Dilma Rousseff: com pré-sal Brasil elimina pobres em 18 anos | Fábio Campana

Dilma Rousseff: com pré-sal Brasil elimina pobres em 18 anos

Ontem, no Josias de Souza:

A ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) reuniu-se com diretores da Caixa Econômica Federal num hotel de Brasília.

Deu-se nesta quarta (24). A preferida de Lula para 2010 discursou. Disse que o dinheiro do pré-sal vai ajudar o Brasil a erradicar a pobreza em menos de 18 anos.

Disse que, valendo-se de programas já existentes –“Bolsa Família”, “infra-estrutura” e “educação”—o país eliminaria “definitivamente” a miséria num prazo de 15 a 18 anos.

Mas o dinheiro resultante da exploração comercial do petróleo armazenado em águas profundas será usado, segundo Dilma, ‘para encurtar o processo.”

Curioso. A própria Petrobras reconhece que as plataformas encomendadas para extrair óleo e gás do pré-sal só estarão operando em capacidade plena no ano da graça de 2017.

Ou a ministra dispõe de informação privilegiada, ainda desconhecida da platéia, ou terá de explicar melhor o que a faz discorrer com tanta proficiência sobre uma verba que só estará disponível no final do mandato do sucessor do sucessor de Lula.

Dilma falou também sobre a crise que rói os pilares de Wall Street e faz estremecer os mercados do mundo.

Repisou a cantilena de que a economia brasileira, por “forte e robusta”, está preparada para arrostar os efeitos da turbulência.

Ecoando Lula, Dilma voltou no tempo, estacionando na era FHC: “Vivemos um momento extraordinariamente diferente do de crises anteriores — da crise da Rússia, da Ásia e da Argentina — nas quais o Brasil também esteve mergulhado.”

acha que a crise americana não pode ser motivo, no Brasil, de “desconfiança”. Comparou a CEF às instituições que financiam casas próprias nos EUA:

“Não se pode dizer que uma instituição como a Caixa não tenha recursos para investir. Isso não ocorre, no Brasil, e não ocorrerá…”

“Os bancos, as instituições financeiras [nos EUA] têm seus problemas, mas não são iguais à Caixa…”

“A Caixa tem outro tipo de intervenção na área da construção civil e da construção de moradias e na coordenação de projetos governamentais na área de saneamento.”

De resto, previu que o PIB brasileiro, em alta, está a salvo. Disse que o país expetrimenta “um processo de crescimento que veio para ficar.”

Fez, por último, uma concessão à realidade. Disse que as avaliações de Brasília sobre a crise “não significam que o governo esteja de olhos fechados.”

Admitiu que a situação no mercado internacional precise ser monitorada. Ah, bom!


18 comentários

  1. Suzana
    sexta-feira, 26 de setembro de 2008 – 13:51 hs

    Mais uma besteira da petista Dilma, a pobreza não acabará nunca. Sonhar de que a pobreza diminuirá daquí a 10 ou 20anos é uma coisa mas falar em acabar , é só mais uma bravata de petistóide. Estamos no ano 2008 da computação histórica e a riqueza cresce ou diminui e vice versa com relaçao a pobreza. Portanto vá enganar outro dona Dilma ou será que a terrorista vai mudar a história? Sei lá, de canhão em canhão…..kkk

  2. Luiz Cesar Ta. Alves
    sexta-feira, 26 de setembro de 2008 – 14:20 hs

    O pré-sal consta de uma matéria de 1978, da revista Veja, a de número 15 daquele ano.

    Na época, o campo de Santos era explorado pela BP (British Petroleum).

    Não saiu da prancheta naquela época, virou gogó do Lula e com esta figura populista, virará piada.

    Grato pela atenção

    Luiz Cesar

  3. Alessandro
    sexta-feira, 26 de setembro de 2008 – 14:35 hs

    Planos plurianuais

    A vidência da Ministra (ex-assaltante de banco e ex-sequestradora) Dilma Rousseff me lembra os planos qüinquenais de Stálin, que causaram milhões de mortes de camponeses soviéticos.
    Apostam em um petróleo que não teve uma gota extraída (aquele do Espírito Santo é antigo, não tem nada a ver com a nova bacia) e ainda fazem previsão de erradicar a pobreza em “menos de 18 anos” com ele.
    E que se danem os investidores que puseram grana em pesquisa, o petróleo agora vai ser do Governo e ninguém tasca.

    Como diz meu pai, “essa só brasileiro acredita”.

  4. jango
    sexta-feira, 26 de setembro de 2008 – 14:41 hs

    Você comeria um empadão temperado com pré-sal feito pela Dilma ?

  5. J. A. REZZARDI
    sexta-feira, 26 de setembro de 2008 – 14:50 hs

    Também acho que elimina. Depende da interpretação… Suprimir, Excluir, Expulsar, Matar.

  6. autodidata
    sexta-feira, 26 de setembro de 2008 – 14:56 hs

    A dilma è o retrato do rato que virou gato conforme, a (o0 intelectual bagualla…..

  7. Simplício Furtado
    sexta-feira, 26 de setembro de 2008 – 15:18 hs

    A melhor forma de acabar coma fome em 18 anos, é dimunuir a carga tributária do empresariado, criando com isso mais empregos.Não adianta ainda isso, pois segundo informações colhidas, ainda não temos tecnologia para perfurar tal “camada”. De resto, menos roubalheira, mensalões, dólares na cueca e etc.
    Essa ex-guerrilheira, ex-assaltante agora dá uma de boa dama, é a Gleisi de daqui a 2 anos, não apssando dos 13(numero da sorte) por cento..
    Chamem o PROCON, POIS É PROPAGANDA ENGANOSA.

