Fabio Camargo critica calçadas de Curitiba | Fábio Campana

Fabio Camargo critica calçadas de Curitiba

Fabio Camargo criticou a falta de atenção da Prefeitura com as ruas de comércio nos bairros durante visita ao Boqueirão, Xaxim e Ganchinho na manhã de hoje.

“Um exemplo é a rua José Hauer, no Boqueirão. Ela está próxima ao Terminal do Carmo que conta com dezenas de comércios, escritórios e postos de combustível, mas não há calçada. É um detalhe que afugenta os consumidores e aborrece os comerciantes, que contribuem com impostos, mas não vêem retorno do poder público. Em Curitiba há muitas ruas José Hauer”, afirma.

O candidato garantiu também que substituirá as calçadas de petit pavê pelo paver, segundo ele, um material mais seguro e durável, usado atualmente em alguns lugares da cidade. Fabio Camargo já tem o apoio dos mais de três mil participantes de uma das comunidades do Orkut mais famosas da cidade, a Eu odeio a calçada de Curitiba.


20 comentários

  1. André Sobania
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 17:44 hs

    Realmente nisso eu concordo com o Fabio tem calçadas na cidade que estão em péssimo estado.

  2. João de Abreu
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 17:49 hs

    Gente, o Beto já ganhou esta eleição e não vai precisar do nosso voto, por tanto, minha sugestão é todos votarem no Fábio, prá dar uma força. Ele é um cara legal e está cheio de boas intenções.

  3. João Carlos
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 17:51 hs

    Realmente as calçadas de Curitiba são terriveis em muitos pontos, inclusive no centro. Graças ao Rafael Greca e ao Lerner que acham que aquelas pedras preto e branco no centro da cidade são patrimônio histórico. Aquilo é um destruidor de sapatos.

    Esse Fabio Camargo…. se ele não fosse dono de zona, metido com traficantes e mostrasse um plano de governo para tantas obras, poderia até ser um bom cândidato.

  4. João Carlos
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 17:55 hs

    “Ele é um cara legal”

    Que frase absurda foi essa???

    O cara declara para o TRE que tem um patrimônio de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), e anda com uma Porche Cayene fora da época de campanha.

    Sem tirar o pequeno escritório de advocácia dele.

    Mas ainda há quem o considere, um cara legal.

    VIVA A DEMOCRÁCIA, cada um com o direito de achar e defender o que bem quiser.

  5. JOÃO CARLOS
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 17:55 hs

    Somente pra perguntar pro André e pro João, quando foi que o Fábio Camargo esteve ai no bairro, antes das eleições??? Eles lembram da data???

  6. Franco
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 18:11 hs

    “Um cara legal” é ótimo !
    O sogro dele também é “um cara legal” ?

    O Roberto Jeferson é “um cara legal” ?

    Por favor…
    Não custa nada pesquisar só um pouquinho do “curriculum” de uns e outros para entender a verdade por trás da propagandazinha de eleição.

    Falar qualquer um fala..
    Quem lembra da história do “cavalo de Troia” ?

  7. JOAO CARLOS II
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 18:23 hs

    JOAO CARLOS FALA ASSIM POR QUE PROVAVELMENTE ESTA A SERVIÇO DA PREFEITURA. O FABIO CAMARGO REPRESENTA UMA RENOVAÇÂO QUE CURITIBA TA PRECISANDO COM URGENCIA…

  8. André Sobania
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 18:25 hs

    Olha, meu caro o Fábio é um cara bom, acredite.

  9. segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 18:51 hs

    Fábio Camargo tem razão. As calçadas na frente do Café Paris estão lamentáveis.

  10. Henrique
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 18:52 hs

    É por falta de pesquisa e conhecimento que cada povo tem o governante que merece.Alguns comissionados deste Blog acreditam que todos nós somos idiotas.Vai votando nesse Fabio Camargo vai!!! Depois irá reclamar como reclamamos de nosso governador REILOUCÃO.

