"Eu não pinto o cabelo", garante Alvaro Dias | Fábio Campana

“Eu não pinto o cabelo”, garante Alvaro Dias

Deu no Conexão Brasília

O senador Alvaro Dias, do PSDB não gostou do que disse Rita Lee, durante o show em Curitiba, no último final de semana. A roqueira demonstrou indignação com um projeto do paranaense que regulamenta a atividade circense e permite o uso de animais.

Dias soube, por amigos, das críticas. No palco, Rita teria se referido a ele como “aquele senador que pinta o cabelo e as sobrancelhas”.

Alvaro disse que não foi ele quem colocou animais no circo e que seu texto protege os bichos. E defendeu-se do ataque às madeixas. “Eu não pinto o cabelo. Muito menos as sobrancelhas. É genético, meu pai também demorou muito para ficar grisalho.”

Detalhe relevante: Alvaro tem 62 anos.


26 comentários

  1. Osiris Duarte
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 14:15 hs

    PÔ CAMPANA …
    ESTÁ FALTANDO ASSUNTO PARA POR NO BLOG É … ???

    QUE TAL COLOCAR O HORÓSCOPO … ???

  2. Franco
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 14:21 hs

    Não pinta o cabelo porque a “protese capilar” já vem com aquela cor original de fábrica…

    vaidade e medo da velhice…

  3. Jucachaves
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 14:27 hs

    É nada Campana, o assunto é ótimo. Não pelas madeixas do senador, que todos sabem que são tão naturais quanto as asas da graúna. Mas, realmente não sabia da regulamentação da lei dos animais de circo. Se for verdade, acho que o senador está dando um passo bem pra trás, e ficará mal não só com os professores, mas também com os protetores de animais. Países desenvolvidos não só proibem animais em circos como já estão proibindo o uso deles em pesquisas científicas. Ademais, já temos animais amestrados suficientes na política brasileira pra nos distrairmos.

  4. Jose Carlos
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 14:31 hs

    São os políticos jecas da roça paranaense em ação: sem assunto importante digno de menção, com uma atuação parlamentar anônima, este senador está mais preocupado em responder à Rita Lee, que ofendeu sua vaidade, do que com os problemas da província… Diria Paulo Francis: uauuuu….

  5. O Povo
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 14:32 hs

    Se pinta ou não o cabelo isso é reelevante!
    O que interessa a população, é o que o político faz em benefício de nossa gente, se geneticamente o Senador Álvaro disse ter herdado do pai os cabelos negros, o Senador Osmar deu azar e herdou da mãe os cabelos brancos e a calvice? Brincadeiras a parte, o Senador Álvaro até o presente momento tem bem representado o Estado do Paraná no Senado da República, agora a cantora Rita Lee, não é a pessoa mais qualificada e sóbria, para fazer qualquer comentário sobre alguém, além de pintar o cabelo dela de uma cor”vermelho vina”, fuma e cheira muita coisa ilícita, debilitando sua saúde e não dando bons exemplos ao público mais jovem. A sexagenária Roqueira, tem que controlar sua parte de cérebro ainda não afetada! E cabe ao Senador Álvaro continuar trabalhando e lutando pelas causas do Povo e Estado do Paraná!

  6. ronaldo
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 15:03 hs

    O que está acontecendo com esse blog ? entrou de quarentena ? que temos haver com cabelo, sobrancelha, bigode, barba, unhas das mãos e dos pés desse cidadão ?

  7. Leone
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 15:08 hs

    Povo, a Rita Lee contribuiu muito mais com a sociedade brasileira do que o ridículo senador provinciano. Ela pode até ter usado ou ainda usar substâncias ilíticas (na sua concepção), mas fez isso sem prejudicar ninguém, ao contrário do senador, que se usa ou não substâncias, foi muito ilícito quando açoitou cavalos em professores que exerciam seu pleno direito de greve. Ilícito por ilícito, eu preferio a Rita Lee. O Álvaro será lembrado eternamente pelos cavalos nos professores, já a Rita Lee, pelo brilhantismo cultural. E você, povo, é quem deve aplicar a tinta nos cabelos perucosos do senador, e ganhar muito bem pra isso.

  8. O Povo
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 15:29 hs

    Leone, jogada de Marketing, seu nome já diz tudo, você é a extensão capilar dos desprovidos de cabelos, vulgos aeroportos de mosquitos, não me inclua na sua laia e vá se divertir com sua diva “cultural” ilícita!