  8. Alexandre
    sexta-feira, 26 de setembro de 2008 – 15:44 hs

    Não boto muita fé no Governo Lula, mas quando eu leio comentários como os que estão acima, que destilam tanto ódio e veneno, sou obrigado a parar para pensar, se o metalúrgico não anda acertando mais do que errando. Aliás, comentários maldosos não são apenas dos leitores, você também escorregou desta vez, Campana. Reconhecer que as plataformas só estarão operando em capacidade plena, em 2017, não significa dizer que não estarão operando com capacidade reduzida anteriormente. Também é bom lembrar que os novos recursos serão frutos da exploração real do petróleo, mas que também já estão ocorrendo pela valorização das ações da Petrobrás. A simples descoberta dos campos já significam o início de novos recursos. Não sei se isto significará eliminação da pobreza ou não, afinal isto ainda dependerá de muitas decisões políticas. Mas não é preciso banalizar tanto os comentários.

  9. bola 8
    sexta-feira, 26 de setembro de 2008 – 16:02 hs

    Alexandre, se alguém se escorregou na análise não foi o Campana e sim e o Josias de Souza. O texto é do blog do Josias no site da Folha de Sao Paulo.

    Vai lá discutir com ele. Mas só pra avisar, o cara é um dos maiores colunistas políticos do país.

    De qualquer forma, tô torcendo pra Dilma estar certa.

  10. Alice K.
    sexta-feira, 26 de setembro de 2008 – 16:15 hs

    Vai Dilma! Dilma presidenta!

  11. Alessandro
    sexta-feira, 26 de setembro de 2008 – 16:53 hs

    Também torço pra Ministra Dilma estar certa.
    Mas obviamente é imaturidade acreditar mesmo em uma bobagem dessas. Pior ainda é acreditar que o real desenvolvimento de uma empreitada dessas dependa de ações políticas (Deus nos livre!).
    Até agora, Petrobrás só é Petrobrás graças a investimentos vindos da bolsa de valores, nada de política estatizante (que, aliás, é o que o Lula quer fazer agora).

  12. Alexandre
    sexta-feira, 26 de setembro de 2008 – 17:15 hs

    caro bola 8,
    realmente eu escorreguei ao não prestar atenção que o texto era do Josias de Souza e não do Campana. Obrigado pela correção. Peço desculpas ao Campana. Mas quanto ao conteúdo da nota, independente do autor, continua sendo uma análise muito pobre sobre a realidade política.

  13. Zé do Coco
    sexta-feira, 26 de setembro de 2008 – 19:24 hs

    Essa mulher é o que há de pior neste País.
    Mentir é para ela uma questão de moral. Ela simplesmente não consegue calar a boca quando se trata de enganar.

  14. Eduardo
    sexta-feira, 26 de setembro de 2008 – 20:06 hs

    Essa cola velcro!!!

  15. Nego Veio
    sexta-feira, 26 de setembro de 2008 – 21:02 hs

    Quanta grana eles estão querendo embolsar???
    18 anos no comando é este o recado????
    Vão catar coquinho bando de canalhas, vão mentir pros teus guerrilheiros…
    Enquanto houverem ricos existirão pobres, então como vai ficar,vocês estão prevendo um governo a lá Fidel Castro????È isso????
    Guerrilheira Estela cala-te….

  16. Sidney Lanza
    segunda-feira, 2 de março de 2009 – 18:41 hs

    Gostaria que alguem me informasse qual o PAÍS,neste mundo em que vivemos,conseguiu erradicar a miséria, e, olha bem, existem paises ricos em petoleo e sm o PRÉ SAL mas, ricos em pobreza.Será que com o pre sal o Brasil será coberto de ouro e cada um terá o seu quinhão.Com o pré sal os ricos ficarão mais ricos e os pobres mais pobres, como sempre foi no nosso BRASILLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL.

  17. CARLOS ALBERTO
    terça-feira, 12 de maio de 2009 – 10:23 hs

    Pura propaganda, como aliás é a tônica deste governo, que só faz marketing e o povão engole!
    Todo mundo esclarecido já percebeu que não há competência, criatividade nem honestidade neste governo desgovernado.
    Este governo apenas distribui, e distribui mal toda as economias do povo brasileiro, que a duras penas foram juntadas no governo anterior(FHC, quer gostem dele ou não!).
    O periodo de dureza que FHC pegou e conseguiu se sair bem, Lula e sua troupe louca de incompetentes não teriam condições de enfrentar, pois apenas com palavras e discursos jocosos e cheios de piadas não iriam resolver.
    Resumindo, este governo nada fez além de deixar rolar, pois o país após a era FHC anda por si só, gerando receitas vultosas das empresas privatizadas, que hoje geram receita, quando antes geravam gastos e prejuizos.
    Essa herança bendita, que o Lula espertamente se apropiou através de propaganda maciça, é que permite que hoje o Lula tenha tanta aceitação.
    No fundo porém, PT + Dilma + Lula = corrupção + incompetência + arrogância + marketing enganador

  18. joice
    segunda-feira, 13 de julho de 2009 – 21:09 hs

    Eles tao muito estressados com os pobres mesmo..

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*