Itaipu: Lula se dispõe a ajudar o Paraguai com obras | Fábio Campana

Itaipu: Lula se dispõe a ajudar o Paraguai com obras

De Josias de Souza, na Folha Online

Fernando Lugo, o novo presidente do Paraguai, estará em Brasília no próximo dia 17 de setembro.
Em encontro com Lula, vai repisar a tecla da revisão de tratado da Itaipu Binacional. Lugo quer que o Brasil pague mais pela energia que compra da metade paraguaia de Itaipu.

Em entrevista ao diário argentino Clarín, veiculada ontem, Lula antecipou a estratégia que vai adotar na negociação com o vizinho. Não parece disposto a elevar o preço da tarifa: “Hoje, o Brasil paga mais pela energia que compra do Paraguai do que se paga aqui dentro.”

Dispõe-se, porém, a ajudar Fernando Lugo com obras: “O Brasil tem que fazer tudo que é necessário para facilitar a vida do Paraguai, um país pequeno”. Lula exemplifica o tipo de auxílio que está propenso a autorizar:


“O Brasil assumiu o compromisso de fazer uma linha de transmissão financiada pela parte brasileira de Itaipu até Assunção.” Afirma que não há justificativas para que os paraguaios, donos de metade de uma hidrelétrica que gera 12 mil megavatts de energia, “todos os dias tenham apagões em Assunção”.

Embora manifeste a disposição de ouvir as reivindicações de Fernando Lugo, Lula deixa claro, de antemão, que considera onírica a idéia de rever o tratado de Itaipu:

“Eu já disse ao Lugo a mesma coisa que dizia ao Nicanor [Duarte, ex-presidente paraguaio]: mudar o tratado de Itaipu significa fazê-lo passar pelo Congresso, e ele não vai passar…” “…O Congresso brasileiro não aceitará discutir esta questão.” É, faz sentido.


8 comentários

  1. Zé do Coco
    segunda-feira, 8 de setembro de 2008 – 11:02 hs

    Alguém aí, diga ao Lula que temos milhões de brasileiros sem teto. Que ele arrume a casa primeiro, antes de cumprimentar padrecos de meia tijela com dinheiro do povo.

  2. Anônimo
    segunda-feira, 8 de setembro de 2008 – 11:35 hs

    Necessário será colocar os pingos nos “is”, começando pela cobrança nunca feita antes pela construção de Itaipu,não somos trouxas,ja assim fomos com Evo Morales, que está em situação bem pior que a do Paraguay,não podemos dar de graça uma hidroelétrica como esta que custou o suor e os bolsos do povo brasileiro,depois, não tem negociação enquanto não resolver o problema dos agricultores brasileiros no Paraguay,onde, eles demonstram uma burrice tamanha ao não ver que de tudo o que aquele paisinho produz 30% sai da agricultura garantida pelos brasileiros,tirem eles de lá e paguem (como???)o que devem,e vão ver se vocês não vão virar uma Somália…

  3. segunda-feira, 8 de setembro de 2008 – 11:51 hs

    Primeira atitude do Presidente LULA,primeiro vamos tratar do que o Paraguay nos deve, desde a construção de Itaipu com juros e correções em dolares, segunda pauta os agricultores brasileiros que garantem 30% do PIB do Paraguay, este paisinho está querendo matar as suas galinhas dos ovos de ouro,eles são uns otários mesmos,imaginem, eles sem os brasileiros para os ajudar virarão uma Somália, e, imaginem expulsarmos todos os paraguaios que aqui vivem,além do mais se fecharmos a mamata que eles tem em nossos portos não pagam nada e arrotam sua arrogancia, sr. Lugo, lugo lugo o sr. terá somente o Duce para lhe apoiar, aqui não é a casa da mãe Joana…

  4. Zé do Coco
    segunda-feira, 8 de setembro de 2008 – 12:17 hs

    Ora, Campana, que esse homem nos faça um favor: morra! Está mais uma vez cumprimentando com chapéu dos outros.
    Se os Senadores não fossem frouxos ou emasculados, teriam já proposto impeachment desse energúmeno.

  5. Centro
    segunda-feira, 8 de setembro de 2008 – 15:40 hs

    A construção da ponte da amizade foi feita em uma importante parceria, o Brasil entrou com o dinheiro, material e mão de obra; o Paraguai com a barranca do lado direito do rio.
    Itaipu foi fundada com um capital simbólico, 50% de cada país. Um órgão oficial do governo brasileiro emprestou o dinheiro para esse 50% paraguaio.
    O financiamento para toda a usina, no valor de vários bilhões de dólares, foi feito tendo como garantia a compra de toda a energia pelo Brasil. Ou seja, o empréstimo de 100% da usina foi feito pelo Brasil.Esse empréstimo acabará de ser pago em 2023, quando o preço de operação da usina cairá drasticamente, conseqüentemente a tarifa. A tarifa não é para dar lucro, é preço do empréstimo e custos de operação. Pelo seu tamanho e idade a usina tem o preço muito baixo. Isso é transparente no discurso de todos os grandes diretores de Itaipu, como o Scalco e o Samek. O resto não entende do que está falando.

  6. Centro
    segunda-feira, 8 de setembro de 2008 – 15:51 hs

    É muito fácil cobrar alguma coisa quando vem praticamente de graça.

  7. bigcrab
    segunda-feira, 8 de setembro de 2008 – 18:25 hs

    TEMOS UMA DAS MAIORES CARGAS TRIBÚTARIAS DO MUNDO,SEM NENHUM RETORNO PARA A CLASSE MÉDIA QUE É A GRANDE CONTRIBUINTE . AGORA VEM ESSE PRESIDENTE IRRESPONSAVEL FAZER OBRAS NO PARAGUAI ? É UM DEBOCHE NOS OTARIOS QUE TRABALHAM 04 MESES DO ANO PARA ESTE GOVÊRNO !

  8. Horacio da Silva
    segunda-feira, 8 de setembro de 2008 – 18:58 hs

    Acho que vai fazer lá o que faz aqui. Dá uma esmola ao pobre paraguaio para calar a boca e deixar os banqueiros se encherem de dinheiro, sem dar uma contribuição ao desenvolvimento do País. Fico triste, porque o País melhora nas estatisticas mas nada de real acontece para melhorar a vida das pessoas que é: trabalho, renda e melhores condições de vida.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*