Bruno Meirinho na ACP | Fábio Campana

Bruno Meirinho na ACP

Ele não é exatamente um defensor do livre mercado ou da redução de impostos. Mas isso não impede o candidato do PSOL à Prefeitura de Curitiba, Bruno Meirinho, de conversar amanhã, às 18 horas, com empresários na Associação Comercial do Paraná.

Ele será o sexto candidato na rodada de audiências promovida pela ACP, que convidou todos os que disputam a Prefeitura. Fábio Camargo está agendado para a próxima segunda-feira, dia 29.


19 comentários

  1. Edu
    quarta-feira, 24 de setembro de 2008 – 16:38 hs

    Era só o que faltava, um piá de prédio metido a comunista se reunindo com a burguesia.kkkkk quanta lógica nesse assunto

  2. João Carlos
    quarta-feira, 24 de setembro de 2008 – 16:50 hs

    Acredito que em razão das raizes burguesas e convivio com empresários e pessoas capitalistas o candidato do PSOL vai saber conduzir bem a situação, afinal não pode ser verdade que ele acredite naquilo que ele fala…..

  3. O GUARDIÃO -
    quarta-feira, 24 de setembro de 2008 – 17:03 hs

    E O QUE ELE VAI FAZER LÁ ???

  4. O Povo
    quarta-feira, 24 de setembro de 2008 – 17:10 hs

    Coitado dos Empresários que lá estiverem para escutar o rapaz que levou uma catracada na cabeça quando era pequenino e ficou deste jeito após crescido!
    Será que dentro da ACP ele fará também um pronunciamento defendendo o índio boliviano Moráles, tem que ter paciência para agüentar esses “pseudos” socialistas de meia tijela!

  5. Catracas S/A
    quarta-feira, 24 de setembro de 2008 – 17:26 hs

    Estão dizendo que ele foi fortemente financiado pelas indústrias que fabricam catracas e também pelos revendedores do produto e por este motivo recebeu o convite!

  6. Franco-Atirador
    quarta-feira, 24 de setembro de 2008 – 17:26 hs

    Nesta eleição, o nosso homem- catraca está tendo a oportunidade de aparecer…
    Quem sabe se ele tivesse tantas aparições, teria sido eleito presidente do centro acadêmico…

  7. quarta-feira, 24 de setembro de 2008 – 17:59 hs

    Frente de Esquerda vai à ACP confirmar compromisso com os trabalhadores, gostem ou não.

    A Associação Comercial do Paraná (ACP) convidou todos os candidato a prefeito a apresentarem suas propostas. Amanhã, quinta-feira, 18h00, será a vez de Bruno Meirinho lá comparecer. Não há problema algum em ir até lá e defender nossas proposta, não é por isto que serão rebaixadas. A Frente de Esquerda tem um compromisso com a classe trabalhadora e vamos continuar defendendo nossa política, não importa nem onde nem para quem falamos, apresentaremos nossas propostas e políticas.
    Não usamos “dois pesos, duas medidas” com medo de perder votos, como fazem algumas candidaturas, em que o vermelho aparece apenas nas bandeiras balançadas nas esquinas da cidade (diga-se por cabos eleitorais pagos, e mal pagos, aliás). Candidaturas que na realidade estão comprometidas com os grandes empresários até a raiz dos louros cabelos. Isso porque nós temos um projeto político para a cidade e para o país, e pouco nos interessa um sucesso eleitoral que não signifique verdadeiras mudanças na sociedade, como aconteceu com o PT.
    Defendemos o aumento dos impostos para os mais ricos, que no Brasil são menos taxados que os pobres. Se eleitos vamos aplicar esta medida. Pouco importa se a platéia não vai gostar, é isso que defenderemos na ACP, porque isto é uma questão de justiça. Além disto já estamos tentando contato com as representações dos trabalhadores do comércio para levarmos a pauta deles para esta reunião.

  8. VIGILANTE DO PORTÃO
    quarta-feira, 24 de setembro de 2008 – 18:49 hs

    Ó os caras aí, gente!

  9. USA
    quarta-feira, 24 de setembro de 2008 – 18:52 hs

    Rodrigo Choinski, porque você não dá a mão ao Bruno Meirinho, e vão os dois de maozinhas dadas morar na Bolívia ou na Venezuela, pois vocês tem o perfil ideal para serem catraqueiros do Moralés ou do Chavez!

    Etâ pessoal atrasado, estamos no ano de 2008 num Mundo Globalizado, e vocês estão na idade da pedra!

  10. Franco-Atirador
    quarta-feira, 24 de setembro de 2008 – 18:54 hs

    Será que o Meirinho terá o apoio da frota russa, à pedido de Chavez ? A tal “frente de esquerda” tem que parar de pensar feito estudantes e sair do mundo virtual. Quanto tempo demorará para os radicais catraquicidas perceberem que o povão quer justiça social mas sem derrubar a sociedade ?

