A diferença entre governo federal e municípios | Fábio Campana

A diferença entre governo federal e municípios

Gleisi Hoffmann terá que explicar para os eleitores a diferença entre governo federal e municipal. A resposta de Dilma está no projeto político. “Se o projeto do PT fosse igual ao dos outros partidos, não precisaríamos fazer o PAC, porque não seria necessário”.

Essa resposta não é tão clara para os eleitores. Mesmo com uma boa aprovação do governo federal, as candidaturas municipais do PT no Paraná ainda não emplacaram, pelo que mostram as pesquisas. Para o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, é cedo para confiar nas pesquisas, pois o quadro ainda não está consolidado no interior. “É preciso mostrar as diferenças de projetos e tentar evitar que as pessoas façam confusão”.

Fotos: Blog Fábio Campana


6 comentários

  1. jango
    sexta-feira, 15 de agosto de 2008 – 22:22 hs

    Na verdade muita coisa deste PAC é cópia do que existia antes, talvez alguma coisa até piorada. O que eles querem dizer mas não dizem, é que eles querem que você – amigo/a blogueiro/a – fique a pensar que são eles próprios os pais, as mães, as tias, os tios, etc destes projetos todos. Enfim, eles inventaram o Brasil, o PAC e tudo mais sem eles – os próprios – não existiria. Querem que você os agradeça para sempre e vote neles para que continuem a jogar este jogo manjado. É com você ir na conversa ou não. Depois eles fazem o que querem, porque na verdade, você não sabe bem o que eles fazem, mas deve, para seu governo, saber o que eles querem.

  2. Jofrey
    sexta-feira, 15 de agosto de 2008 – 23:04 hs

    Orra Meu! O que essa Dilma sabe de Curitiba?

  3. Jofrey
    sexta-feira, 15 de agosto de 2008 – 23:09 hs

    E A TORCIDA GRITAVA:

    EI,
    DILMA,
    VAI ….

  4. Vigilante do Portão
    sábado, 16 de agosto de 2008 – 9:33 hs

    Essa turma, Dilma e Bernardo, não trabalham na sexta-feira?
    E o salário vem completo no final do mês?
    Experimente você, caro leitor, faltar ao trabalho. Verá seu salário encolher, descontados o dia e domingo.
    Nada impede o Paulo Bernardo ajudar na campanha da esposa, mas peça licença do ministério. Receber sem trabalhar é coisa de malandro.

  5. janja
    sábado, 16 de agosto de 2008 – 10:57 hs

    Cadê a camarada Rosangêla Silva, lá de São Bernardo do Campo, que mudou-se para o Paraná para obter um carguinho na Itaipu?

  6. O Povo
    sábado, 16 de agosto de 2008 – 11:06 hs

    Se gritar pega ladrão!
    Não fica um meu irmão!
    Mesma conversa mole Petista, para boi dormir!
    Aliás se olhar muito para cara da Dilma, daí é que não dá para dormir, o “canhão” do PT!
    Graças a Deus Curitiba está vacinada contra essa praga desastrosa!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*