Será o Benedito? Será o Airton? | Fábio Campana

Será o Benedito? Será o Airton?

Por que os ginetes de Requião – Luís Mussi, Cesar Setti e Eviton Machado – foram escrachados pela Agência Oficial de Notícias e pela Escolinha de governo como grandes beneficiários da gastança com propaganda desde a era Lerner até os dias de hoje, da era Requião?

Por que fizeram a atualização monetária justo no faturamento dos três? Por que não deduziram ao menos o retorno na atualização? Afinal, de cada cem quarenta é coisa que não é de somenos.

Há ciume palaciano contra os moços que cavalgam ao lado do Requião no Canguiri?


3 comentários

  1. Airton Pires
    quarta-feira, 23 de julho de 2008 – 12:18 hs

    No site do governo o Mussi faturou 21 milhões, o Setti 3 milhões e o Machado 10 milhões. Tirando os 40% de retorno Mussi ficou com 13 milhões, Setti com 1.8 milhão e Machado 6 milhões. Descontando o imposto e a carga tributária da pra sentir que são uns mané. Só Mané? Nãoooo. Olha o tratamento: Nossos queridos, amados, geniais e admirados Manés!

  2. antonio ribas
    quarta-feira, 23 de julho de 2008 – 12:35 hs

    ELEMENTAR MEU CARO WATSON-fim de
    orgia, a quadrilha está brigando entre seus
    membros mais ativos.Ora, ora………..fim de
    governo……….fora requião e asseclas!!!!!!!!!

  3. Lucas Pelizaro
    quarta-feira, 23 de julho de 2008 – 15:51 hs

    O difícil no caso dos “comunicadores” do Requião é distinguir o cavaleiro das cavalgaduras

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*