Falta do metrô pode tirar Curitiba da Copa? | Fábio Campana

Falta do metrô pode tirar Curitiba da Copa?

Segundo Gleisi Hoffmann, sim. Diz ela que Curitiba pode deixar de ser uma das 12 sedes brasileiras da Copa do Mundo de 2014 caso não consiga viabilizar o metrô nos próximos anos. Uma das questões que constam no caderno de encargos da Fifa é se a cidade-candidata a sede possui metrô e qual o planejamento para transportes urbanos para os próximos anos.

A candidata à Prefeitura do PT diz que há erro de estratégia da Prefeitura em tentar realizar a licitação para o projeto sem a parceria do governo federal. A licitação para o projeto do metrô está sub-judice.

“Todas as cidades brasileiras que conseguiram financiamento para o metrô, estabeleceram parcerias com o governo federal ou estadual”, destaca Gleisi. A candidata lembra, ainda, que Curitiba não tem planejamento para o transporte coletivo urbano, que tem caído de qualidade nos últimos anos.

O deputado federal Ratinho Júnior, do PSC – partido que integra a coligação de Gleisi –, conseguiu garantir no orçamento federal de 2009 uma emenda de R$ 700 milhões destinados ao metrô de Curitiba. O valor corresponde à metade do custo do total da obra. No entanto, Ratinho alerta que se a Prefeitura não conseguir apresentar o projeto para o metrô, o dinheiro não será repassado.

Para a Copa 2014, 18 cidades já apresentaram suas candidaturas e apenas 12 serão escolhidas. Além do metrô, a Prefeitura deverá apresentar um projeto para o tráfego na região do estádio, para o deslocamento das seleções, dos representantes da Fifa e, principalmente, dos turistas estrangeiros. O estádio escolhido para ser a sede em Curitiba é a Arena do Atlético, localizado em uma região com o tráfego problemático.

“O futebol é o esporte nacional, mexe com as pessoas e mobiliza todas as idades. Fazer parte da grande festa da Copa é muito importante! Curitiba merece ser uma das sedes dos jogos de 2014 no Brasil. Uma Copa do Mundo também traz benefícios econômicos para a cidade, na área comercial e também nos investimentos em infra-estrutura, nós só temos a ganhar. Por isso, precisamos unir esforços para sermos uma das cidades-sede”, conclui Gleisi.

Propostas de Gleisi

A primeira linha do metrô – Norte-Sul, que vai do Pinheirinho até o terminal de Santa Cândida, contribuindo para a integração do transporte metropolitano. Nesta linha está a maior circulação de pessoas/dia, 390 mil passageiros. Outras linhas também estão previstas, mas a implantação não acontecerá imediatamente como esta primeira: CIC-Pinheirinho, Centro Cívico-Boqueirão, Campo Comprido-Pinhais, Aeroporto Afonso Pena-Centro e Eixo Metropolitano.

Considerando que as obras do metrô demoram algum tempo para serem concluídas, Gleisi também propõe algumas medidas emergenciais de curto e médio prazo:

– O Bilhete Fácil, que com uma só tarifa, as pessoas podem pegar quantos ônibus precisar em qualquer lugar da cidade por um período de duas horas, sem precisar fazer integração em terminais ou estações tubo.

– Ultrapassagem nos corredores de expresso, com a mudança de posição de algumas estações no trecho Leste-Oeste.

– Licitação do transporte coletivo em Curitiba, que já deveria ter acontecido, mas a atual gestão tem dificuldades em realizar licitações – como acontece com as licitações do projeto de viabilidade do metrô e do aterro sanitário. A licitação deve ser pela menor tarifa e não por custos de planilha.

– Faixas exclusivas para os ligeirinhos. Nas vias mais movimentadas, que possuam mais de duas faixas de circulação, uma delas ficaria exclusiva para os ligeirinhos, que também poderiam ser usadas por taxis com passageiros.

– Rebaixamento de vias em cruzamentos movimentados, para facilitar o escoamento do trânsito, principalmente do transporte coletivo. Priorizaremos rebaixamento para os corredores de ônibus no trecho Norte-Sul – onde já será feito o metrô.

– A Linha Verde voltará a ser o Eixo Metropolitano, ligando o terminal do Alto Maracanã, em Colombo, até o contorno Sul depois do Ceasa, onde será implantado um terminal para beneficiar as pessoas que se deslocam de Fazenda Rio Grande e de Araucária. Neste eixo, poderemos implantar, além do transporte coletivo sobre rodas, outras modalidades, como metrô sobre trilhos.