  11. Cadagí
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 19:08 hs

    Perguntar não ofende: isso é foto de uma caminhada eleitoral do candidato?

  12. Lelo
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 19:21 hs

    Deveria haver mais respeito com a opinião dos outros! Pq só o Beto tem que ser o legal? Ora, valha-me Deus!

  13. sem cargo
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 19:22 hs

    só tá ele e o fotógrafo, que aparece na sombra
    hahaha
    a rejeição maaaaaaaaaaaata

  14. Espartano
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 21:15 hs

    Quando o Fabio foi vereador quantos requerimentos de calçadas ele apresentou na Camara.Me digam quantos….Este cara é uma farsa

  15. João Carlos
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 21:36 hs

    Pode-se dizer que estou a serviço da prefeitura sim, a prefeitura temfeito um otimo trabalho, que beneficia muitos curitibanos e eu vejo isso na porta de casa. Acho que não me custa defender o atual prefeito da mesma forma que ele cuida da famliia curitiba.

    Mas devemos ser justos, o Beto é bem mais legal.

  16. Zezão
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 21:37 hs

    Mesmo sem uma grande turma acompanhando o candidato devo presta-lhe minha solidariedade. Eleição também se ganha dessa forma. Um caminhar sozinho, cumprimentando pessoas, visitando o comércio, batendo nas casas talvez seja mais produtivo do que se for com muita gente onde o candidato não tem a devida oportunidade de ser mais simples e objetivo em suas colocações. Gostei da foto pois passa a imagem de uma pessoa que acredita no que está fazendo. Caminhe Fábio, busque, entre em contato com as pessoas, escute suas opiniões, suas críticas e sugestões. Essa forma de fazer política também sobrevive e fortalece. Vá em frente!

  17. Leoni
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 22:18 hs

    Só quer reformar as calçadas da night!

  18. Fabiola
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 23:14 hs

    João Carlos:sei q estamos numa democracia e todos tem livre arbitrio d ter suas opinões,e digo mais,ninguem e perfeito,como ja diziam,bem antigamente:”quem ñ tem telhado d vidro,q atire a 1ª pedra..”P seu governo ele é um execelente marido e pai d familia,fazer o q se ele sempre ajudou os amigos em ksas noturnos em relação ao alvarás,fazer o q,levou a fama,ja virou lenda,será q por que a pessoa é publica ñ pode ter uma vida normal?Acho q é problema dele,o carro q anda,lugares onde frequenta,o q interessa é q p os bairros como vereador ele ja fez e MUITO e eu se fosse vc ia dar uma passeada pelo Stio Cercado p saber,sera q vc sabe chegar la?

  19. Fabiola
    segunda-feira, 1 de setembro de 2008 – 23:20 hs

    João Carlos:e tem mais,daqui a pco vc vai ter q provar tudo q escreveu,cuidado…

  20. Zé do Coco
    terça-feira, 2 de setembro de 2008 – 6:32 hs

    A manutenção pode ser feita pelo principal interessado, que é o dono da lojinha bem em frente da calçada que apresenta problemas.
    Basta mandar à prefeitura uma cartinha pedindo autorização para fazer o serviço. Escreva na cartinha, em tom de gozação, que já comprou cimento, brita e areia e está pronto pra chamar o primo que entende de fazer calçada.
    Que mal há nisso? Isso se chama viver em comunidade. Curitiba é uma comunidade como qualquer outra.
    Apenas um segmento da população que está acostumado a esperar que tudo parta do poder público, só porque “pago imposto”.
    Curitiba já foi um bom lugar para se viver, as pessoas aqui andam arredias, não se comunicam mais. Uma pena.
    Outra coisa que pode fazer é consertar a calçada bem em frente e não mandar cartinha nenhuma. aí vai aparecer alguém para fiscalizar. Será uma boa oportunidade para tirar a roupa do sujeito em público, jogar um pouco de piche e penas de galinha e soltá-lo na avenida.
    Querem apostar como as coisas endireitam?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*