte perigosa. Os buracos voltaram a aparecer e problema algum foi resolvido.

    – Essas não são obras, são conversas moles para jornais e gastos em propaganda: a Rua 24 Horas dispensa qualquer comentário e o Centro de Convenções é de dar dó. O Museu da Imagem e do Som passou por vistoria que não andou, por isso hoje ele não serve para nada, está bandonado.

    Essa é uma pequena lista das obras. Se está assim em obras do centro, imagine o que acontece nos bairros da periferia e nas áreas de invasão? Essa prefeitura é mesmo uma piada.

  6. Zé do Coco
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 9:55 hs

    Como médico que é, o candidato deveria saber que a universalização da medicina em nosso País já é uma realidade. Nenhum posto de saúde localizado em Curitiba ou Região Metropolitana pode negar socorro e assistência médica a pessoas provenientes de qualquer parte do território brasileiro.
    Ele finge ignorar isso e lança a invenção da pólvora.
    NÃO É NECESSÁRIO NENHUM CONSÓRCIO, o atendimento deve ser prestado sem qualquer formalidade.
    Ponto final.

  7. O Povo
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 10:48 hs

    O Moreira é estelionato eleitoral, cria do Requião só pode dar nisso, um tiro no escuro, sem Propostas coerentes, sem critérios é o reflexo do fracaso do Governo do Requião!

  8. O GUARDIÃO -
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 12:37 hs

    O MOREIRA PODE PROPOR O QUE QUIZER.
    SÓ ELE É QUE NÃO SABE QUE UMA CARTA FORA DO BARALHO …
    ALIÁS, É UMA CARTA QUE NUNCA ESTEVE NO BARALHO.
    NÉ “SEU” REY-QUIÃO ???

  9. Nilo Pereira Bonfim
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 15:52 hs

    E eu proponho um consórcio com a Nasa, pra mandar candidatos RIDÍCULOS para o espaço.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*