  9. Bobó
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 15:43 hs

    Leone, desde quando utilizar substãncia ilícita não faz mal à ninguém?

    Já parou para olhar os traficantes?

    Pois é, eles matam pessoas pq existem seres que compram seus produtos….

  10. Samuel
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 15:59 hs

    Pois seu BOBO. O governo deveria ser mais inteligente e legalizar o consumo de outros ilicitos, já que alcool e cigarros que matam mais que tráfico e dão prejuízos enormes à saúde pública e são livrinhos para inclusive menores comprarem. Outra coisa BOBO, só pra te tirar da ignorância, 90% do consumo de de drogas não liberadas acontecem nos fins de semana. Então, são os consumidores esporádicos que sustentam o tráfico, e não os dependentes. Se fosse legalizado e controlado a venda, os 90% poderiam comprar em locais autorizados e não teríamos os prejuízos sociais que temos hoje. Sei que usar qualquer coisa ilícita sustenta o tráfico, por isso não uso, mas não sou hipócrita como você que deve beber e fumar e fica dando sermão falando mal das drogas. Acorda pra vida seu careta BOBO. Ops BOBÓ de camarão.

  11. PESSOA
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 15:59 hs

    Isso é uma B…….!

  12. Romerito
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 16:03 hs

    POVO, deixe esta ameba que deve ter um terrivel complexo de inferioridade para usar o apelido de LEONE. Só mesmo uma mente farpa como esta que defende o uso de drogas, para desconehcer que o nosso Senador Alvaro Dias, pinte ou não os cabelos, é hoje, ao lado do Gustavo Fruet , uma das figuras paranaense de maior projeção em Brasilia, depois do velho Nei Braga. Algo me diz que este LEONE ( ou seria ela?) se socorre daquele incidente policial com os professores para atacar o senador. Olha Leone, muitos daqueles professores, tidos como pseudas vitimas das patas do cavalos , são os atuais petistas que esfolam as verbas publicas …que roubaram a nossa esperança de ética e decencia na politica.

  13. Adão
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 16:06 hs

    ele é mais novo ou mais velho que o osmar? Afinal este já tá precisando pintar o cabelo. Será que não são filhos do mesmo pai???

  14. Alice K.
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 16:23 hs

    Ah, se eu já era fã da Rita Lee… agora sou fanática.

  15. Osiris Duarte
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 16:25 hs

    EU NÃO QUIS POLEMIZAR.
    FALAR DO SENADOR ÁLVARO DIAS E DE SUA ATIVIDADE NO SENADO É UMA COISA, MAS FALAR SE O PESSOA DO SENADOR PINTA OU NÃO PINTA O CABELO, É PURA PERDA DE TEMPO.

  16. Trocatroca
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 16:40 hs

    Alice, concordo com você. O Álvaro deveria trocar a peruca, essa cor não orna com as rugas do moço e pés de galinha. Tá meio “passadinha” pra idade, né? Troca a peruca Álvaro, o PR não mereçe um senador que destoa na cor do perucão.

  17. Marcos Valério
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 16:54 hs

    O Senador Álvaro Dias é que está certo. Com o dinheiro que ele ganha tem mais é que fazer implante, retocar a sobrancelha e principalmente colocar botox. Afinal de contas, cada dia que passa ele está mais parecido com o Fábio Júnior.

  18. Salvatore
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 17:24 hs

    O irmão Osmar então não puxou pela mesma genética, né? Serve para o cabelo e não para a barba?!
    .-.-.-.-
    MAS TUDO ISSO É BOBAGEM.
    A Rita quis fazer chacota. Aliás, artista entende bem disso.
    Porque ela não defendeu a tese com argumentação à altura?
    Deve ser doente do pé.
    O senador Álvaro Dias como representante do Paraná em Brasília é o que interessa. E tem cumprido a sua missão com respeito ao eleitor e dignidade.

  19. clodoaldo
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 18:24 hs

    Enquanto a Dona Rita Lee estava no “escurinho do cinema” chupando drops de aniz, o Alvaro Dias estava junto com Beto Richa de guerra libertando o Paraná da mão dos representantes civis dos milicos.
    Não sou eleitor dele, mas tenho um pouco de noção e referência histórica.
    Quanto a Rita Lee, gosto das partes das músicas dela em que ela não canta.
    Rebeldinha burguesa; mais pra malhação da globo.

