Pérolas do discurso de posse | Fábio Campana

Pérolas do discurso de posse

Jango, leitor e observador da cena nativa, separou pérolas do discurso de Maurício Requião que valem reproduzir aqui:

No corpo do discurso de “apossamento” da vaga vitalícia, além do destampatório contra a imprensa, podemos pinçar as seguintes pérolas:

“O Estado deve subordinar-se ao interesse público e a sua maior perversão é render-se aos apetites privados, submetendo-se a eles.”

“No Tribunal de Contas, devemos ser capazes de distinguir o agente público que toma o Estado para si daquele que o ocupa para servir à coletividade.”

Falou para todos nós e falou com todas as letras, projetando psicologicamente uma realidade para a qual a quase totalidade do povo paranaense ainda não se apercebeu. A sociedade paranaense deveria gravar em mármore na Praça da Salete estas duas pérolas que retratam justamente a situação dos poderes constituídos no Estado do Paraná.

Dentro deles estarão até o fim de seus dias os exemplos completos e acabados da apropriação do Estado por uma nomenklatura de interesses personalíssimos e da vassalagem e do compadrio entre si mesmos dos poderes e dos “poderosos” do Estado para assegurar privilégios e benesses à custa da anomia imperante no Estado.


Um comentário

  1. sexta-feira, 18 de julho de 2008 – 13:00 hs

    Tenho á impreção que o estado do Paraná, está cada vez + afundando em 01 coronélizmo sem fim, é 01 pena pois amo este estado de coração, só que assim jamais teremos nosso valor reconhecido perante á nação brasileira, pois nossa casa + parece 01 galinheiro onde nos jogam milho e botamos ovos e nada +….

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*