Não ofende, não ofende | Fábio Campana

Não ofende, não ofende

Por que desapareceu da relação dos decretos do Governo do Estado o que nomeia o mano Eduardo Requião Secretário Especial para Assuntos Portuários?

O decreto de nomeação é o 3308/2008 de 25 de agosto de 2008.


9 comentários

  1. jango
    sexta-feira, 29 de agosto de 2008 – 17:12 hs

    Ofende, sim. Ofende a lei de improbidade administrativa (Lei federal 8429/92) que prescreve:

    Seção III
    Dos Atos de Improbidade Administrativa que Atentam Contra os Princípios da Administração Pública

    Art. 11. Constitui ato de improbidade administrativa que atenta contra os princípios da administração pública qualquer ação ou omissão que viole os deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade, e lealdade às instituições, e notadamente:

    I – praticar ato visando fim proibido em lei ou regulamento ou diverso daquele previsto, na regra de competência;
    …………

    IV – negar publicidade aos atos oficiais;
    ……

    Mais explicito impossível.

  2. O Povo
    sexta-feira, 29 de agosto de 2008 – 18:31 hs

    “Viva o Odorico Paraguaçú do Paraná”!
    Viva a Reiquiolândia!
    Viva a Família Honesta Requião Melo e Silva!
    Viva a Legalização do Nepotismo!
    Viva os Corruptos!

  3. Ary Kara
    sexta-feira, 29 de agosto de 2008 – 21:17 hs

    Até o Diário ele tirou do ar, nem assim calaremos!!!

    3308 25/08/2008 Nomeação de Educardo Requião de Mello e Silva, para o cargo de Secretário Especial para Assuntos Portuários, Secretaria de Estado dos Transportes-SETR

    3306 25/08/2008 Altera dispositivos do Decreto nº 3.928, de 29 de novembro de 2004, alterado pelo Decreto nº 1.443, de 12 de setembro de 2007, que regulamenta a Lei nº 14.431, de 16 de junho de 2004, instituidora do Fundo de Aval Garantidor da Agricultura Familiar do Estado do Paraná, e dá outras providências.

    3305 25/08/2008 Nomeação de Newton Tadeu Rocha, para o cargo de Diretor da Escola de Polícia Civil, Secretaria de Estado da Segurança Pública-SESP.

    3304 25/08/2008 Exoneração de Cláudio Fernando da Cunha Telles, do cargo de Diretor da Escola de Polícia Civil, Secretaria de Estado da Segurança Pública-SESP

  4. Teodoro
    sexta-feira, 29 de agosto de 2008 – 23:01 hs

    Mais uma vergonha da Reiquiolândia!
    Vai ter que se explicar na Justiça, e não adianta chorar!

  5. gilmar
    sexta-feira, 29 de agosto de 2008 – 23:34 hs

    se sumiu é culpa da imprensa canalha

  6. Henrique
    sexta-feira, 29 de agosto de 2008 – 23:46 hs

    Que vergonha sr. governador… Alguém precisa fazer alguma coisa.Este homem não pode continuar representando um povo com vergonha na cara, como é o povo paranaense.

  7. Ary Kara
    sábado, 30 de agosto de 2008 – 9:17 hs

    Opsss!! cade o Decreto 3307??? No minimo esta reservado para algum Nepote!!!

  8. Zé do Coco
    sábado, 30 de agosto de 2008 – 10:07 hs

    Nos tempos antigos, existia um ditado: quando os deuses queriam castigar os homens para valer, só davam um jeitinho de torná-los loucos…

  9. Bolivariano
    sábado, 30 de agosto de 2008 – 13:50 hs

    Pessoal que gosta do REIquião, vejam no YOUTBE, o filme que mostra o apartamento da FAMILIA REQUIÃO, e que a Sila Schulmann não apresentou na campanha passada porque o advogado ALPENDRE trabalhou bem ao amendrontá-la de que poderia responder por ação de indenização.Pois bem, como premio deste trabalho de impedir a veiculação do filme no horário eleitoral o ALPENDRE, de advogado do OSMAR DIAS, passou a ser mais dos asseclar do REIquião.
    Vejam o filme e qualquer neófito em campanha eleitoral como a passada, as imagens do nababesco apto naquele luxuoso condominio de Maimi, teria virado a eleição. O REIquião fez o que sempre faz, jogou sujo e só mesmo o banana do OSMAR DIAS, que mandou o seu advogado o JOÃO GRASSI, para filmar o apto e trazer a documentação, se deixou enrolar pela Cila que não exibuiu o filme no horário eleitoral, ao passo que via todas as noites a cenas da sua fazenda ….Eleição tambem se perde por incompetência e o grande responsavel pela derrota do Osmar, não foi outro senão ele mesmo. Explorando a lenga-lenga entre os irmãos Alvaro e Osmar, REIquião foi levando o Osmar na conversa de que o apoiaria para o governo. Osmar caiu no conto do Canguiri e quando se apercebeu o PFL (DEM) acertou com o Rubens Bueno e os tucanos sem pai e mãe se dividiram, entre ficar contra e aderir ao REI. Luciano Duci e Hermas Brandão bandearam-se para o REIquianismo e o OSMAR, na ultima hora sem mais desculpas como aquela de que as pernas não aguentariam a correira de uma campanha, teve que sair candidato. Os malandros do PP enfiaram goela a baixo do Osmar aquele candidato a vice, o tal Donini que tinha uma senhora fixa suja. Ainda teve tempo de substituir o vice quando estouraram as denuncias,mas a incompetencia do OSMAR, mais uma vez ficou clara. não chiou depois da magra vitória do REIquião, porque ele mesmo viu que foi o culpado e único responsável pela derrota.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*