  20. clodoaldo
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 18:25 hs

    PS: José Richa

  21. Botox
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 18:44 hs

    Enquanto a Rita lee tava no escurinho do cinema, o Álvaro Dias tava no Palácio Iguaçu soltando as éguas e cavalos nos professores. Tá lembrado Clodoaldo?

  22. Zé do Coco
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 19:06 hs

    Não dou um figo podre pela opinião dessa senhora. Assim como nunca dispendi um mísero tostão para assistir a shows dela ou comprar seus discos.
    A coisa toda sobre a atividade circense, de que ela denota entender bastante, ainda está no gabinete do Senador Álvaro Dias para estudo e desenvolvimento. Eu sei, como muitos aqui sabem, que a intenção de Sua Excia. é REGULAMENTAR a atividade circense, para impedir uma série de absurdos não só contra os animais, mas até mesmo artistas que são muitas vezes submetidos a humilhações, sem registro em carteira, sem direito a aposentadoria etc.
    Quem há de negar que a presença de animais torna mais brilhante o maior espetáculo que é o circo?
    Faz parte do projeto do Senador o cuidado com esses animais, prevendo punições severas para quem abandoná-los nas ruas e estradas, como tem acontecido.
    E sobre o abandono dos animais, o que essa senhora cantora tem a dizer? Nenhuma palavra.
    Ela nem se deu o trabalho de solicitar do Senador uma cópia do projeto para tomar conhecimento. O negócio dela é fazer circo, fazer barulho. Aliás, com aqueles reco-recos dela, o que mais sabe fazer é barulho.
    Deixem eu acrescentar outro dado: naquele congresso, já aconteceu de vários projetos do Senador Álvaro Dias serem roubados e convertidos em medida provisória. Algumas leis surgiram pelas mãos de gente desse (des)governo do eneadáctilo e cujo projeto original havia sido elaborado por Álvaro Dias. Eles não pirateiam apenas nacos do orçamento federal para suas mordomias e roubalheiras, roubam idéias também, porque nenhuma têm que possa ser exequível.
    Por que aquela senhora não pediu a um de seus fãs petralhas para roubar uma cópia do projeto e tomar conhecimento antes de vir ao Paraná falar besteiras?

  23. Alekine
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 19:37 hs

    Os cabelos do Álvaro Dias possuem a mesma naturalidade que uma carta do Pero Vaz de Caminha digitada.

  24. Andrei
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 21:09 hs

    É verdade… o Alvaro não pinta o cabelo, não planta cabelo, adora os professores, e é um dos políticos mais honestos e éticos do Brasil.

    A Rita Lee não contribuiu em nada para a cultura brasileira, só fala bobagen (por exemplo, defende leis que protegem os animais) é realmente um “câncer” na musica brasileira.

    ah, o Democratas é realmente um partido de políticos democráticos, o Maluf nunca abriu conta nenhuma fora do país, o Beto é o melhor prefeito do Brasil…

    Ps.: o Paraná Clube volta pra primeira divisão…

  25. Rolando Lero
    quarta-feira, 27 de agosto de 2008 – 21:14 hs

    Sou obrigado a concordar com o Zé do Coco.
    A Rita quer é fazer circo, ganhar destaque costurando futricas…
    Subscrevo as palavras do comentário do Zé.
    A dona Lee que vá falar bobagem em outra freguesia. Aqui na cidade queremos discutir teses e temas que façam desta, uma metrópole melhor, mais justa, mais humana.
    E o senador Álvaro nunca fugiu do riscado aqui ou lá no congresso em prol do Paraná.

  26. Márcia de Alencar
    quinta-feira, 16 de julho de 2009 – 13:32 hs

    Honestamente, é melhor os animais no circo do que nas panelas!Se alguém quer mesmo proteger os animais porque não proteger todos?Parem de produzir vaquinhas,porquinhos,galinhas e outros bichos para o consumo próprio.
    É só estabelecer salário, plano de saúde veterinário e aposentadoria para os bichos,afinal eles estão trabalhando!

Um Trackback

  1. Por: PICTURAPixel - Bloco de Notas » “Teoria do cabelo pintado”, quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 – 12:06 hs

    […] “Eu não pinto o cabelo”, garante Alvaro Dias […]

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*