Requião não aceita ser citado por Oficial de Justiça | Fábio Campana

Requião não aceita ser citado por Oficial de Justiça

O Oficial de Justiça José Sozzi teve que percorrer um árduo caminho para tentar chegar até o governador Requião para entregar mandados de desapropriação. Não conseguiu.

José conta que esteve no Palácio das Araucárias no dia 21 de julho, às 9h30 e que foi encaminhado à assessora do governador. O advogado de Requião, Leônidas Ferreira Chaves Filho, disse que “o Governador não recebe os Oficiais de Justiça”, segundo palavras do próprio José. Leônidas sugeriu que José deixasse as cópias e passasse pegá-las mais tarde com a assinatura do governador.

Requião se recusou a assinar os documentos dizendo que não tinha nada a ver com isso, que isso era assunto da Secretaria de Segurança.

A segunda tentativa do Oficial de Justiça foi no dia 22, durante a Escola de Governo. José reclama que não pode nem chegar perto do governador “pois o mesmo é totalmente blindado por seus seguranças”.

Confira abaixo a odisséia de José Sozzi nos corredores do Palácio das Araucárias. E mais: a bronca que José levou do juiz Rodrigo Domingos por não ter entregado os documentos.


6 comentários

  1. Jose Carlos
    quarta-feira, 23 de julho de 2008 – 18:52 hs

    Como todos os tiranos e déspostas, Mello e Silva considera-se acima da lei e dos outros, uma categoria especial de pessoa. Ele próprio bate no peito e diz “eu sou o governador do Paraná”, como se isso fosse um mantra, como quem diz xazam e transforma-se num ser sobrehumano e intocável. É o único governador que precisa andar cheio de guarda-costas em lugares públicos, apavorado com a idéia de ser agredido ou xingado e humilhado. É um homem profundamente pusilânime e arrogante. Bom, os bichos comerão igualmente governadores e sers comuns…

  2. O Bocudo
    quarta-feira, 23 de julho de 2008 – 18:52 hs

    Eh esse o nosso Governador!
    A nossa vergonha!

  3. Lindsley
    quarta-feira, 23 de julho de 2008 – 21:06 hs

    Ele é o Reiquião, não é?
    Quem pensa que é Napoleão pode-se esperar tudo de um homem desse.

  4. João
    quarta-feira, 23 de julho de 2008 – 22:33 hs

    Calma, gente. Todo Napoleão tem sua waterloo.

  5. Marcos
    quarta-feira, 23 de julho de 2008 – 23:25 hs

    Um pobre coitado é intimado via Edital, quando não localizado ou diante recusa. Por que não se faz o mesmo com esse ser que pensa que é gente?

  6. Jorge
    quinta-feira, 24 de julho de 2008 – 8:58 hs

    Todo mundo já sabe que Requião sempre tratou os Oficias de Justiça assim.
    Agora, o juiz, diante do bem relato ocorrido na certidão, não poderia ter mandado o Oficial retornar. Requião teria que ser considerado citado!!! Mas faltou ao juiz, sempre com o devido respeito, coragem!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*