PMDB rasga protocolo e se abraça com inimigos | Fábio Campana

PMDB rasga protocolo e se abraça com inimigos


O PMDB tentou, prometeu, bateu o pé, fez ar de vestal que não se mistura com corruptos e com neoliberais. Na prática, não conseguiu impedir que a sigla se juntasse aos inimigos no interior do Estado para disputar as eleições de outubro.

Lembram do protocolo de pureza ideológica do PMDB? Aquele em que a direção do PMDB de Requião só admitia alianças com o PT, PV e PCdoB?

O protocolo dançou, lamenta João Arruda (foto ao lado de Requião), secretário geral do partido e sobrinho do homem .O PMDB fez coligações com o PDT de Osmar Dias em 40 municípios, com o PSDB de Beto Richa em 38 municípios, com o DEM de Abelardo Lupion em 26 municípios e em outros 23 está juntado com o PPS de Rubens Bueno.

Em 66 municípios, o aliado é o PT. As coligações com os petistas representam 15% do total. Os números foram informados pelo secretário-geral do PMDB do Paraná, João Arruda, que ontem, 18, divulgou o balanço final das composições que o partido fez para concorrer às eleições de 5 de outubro. O levantamento mostrou que o PMDB tem candidatos próprios a prefeito em 248 municípios (62,16%).

Chapa pura? Só em 96 municípios, ou 24%. Em 152 cidades, 38%, o PMDB registrou candidatos a prefeito e candidatos a vice-prefeito foram indicados por outras siglas. Para saber mais, clique no


Em 82 municípios, os peemedebistas indicaram o candidato a vice em chapas encabeçadas por outros partidos. Em 67 cidades, o PMDB apóia chapas completas de outros partidos e não participa da eleição majoritária diretamente. Somente disputa a eleição para as câmaras municipais.

Em apenas dois municípios, Cruz Machado e Mirador, os peemedebistas estão completamente à parte na disputa majoritária. Nas duas cidades, o PMDB não apóia candidatos a prefeito e vice-prefeito e lançaram somente chapa de vereadores.


5 comentários

  1. Caramba
    sábado, 19 de julho de 2008 – 13:04 hs

    Em Carambeí eles aliaram-se com a chapa pura do PSDB. Nem vice deram por lá.
    Quem entra no site do PMDB vê que eles tinham uma candidata própria – Patrícia e depois de visitar o João Arruda, queimou-se como rojão.
    Não deu pra largada.

  2. marcelo
    sábado, 19 de julho de 2008 – 17:12 hs

    Com o Requião mandando no PMDB e o sobrinho dele querendo fazer acertos vocês acharam que o protocolo assinado valia alguma coisa? Nada que o Requião diz ele cumpre, aliás só cumpre para beneficiar os parentes. Ele colocou o irmão, que é professor da Rede Pública e ganhava pouco mais de dois mil e 500 reais no Tribunal de Contas. Não tenho nada contra os mestres, mas nem como professor o Mauricio dava certo.

  3. outubro de 2010
    sábado, 19 de julho de 2008 – 18:05 hs

    E ainda desaforou todo o TC dizendo que o hermano será o “âncora da ética”naquela instituição. Será que esse pessoal não tem amor próprio?

  4. Mano da Vila
    sábado, 19 de julho de 2008 – 18:50 hs

    Esse Requianismo já superou há tempos aquele Lernismo em negociata, nepotismo, incompetência e safadeza. No PMDB véio de guerra não há limites para a insanidade, quando se fala em extensão do poder. Inimigo num lugar parceiro em outro, quem pode confiar em ideologia política desta caterva? Como dizia Marlon Brando em O Poderoso Chefão: ” Isto é somente um negócio! “

  5. sábado, 19 de julho de 2008 – 19:16 hs

    Como podemos observar política e prostíbulo tem tudo a ver, é uma zona total.
    Não lamento pelo PMDB que é mais liso de que sabão molhado em chuveiro do exército na hora do banho geral,lamento pelos demais “partidos” se assim pode-se chamar, quero que todos aqueles que lêem este Blog guardem estas siglas para que em 2010 nós possamos ver a cara de pau de todos eles uns falando mal dos outros e nós -povo- não somos espectadores deste circo e sim os palhaços que ficam a ver estas besteiras e depois ainda aplaudem, trágico este destino, depois de ver uma matéria como do seu Clóvis Pena sobre a Suiça dá vergonha.pra quem ainda a tem , de ver estes tristes palhaços aposentados fazendo poucas e boas do – povo-.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*