A vitória de Lula, o desastre de Requião | Fábio Campana

A vitória de Lula, o desastre de Requião

O Paraná é exceção. Na maioria dos outros estados os governadores tendem a reeleger seus prefeitos e o presidente Lula tornou-se intocável. A tendência é a da reeleição dos prefeito, o fortalecimento dos governadores, do presidente Lula e do PT.

Aqui, o prefeito Beto Richa dispara na frente sempre acima dos 70% das intenções de voto. O presidente Lula, embora alto índice de aprovação, não consegue, sozinho, alavancar a candidatura de Gleisi Hoffmann. Mas o grande derrotado é o governador Requião, que passou a ser evitado pelos candidatos de seu próprio partido que temem ver a sua imagem contaminada pelo desgaste de Requião.

A situação de Lula é oposta a de Requião. O presidente sai desta campanha como um dos maiores vencedores, do alto de 64% de aprovação, o maior índice da história para um presidente. A oposição a Lula sumiu dos palanques. Requião passou a ser malhado até mesmo pelos candidatos do PMDB que percebem a deteriotração de sua imagem.

“Já o presidente Lula está sendo consagrado nestas eleições pelo comportamento da oposição”, diz o sociólogo Marcos Coimbra, do instituto Vox Populi. “A oposição está em silêncio ou, de forma canhestra, tenta se associar ao sucesso de Lula.”


12 comentários

  1. Zé do Coco
    domingo, 21 de setembro de 2008 – 10:06 hs

    Com um pequenino adendo, Campana: o índice de popularidade de Lula é exatamente igual do índice de analfabetismo fisiológico já comprovado por levantamentos do IBGE.
    Portanto, uma coisa decorre da outra…

  2. Suzana
    domingo, 21 de setembro de 2008 – 10:12 hs

    Essa popularidade de lula está saindo muito cara para nosso bolso pois ellle sai distribuindo dinheiro e ninguém é louco de rasgar dinheiro ainda. O governo militar(do qual eu sempre fui contra) teve na maioria mais popularidade do que lula, portanto essa popularidade de lula é muito questionada. Agora, Requião está recebendo por todo o mal que ele fez ao Paraná e ao Brasil. O paranaense está despertando, antes tarde do que nunca.

  3. Geraldo
    domingo, 21 de setembro de 2008 – 10:18 hs

    Fábio, anote e me cobre em 2010. O Rei Quião, que é louco mas burro “ainda” não é, vai sair candidato à Dep.Federal em 2010, pq sabe que para Senador há um enorme risco de não se eleger, e ficar sem mandato já viu né..não fará outra coisa a não ser ir para tribunais se defender. E olha que arrisca não se eleger nem para Deputado Federal do jeito que as coisas andam!

  4. Fernando
    domingo, 21 de setembro de 2008 – 10:36 hs

    O Lula acertou quando não se deixou contaminar pelos seus “irmãos” – os aloprados petistas. Já o Requião demostra preferir os seus irmãos aloprados aos paranaenses. E assim vai pro fundo do poço abraçado a eles.

    Não sei até que ponto o governo de coalizão fortalece o PT, o melhor nome que eles conseguiram foi Dilma – uma das poucas representantes do partido no governo. Além de que o voto dos brasileiros é, em sua maioria, personalista e não partidário!

    Acredito que a oposição fez um recuo estratégico, um passo atrás para dois a frente em momento mais oportuno! Até por que não se sabe quem continuará e quem abandonará a coalizão…

  5. Vigilante do Portão
    domingo, 21 de setembro de 2008 – 10:42 hs

    São dois enganadores, a diferença é que um ainda está subindo, o outro já não engana mais ninguém. KKk
    O primeiro, aproveita o bom momento da economia mundial e as reformas promovidas pelo FHC (aliás o PT foi contra todas as iniciativas, inclusive o Plano Real)
    Juntou os diversos vales do governo anterior, renomeou como ” bolsa família” ampliou o programa, coisa possível pois arrecadação melhorou. e surfa na popularidade.
    Vejam o caso das rfecentes descobertas de petróleo, se não fosse o Geisel ter insistido nas perfurações na plataforma marítima e o aporte de capital na venda de ações na bolsa de NY, adicionadas ao processo de abertura, permitindo empresas de fora, prospectarem petróleo no Brasil, estaríamos engatinhando na busca do “ouro Negro”.

  6. JoãoMariaDeAgostinho
    domingo, 21 de setembro de 2008 – 10:54 hs

    Curitiba é o último bunker do tucanato, já falei isso. O companheiro Lula é realmente impressionante.

    Pode-se dizer que o Beto Richa é o Lula de Curitiba, em termos de aprovação. Com as devidas proporções, lógico. Muito mais difícil administrar o Brasil inteiro com a aprovação da grande maioria.

    Fico pensando o que acontece se o Lula resolve tentar 2014… vai ter 69 anos, ainda dá para tentar outro mandato.

