Justiça confirma: governo deve explicar cartões corporativos | Fábio Campana

Justiça confirma: governo deve explicar cartões corporativos

Os desembargadores da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça, por unanimidade de votos, concederam na última segunda-feira o mandado segurança impetrado pelo deputado Valdir Rossoni (foto), do PSDB, para obter informações do governo sobre gastos com cartão corporativo. A decisão dos desembargadores ratifica a liminar concedida pelo desembargador Rosene Arão de Cristo Pereira em abril passado.

Para Rossoni, o Tribunal consolidou a decisão anterior, que apenas restabeleceu no Paraná o princípio elementar de que qualquer cidadão tem o direito de receber informações sobre como se gasta o dinheiro público. “E ao invés de acatar a decisão, o governador Requião tentou criar um conflito com o Legislativo e também com o judiciário, além de tornar o desembargador Rosene alvo de agressões”, lembrou.

Para Rossoni, ficou comprovada a resistência do governo a prestar informações e a ser submetido a qualquer espécie de fiscalização. Para ler a notícia inteira, clique em Leia Mais.

Um novo requerimento administrativo será encaminhado solicitando informações complementares para, afinal, possibilitar a análise da utilização dos cartões corporativos pelo Executivo. “Agora o governo não tem mais desculpas para se opor a prestar novos esclarecimentos, conforme sugere o parecer do Tribunal de Contas “

Das 111 caixas contendo 240 mil folhas recebidas pela Oposição, 92 caixas tratam de órgãos que não foram questionados no requerimento, portanto, serão devolvidos , de acordo com Rossoni. “Quem vai pagar a conta do desperdício de papel e gastos com fotocópias é o governo do Estado e isso é um desrespeito ao contribuinte” concluiu.


2 comentários

  1. Rafael
    quinta-feira, 14 de agosto de 2008 – 10:03 hs

    Excelente. Assim poderemos confirmar de fato (ou não) que o gasto com os cartões corporativos ferem o princípio da eficiência da administração pública.
    Agora nos resta saber como o “Rei”quião se comportará nos próximos capítulos desta novela.

    Um abraço !

  2. Piriris & Pororós
    quinta-feira, 14 de agosto de 2008 – 11:39 hs

    Cartão Corporativo? Aquela instituição que virou brincadeira com direito à farra financeira, como aconteceu na Capital da República, inclusive com queda de ministros?
    Oh, Dor!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*