  11. DATA-IBOPE
    quinta-feira, 25 de setembro de 2008 – 9:52 hs

    Quem é Meirinho, é do Clube Atlético Paranavaí.

  12. Luis Rodrigues
    quinta-feira, 25 de setembro de 2008 – 10:10 hs

    Algué já prestou atenção alguma proposta do Meirinho?
    Acho que ele deve estar de gozação!!!!
    – Comparar o n° de imóveis vazios e de pessoas sem casa e dizer que impostos pesados farão os proprietários “ajudar” neste problema.
    – A prefeitura é rica, os empresários uns “carniceiros” e atacando nessas duas afirmações proporcionará ônibus grátis para o povo.
    – A valorização que o imóvel tem devido a alguma obra feita pela prefeitura nas suas proximidades tem que ser devolvida para a prefeitura.
    É o que faltava, depois dos sem-teto, dos sem-terra, agora os sem-noção. Ele ataca tanto os empresários e conclama os trabalhadores…Parece que a palavra de ordem é “MOTIM”, muito sábio esse nosso ROBIN HOOD.

  13. irene
    quinta-feira, 25 de setembro de 2008 – 11:09 hs

    ACP cuidado! ele pode ser um homem-bomba!

  14. Zé do Coco
    quinta-feira, 25 de setembro de 2008 – 12:15 hs

    Todas as instituições de direito privado podem convidar os candidatos a falar sobre suas propostas. Foi para isso que o moço foi convidado a ir à Associação.

  15. DATA-IBOPE
    quinta-feira, 25 de setembro de 2008 – 14:39 hs

    Po que então não convidam o Doático.

  16. sábado, 4 de outubro de 2008 – 14:23 hs

    Estes comentários desses burguesinhos metidos a politizados reflete bem a sociedade curitibana, excludente e eletista que sempre irá apoiar pleiboizinhos metidos a político e filhinho de papai como Beto Richa, eles devem achar muito bom continuar sendo a massa e manobra do sistema e reproduzindo a alienação, voltem para escola e aproveite melhor as aulas de sociologia ou de História porque o que falta para vcs é consciência política…

  17. Luis
    sábado, 4 de outubro de 2008 – 18:32 hs

    Cara Graziele, não me enquadro em nenhum destes tipos a que vc se refere, nem tenho vocação para ser massa de manobra. Mas não podemos ser hipócritas de achar que tirando dos ricos e dandos aos pobres resolveremos alguma coisa ou vc acha que mesmo o Bruno Meirinho disporia de seus pertences em favor do “proletariado”, da forma que ele tanto enfatiza?
    O fato de existir pobreza não é culpa dos ricos, empresários ou elite. Hoje temos um presidente que não é das “elites”, porém a justiça social não está sendo feita… Isso vc tem que concordar.

  18. Rafael
    segunda-feira, 6 de outubro de 2008 – 11:17 hs

    ACABOU GALERA! GRAÇAS AO SANTO DEUS… FICAR UM TEMPO SEM VER A CARA DESSE MANDRIÃO VAI FAZER BEM A TODOS. E PENSAR QUE ESSA FOI APENAS UM BREVE EXEMPLO DOS TAIS “PESCOÇO. CABAÇO, ET” QUE HABITAM A FACULDADE DE DIREITO DA UFPR. VCS AGUENTARAM 6 MESES, E EU QUE TIVE QUE AGUENTAR 5 ANOS…. É BRABO…

  19. REALISTA
    segunda-feira, 6 de outubro de 2008 – 11:43 hs

    Vendo estes singelos comentários da “companhera” Graziele, penso:
    Quem será verdadeiramente alienado? Nós “sem consciência política” ou esses playboys filhinhos de papai que pensam incorporar qualquer Lenin no começo do século XX, sentindo-se melhor, portanto, por ter tanto, em detrimento daqueles miseráveis que comem do lixo e que se arrastam pelas portas das faculdades onde cabulam aulas e fazem farras regadas a drogas e bebidas alcoólicas? Se a nós, falta a tal consciência política, a vocês falta responsabilidade, vivência, e bom senso no trato da coisa pública e com a massa de infelizes miseráveis que pensam ajudar com esse discurso invertidademente tecnicista e tardio. Vá estudar minha filha, e depois diga o que é consciência política e ética, afastando qualquer carga da maldita hipocrisia que afeta a mente de toda e qualquer “frente de esquerda”, nascida dos jardins do positivo ambiental e desenvolvida ao longo dos botecos de cerveja a 4 pilas a long neck. Não é sob a sua saia de hipie e sua bolsinha de crochet, ou ainda, com a boininha do “Tche” e gandolinha verde oliva que se forma “consciência política”.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*