Querem o nosso litoral | Fábio Campana

Querem o nosso litoral

As reservas de petróleo do mar paranaense, e isso inclui as grandes jazidas da camada pré-sal, podem diminuir ou até mesmo sumir do nosso litoral. Não se trata de uma mudança geológica ou um passe de mágica, mas de questões político-econômicas. Está em discussão nas assembléias legislativas de São Paulo e de Santa Catarina uma mudança nos limites marítimos dos estados. Frente a essa ameaça, que pode afetar os repasses de royalties do petróleo para o Paraná, os deputados da Assembléia Legislativa estudam a criação de uma comissão para defender os direitos do estado sobre o chamado “ouro negro”. O autor da proposta, o deputado Caito Quintana, diz que os limites marítimos do Paraná nunca foram bem estabelecidos. Ouça a entrevista a Guilherme Grandi, da Band News FM

Atualmente, o Paraná recebe, em média, 5 milhões de reais por ano em extração na plataforma, mas a área em litígio possui um rico potencial em gás natural. As linhas que delimitam o litoral paranaense são chamadas de “geodésicas”, e como o nosso estado possui um formato côncavo, elas acabam se afunilando e se espremendo entre a porção marítima de São Paulo e Santa Catarina. É coisa para prestar atenção!


6 comentários

  1. Osiris Duarte
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 8:54 hs

    E os nossos ilustres deputados ?
    Além de bajularem o Requião, estão fazendo o que mais ?

  2. ronaldo
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 11:26 hs

    Do jeito que está o nosso litoral e sem esperança nenhuma, pagando bem que mal tem !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  3. Jose Carlos
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 12:07 hs

    Quem sabe se anexassem as terras do nosso litoral a Santa Catarina ou a São Paulo, as cidades litorâneas seriam mais bem tratadas. Desde João Elísio nada, nada foi realizado nas praias do Paraná. Os prefeitos fartam-se com os impostos cobrados dos proprietários e lixam-se para os mesmos, que só aparecem na temporada e nada cobram das prefeituras. Mello e Silva prefere o litoral catarinense, onde vai gastar seu dinheiro aumentando a arrecadação estadual. Alvaro Peruca Dias e Mello e Silva foram os maiores promotores do turismo catarinense, duplicando com dinheiro dos contribuintes do Paraná a BR-376, uma ligação que só interessa aos catarinenses, pois facilitou a vida de paulistas e outros às belíssimas praias da província barriga-verde…

  4. jango
    quinta-feira, 28 de agosto de 2008 – 15:56 hs

    É isto: estão prestando atenção no litoral, não por causa da gente de carne e osso e famílias para sustentarem ou na falta de investimento e planejamento da ocupação do litoral. Não. Estão voltando a olhar para o litoral por causa de dinheiro que pode entrar no caixa do governo. O nosso litoral só não é mais deficitário por falta de espaço. Falar na falta de administradores públicos então nem precisa. Do jeito que a coisa vai logo será a nossa “Baixada Paranaense”, como a Baixada Fluminense onde todos já sabem o que lá está encravado de criminalidade e falta de infraestrutura para o desgosto da população honesta que lá sobrevive.

  5. LUIZ ALBERTO DE CASTRO
    terça-feira, 8 de setembro de 2009 – 14:17 hs

    Eu gosto muito do nosso litoral. Deviam (as autoridades competentes) dispensar mais ateção para as cidades e balneários do litoral paranaense!

  6. domingo, 6 de março de 2011 – 17:34 hs

    OLA eu sou a lucia souza dos santos gostaria de conhecer o Parana mas nao tenho condicoes,ah se alguem me desse uma passagem de ida e de volta ficaria muito feliz,nunca iria esquecer esta pessoa,ela iria ser como o a luz do sol que me ilumina todos os dias,como aluz da lua, e como as estrelas,esta pessoa estaria todos os dias fazendo parte de minha vida,eu iria sentir o seu carinho dentro do meu coracao….por aqui finalizo.thal…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*