STF absolve Taniguchi | Fábio Campana

STF absolve Taniguchi

O deputado federal Cássio Taniguchi, do DEM, foi inocentado por unanimidade pelo Supremo Tribunal Federal na Ação Penal 430, na qual ele era acusado pelo Ministério Público de frustrar um processo de licitação de merenda escolar num contrato de R$ 13,7 milhões celebrado quando ele era prefeito de Curitiba.

Leia a matéria completa clicando em “Leia Mais”.

“O caso é de absolvição por improcedência da denúncia e falta de provas suficientes para condenação”, disse a relatora do processo, ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha. Ela acrescentou que Taniguchi não conduziu a licitação nem homologou o resultado. O contrato estaria superfaturado em R$ 2,7 milhões. Uma auditoria do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação não encontrou o superfaturamento alegado ao orçar o preço no mercado.

“Observou-se que a média de preços praticados pela Risotolândia ficou abaixo da média de preços apurados pela Semab e Ceasa/Paraná, não caracterizando o superfaturamento na execução dos contratos no que concerne a gêneros alimentícios”, afirmou a ministra.


10 comentários

  1. NOBRE
    sexta-feira, 8 de agosto de 2008 – 15:32 hs

    Infelizmente nesse País, só ladrão de galinha que é condenado!

  2. Kino
    sexta-feira, 8 de agosto de 2008 – 15:52 hs

    Esse foi o melhor prefeito que essa cidade já teve.

  3. olavo
    sexta-feira, 8 de agosto de 2008 – 16:04 hs

    o melhor prefeito eu não digo que foi, mas lembro que foi uma época boa pra curitiba. a população aumentou demais mas a cidade não piorou muito, e varios dos programas hoje do beto richa são herança da era do taniguchi.

  4. Alice K.
    sexta-feira, 8 de agosto de 2008 – 16:13 hs

    Risotolândia! Ao menos é melhor do que onde vivemos hoje, a Requiolândia!

  5. jango
    sexta-feira, 8 de agosto de 2008 – 16:57 hs

    A absolvição por unanimidade da Suprema Corte é quase um atestado de idoneidade às avessas ao ex-prefeito Tanigushi, pois a denúncia foi improcedente, não só por falta de provas do delito e como também por não ter uma auditoria constatado o alegado superfaturamento. O Parquet nessa ação errou feio.

  6. Mano da Vila
    sexta-feira, 8 de agosto de 2008 – 17:06 hs

    Cadê o metrô do Taniguchi?

  7. Alice K.
    sexta-feira, 8 de agosto de 2008 – 17:13 hs

    Boa pergunta Mano da Vila! Se a gente tivesse elegido o Vanhoni provavelmente neste momento estaríamos andando de metrô e não comentando num blog! Porque tudo que nossa vida precisa é de metrô, e mais nada.

    Era só ter votado no Vanhoni que a gente nem ia precisar mais de carro. Que burrice a nossa!

    Metrô de Curitiba pra prefeito! Vai fazer mais votos que Moreira!

  8. Lindsley
    sexta-feira, 8 de agosto de 2008 – 22:38 hs

    E as Almondegas do Maurício requião na época da Fundepar? Vão culpar o Pastor Elias abraão que já morreu?

  9. Lucas Pelizaro
    sábado, 9 de agosto de 2008 – 3:20 hs

    não, nem vou ler sobre isso

  10. Lucas Pelizaro
    sábado, 9 de agosto de 2008 – 3:21 hs

    “almôndegas de maurício”. HAHAHAHAHAHAHA

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*