– Resolver o problema dos trilhos que passam por dentro de Curitiba, cortando a cidade da região Norte à região Leste. Faremos o contorno ferroviário ou rebaixaremos os trilhos.

– Priorizar a bicicleta como meio de transporte e não apenas de lazer, aumentando a rede de ciclovias em 160 km. Hoje temos cerca de 120 km. A rede será integrada com o transporte coletivo e nos bairros, ligada às escolas. Hoje as ciclovias são corredores estreitos e mal feitos.

– Adequar os espaços públicos da cidade à acessibilidade: programa de recuperação de calçadas, adequação dos terminais, escolas, unidades de saúde, transporte coletivo, semáforos e a reestruturação do Sites.

– Retomar as campanhas de educação para o trânsito. As pessoas são mais importantes que os automóveis.


30 comentários

  1. Madonna
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 16:13 hs

    O Metrô em Curitiba é uma burrice. Acho que o metrô de superficie é melhor, mais barato, ambientalmente mais correto. Pena o PT ter embarcado nessa ladainha só para agradar RATOS e RATAZANAS.

  2. Sonia Lopes
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 16:18 hs

    E daí? O Governo Federal, a exemplo do Estadual só faz parcerias com conluiados?
    Tanto o Governo Federal como o Estadual não produzem dinheiro que é fruto da arrecadação dos impostos que todos nós brasileiros pagamos, portanto o dinheiro é do povo e não dos governantes de plantão.
    Esse tipo de declaração é próprio daqueles que chantageiam com o dinheiro público.

  3. O GUARDIÃO -
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 16:19 hs

    PAREM DE FALAR EM METRÔ – CHEGA DE DEMAGOGIA …

  4. Arnaldo Pitombo
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 16:26 hs

    Tá atrasada a Gleisi. O Fabio Camargo já tinha dado essa informação há tempo. Tocou no assunto no debate da Educativa. Eta GleiZi faísca atrasada!

  5. O Povo
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 16:38 hs

    Ao meu ver a Sra. Gleisi (do PT de Curitiba), está mais uma vêz equivocada, quando discorre sobre um assunto, do qual ela não possui os conhecimentos necessários, não domina, para explanar suas opiniões politiqueiras estabelecidas por seus marketeiros de plantão, já comprovadamente desastrosos!
    O Metrô de Curitiba não pode e não deve ficar alienado a uma possível situação de realização ou não de uma Copa do Mundo na Cidade. Temos que pensar na Cidade, nos seus cidadãos, na viabilidade dos projetos na iziquidade e não só no evento momentãneo de uma Competição Internacional. Se for possível aliar as condições, será perfeito, caso contrário a prioridade sempre tem que ser os cidadãos que vivem nesta Cidade e o que se espera ao futuro da Cidade, se fizer a obra a toque de caixa, já sabemos o que ocorre normalmente (desvios de verbas públicas, encarecimento de custos, inadequação técnica, deteriorização em curto período e desperdício) queremos nossa Cidade com qualidade de vida e Planejamento através do Plano Diretor de Crescimento ordenado da Cidade, e não uma Obra cara sendo feita irresponsavelmente por pessoas muitas vêzes desqualificadas tecnicamente e moralmente! Será construído, mais não por PT (de Curitiba e sua curiola) de malandros aproveitadores do dinheiro público! Beto Richa saberá bem conduzir esse Processo e Projeto de viabilidade, sempre olhando as questões de responsabilidade perante a população!

  6. Observador Atento
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 16:39 hs

    Na verdade o candidato que mais falou sobre essa situação é o Fabio Camargo que ja vinha alertando sobre essa questao desde o inicio da campanha. Agora, infelizmente outros candidatos tão querendo pegar carona na proposta dele.

  7. Curitiboca
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 16:44 hs

    Madonna, é vc mesmo?

    Legal vc não concordar “tbm” com essa velha história de Metrô.

    mas só um pergunta, vc não vai votar no Alberto Richa né?

  8. marcelo mendes
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 16:48 hs

    Lembro-me de ter visto na TV educativa o Fabio Camargo fazer esse alerta. É claro que a falta de Metrô pode prejudicar curitiba como uma das sedes da copa do mundo. Infelizmente o melhor metrô não é esse que estão propondo e sim o MONOTREM ou metrô de superficie – mais barato e mais eficiente na relação Custo x Benefício

  9. Henrique
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 17:00 hs

    Concordo com Madonna.Acontece que na falta de ter com o que atacar a atual administração municipal, quer usar do futebol para sensibilizar o povo curitibano.Deve ser duro Dona Gleisi torcer para o Coxa,Atlético e Paraná Clube ao mesmo tempo.Desista.Acabou.