  7. Romerito
    domingo, 21 de setembro de 2008 – 12:00 hs

    Exatamente onde ganhou a eleição para governador – aqui na região metropolitana – é onde vai ocorree a pior derrota do REIquião. Com exceção à Almirante Tamandaré, a exeção para confirmar a regra, face a boa administração do prefeito Goinski, nos demais demais municipios, as pesquizas colocam os candidatos do PMDB em desvantagem. Nestas pesquizas, sem exceção, Richa aparece destacado como a liderança que mais transfere votos, até na frente do Lula. REIquião disputa um terceiro lugar altenando-se com Ratinho (junior e o pai) Osmar e Alvaro Dias e até Gustavo Fruet.
    No desespero, como tentou em Ctba ao requentar os fantasmas da Assembléia, usando o COPE criaando imagens para a TV, em Colombo que poderia sim pegar a fantasmona da Beti Pavin a sua candidata do PMDB, esta usando o COPE contra o Prefeito Jota Camargo, na tentativa de reverter as pesquizas. Em Colombo Beto Richa tem indice de 70% de transferencia de votos e apoia Jota Camargo. Melancólico fim do autoritarismo reiquiônico tentando ganhar eleições como na República Velha onde o delegado de policia era o maior cabo eleitoral.

  8. Espinafre
    domingo, 21 de setembro de 2008 – 13:29 hs

    Parece-nos que a situação está didificl para as oposições. No plano federal por mais que procurem algo que quebre essa ascenção do presidente não encontram nada. Aliás, ocorreram denuncias várias sobre corrupção, entretanto o contra-ataque foi feroz, isto é, pipocaram denuncias de ambos os lados e cegou-se à um ponto de equilibrio como todas as coisas tendem. É claro que, para nós cidadãos, tudo devria ser investigado e chegado em conclusões tais que pudessem por um freio em determinadas condutas. É do jogo e esse deve ser jogado. Aqui na terrinha também houve denuncias em vários segmentos da administração sem que se procedessem as investigações necessárias aos seus esclarecimentos. A tropa de choque do governador, bem articulada, derrubava qualquer iniciativa das oposições quer nas buscas de informações quer nas ações propostas. Também é do jogo e que também deve ser jogado. Enfim, enquanto no plano federal o presidente navega em mar de almirante nosso governador não consegue alavancar, em intenções de voto, o seu candidato à prefeito e, por isso, caminha sob céu cinzento, aliás típico de nossa capital. Lula, dessa maneira, não correrá grandes riscos (por fraqueza das oposições) em fazer seu sucessor(a). Requião terá sérias dificuldades para tal a não ser que algo extremamente grave possa acontecer nas hostes adversárias nos sentido de fazr com que seu candidato tenha masi pujança nas próximas eleições. Vamos aguardar, até porque política é muito volátil e põe voltail nisso.

  9. vovo sacudo
    domingo, 21 de setembro de 2008 – 21:27 hs

    eu fico estarrecido que a tucanalha. que venderam tudo, que desviaram milhões, ainda acreditem e tentam fazer acreditar que foi no Desgoverno FHC que as coisas melhoraram.

    Vamos ver se alguém sabe.

    O plano Real foi criado no governo de quem?

    Só fizeram m****. as privatizações foram uma vergonha.. uma roubalheira… estão envolvidos até o pescoço com esse elemento chamado Daniel Dantas.

    A Mídia inteira está ajudando a acobertar essa sacanagem. Estão tentando punir o cara que desmascarou o safado…

    Criem vergonha na cara.
    Esse vigilante de m**** sabe o quê?

  10. Romerito
    domingo, 21 de setembro de 2008 – 22:55 hs

    ESPINAFRE…atente bem para a baboseira que vc disse ao escrever esta frase: “Lula, dessa maneira, não correrá grandes riscos (por fraqueza das oposições) em fazer seu sucessor(a)”
    Um dia, no anonimato vc mesmo vai se “espinafrar” por ter dito isso. O Lula não faz o sucessor, póe isso na tua cabeça. O proximo presidente será um tucano. Leu os jornais de hoje que agora até o genro do Lula esta se abonando no governo. Se aqui o REIquião faliu pelo nepotismo de emprego, da mesma forma o Lula pela corrupção e enrequicimento sem causa (ilicito) de toda a familia.

  11. Fernando
    domingo, 21 de setembro de 2008 – 23:51 hs

    Cade o homem que se diz contra o pedágio,aqui em Mandirituba estãmos ganhando uma praça de lambuja cade a sua força Requião.Estãmos esperando você vir aqui pedir voto para o seu candidato a prefeito para jogar isso na sua cara. E para o seu candidato dia 5 de outubro daremos a respósta:FÒRA..FÒRA..FÒRA..FÒRA……..

  12. Zé do Coco
    segunda-feira, 22 de setembro de 2008 – 8:38 hs

    O Lula ainda tem índices de aprovação porque não mexe no plano Real que foi feito pelo amigo oculto dele, o tal FHC.
    Besteira falar de tucanos e petistas. Nos bastidores fazem como os cachorros quando se encontram nas ruas, um cheira o do outro e saem a mijar nos postes.
    Enquanto isto, os trouxas ficam aqui nestes blogs trocando desaforo.
    Política mesmo só existe em nível regional. Só valem mesmo eleições municipais e estaduais, essas é que reconstroem a Nação, quando se revestem da necessária lisura e sem arranjos de bastidores.
    O Beto chamou a atenção pelo estilo diferente. É independente e, ao invés de sair atrás de costurar alianças com tubarões fora de nosso Estado, ficou aqui. Os figurões é que vieram atrás dele, porque a estrela do Beto está brilhando demais e incomoda os que preferem agir nas sombras.
    Já o PT não esconde mais a que veio. Engana-se com o PT quem quiser.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*