  10. Theo
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 17:07 hs

    Se o Fábio Camargo falou antes é porque não presta, ele é muito ruim e fraco candidato mais rejeitado de Curitiba!

  11. madonna
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 17:17 hs

    Votar no Beto nem pensar….Quem gosta de propaganda é jornal.

  12. Ariel do taboão
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 17:20 hs

    Agora parece que começou o vale tudo. O Fabio Camargo alertou isso nos debates da BAND – mas parece que o desespero dos candidatos é maior – sem idéias, sem informações e sem projetos – partem para roubar as idéias alheias.

  13. Bartolomeu Bueno
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 17:26 hs

    E está antenado no livro que conta os causos da terrinha. Aliás, causos que não param de chegar, não é mesmo? Por certo, logo teremos uma segunda edição do “Zero Voto”, com o tempero da dupla Alcinéa e Rostan!

  14. AMO CURITIBA
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 17:41 hs

    Prefiro um show da Madonna aqui do que a copa do mundo!!

    no fim essa copa nem vai ser aqui no Brasil…

  15. Marco
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 17:49 hs

    Como se Curitiba fosse sediar a Seleção Brasileira. Só a “Alice Hoffmann” pensa que sim
    Me poupem com essa história de Metrô e Copa do Mundo….tem outros assuntos mais importantes para se discutir.
    E se Curitiba for sede da Copa…deverá abrigar jogos do Azerbaijão, Grécia, Turquia, Japão e qualquer coisa do gênero.
    Com essas seleções, o transporte pode ser carroça…que não irá atrair muitos turistas não.

  16. Zé do Coco
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 17:51 hs

    Essa senhora já está ultrapassando os limites do ridículo e caindo no surrealismo puro e simples.
    É o tal negócio: a gente é criado desde pequeno a respeitar senhoras e pessoas de idade. E aí vem ela dizer despropósitos que nos obrigam a ruminar palavrões entredentes para não ofender a integridade moral das pessoas.
    Vamos e venhamos: não está na hora de ela ir dormir? Chega, pelo amor de Deus!

  17. Mano da Vila
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 18:12 hs

    Curitiba só vai ver Copa do Mundo é pela TV.
    Para começar não há estádio no padrão exigido pela FIFA, e olha que sou Atléticano.
    Se forem construir, imaginem o tamanho da corrupção e da incompetência.

    E o resto?!?!?!

  18. NAGIB
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 19:06 hs

    O POVO
    Corretíssima sua colocação. Bem racional e com os pés no chão.
    Não devemos pensar em metrô condicionado a uma eventual copa do mundo em Curitiba. Temos que pensar, sim, no problema do transporte urbano daqui alguns anos.
    Informar a sra. Greici que o trajeto previsto no projeto básico é da CIC/sul até Sta. Cândida.
    E mais, está mais que provado que linha de superficie não resolve e só vai piorar. Trilhos expostos obrigará fatalmente a semáforos aumentando risco de acidentes. Observe a necessidade do desvio ferroviário para tirar do meio da cidade os trilhos alí existentes.
    A solução é metro “enterrado” mesmo.

  19. Vigilante do Portão
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 19:38 hs

    Falou e disse “O POVO”, é o desespero que faz a candidata falar essas bobagens. Depois, não acredito que a Gleisi e sua equipe tenham capacidade para tocar uma obra desse porte.
    Não pensem que ficará pronto em dois ou tres anos, é coisa para mais de cinco anos, se tudo der certo.
    Não adianta repetir a falácea ” eu já falei com o presidente Lula sobre o metrô”, querendo enganar os curitibanos, fazendo parecer que só se ela for eleita é que o governo federal vai liberar a verba para realizar a obra.
    É MAIS UMA MENTIRA DA GLEISI.

  20. Theo
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 19:55 hs

    Se contentem, com o Metrô da Alameda Cabral, lá o Fábio Camargo garante, pois é da zona dele!

  21. Vigilante do Portão
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 20:10 hs

    Ta certo o Fabio Camargo – A preocupação dele ja tinha sido manifestada anteriormente em debates.

    Agora esse THEO é um serviçal tucano nos blogs de curitiba. Ta em tudo quanto é lugar só pra falar bem do Beto Richa…

    menos THEO – menos THEO – menos…..!!

  22. FRANCO O Original
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 20:26 hs

    O QUE QUE A DONA GLEISI TA QUERENDO SE METER EM ASSUNTO FUTEBOLÍSTICO AGORA ??????

    ELA SE DUVIDAR PERGUNTA PRO LULA [ CORINTHIANO ROXO ] SE O MARCELINHO CARIOCA E O RONALDO AINDA JOGAM NO CORINTHIANS.. E QUER SABER A TODO CUSTO PQ UNS SÓ PODEM TOCAR NA BOLA COM OS PÉS E OUTROS SÓ COM AS MÃOS.. E O QUE EH AQUELE CARA DE PRETO CORRENDO PRA LÁ E PRA CÁ NO CAMPO SEM TOCAR NA BOLA…

  23. Gepeto
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 22:37 hs

    Todos falam do metro , mas quem esta dando solução para o transporte coletivo hoje?
    Tenho visto o horario eleitoral e algumas entrevistas apenas o candidato que teve branco falou em proposta para já , veja ele não e o melhor candidato mas mostrou que estão nos enrolando pois o metro só fica pronto daqui a 8 anos e enquanto isso o que fazer agora ! esperar uma possivel copa?Para tenhamos recursos de um governo que só tem mais 2 anos de mandato? Falo bem Povo e Nagib concordo com vocês.

  24. 2010 vem aí
    terça-feira, 9 de setembro de 2008 – 22:45 hs

    Como entende de tudo o cidadão NAGIB né? Parece até assessor da prefeitura. Tudo na ponta da língua. Alô Alô Deonilson, contrate o NAGIB! Ele é melhor que muitos assessores que vocês mantém aí. Se é que você me entende

  25. Cara de pau
    quarta-feira, 10 de setembro de 2008 – 0:06 hs

    Só queria entender. A culpa da licitação do projeto do metro estar sub-judice é pela falta de parceria com o Governo Federal ou Estadual, então eles estão usando laranjas para atrapalhar? Acusação grave, deve esclarecer melhor ou voltar para o cabelereiro. O metro, é uma obra cara, mas que em Curitiba, utilizando as canaletas, que só nós temos de verdade, fica mais barato e rápido realizar. Associar metro a Copa do Mundo é pura bobagem ou desespero. A Africa do Sul está cheia de metro, não é? Se ela não puder realizar a Copa de 2010, vem para o Brasil. Curitiba só não tem estádio pronto, do resto, sobra no Brasil. E como sub-sede, recebe talvez 02 jogos, de seleções periféricas, talvez a mais credenciada seja a do Paraguai. Belo argumento!!!

  26. Zohraide
    quarta-feira, 10 de setembro de 2008 – 1:13 hs

    Nada tira a Copa do Mundo de Curitiba…será uma das sedes e ponto!!!Não aguento ler tanta bobagem!!!Isso q dá mulher meter o bewdelho aonde não é chamada!!

  27. zoraide & theo
    quarta-feira, 10 de setembro de 2008 – 7:24 hs

    Fabio Camargo – O Prefeito dos bairros e da copa do mundo em Curitiba. É isso aí – se depender dos outros candidatos – vai ficar só na promessa – como no caso do metrô.

  28. Theo
    quarta-feira, 10 de setembro de 2008 – 11:03 hs

    O Fábio Camargo vai construir o Metrô, vai construir os Estádios de Futebol, vai fazer toda a infra estutura necessária, trará os jogos do Brasil pela Copa do Mundo para Curitiba, asfaltará todos os bairros, acabará com a pobreza, distribuirá dinheiro e será canonizado? Quá,quá,quá….
    Etâ Tony Garcia II À Missão!

  29. irene
    quarta-feira, 10 de setembro de 2008 – 12:07 hs

    queira a providência divina que a copa do mundo não venha para o Brasil. Nosso suado dinheirinho dos impostos tem mais é que ser investido em rodovias, em universidades de qualidade, em preservação dos mananciais, em saúde pública, em aparelhamento da polícia…

  30. Krystoffer
    quinta-feira, 22 de janeiro de 2009 – 21:10 hs

    CURITIBA, APAVORA….E NEM PRECISA DE LIXO DE METRO…ISSO VAI DEIXAR IGUAL AO DE SÃO PAULO, CHEIO DE MARGINAL FUMANDO MACONHA NOS TRILHO,E SEM TETO MORANDO NAS ESTAÇÕES….CURITIBA NAUM MERECE MARGINAL, SAO PAULO SIM.HHAAHAHAHA

    QUEM ACHOU RUIM PEGA EU, E QUEM ME APOIA, TBM VAI APANHAR….PORRA…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*