Perguntar não ofende | Fábio Campana

Perguntar não ofende

Pergunta da leitora Maria Madalena
Gostaria de saber porque os deputados que aprovaram a Lei Orgânica do Tribunal de Contas que impede que conselheiro julgue contas dos municípios em que um parente obteve mais de 1% dos votos, agora
querem indicar o irmão do governador para Conselheiro, vão votar contra uma lei que eles mesmo aprovaram?

Da Sandra Assami

Quando os governantes vão entender que estão no cargo porque nós o povo o elegemos e pagamos o vossos salários para trabalharem em prol da população, e não em benefício próprio como é o caso do governador, que quer arrumar um emprego vitalício para o irmão Maurício Requião como conselheiro do Tribunal de Contas? É o fim.



4 comentários

  1. jango
    terça-feira, 1 de julho de 2008 – 18:27 hs

    É alvissareiro que as pessoas começem a se perguntar sobre os descalabros que assolam nossos poderes !
    São as ditas autoridades de controle público cheias de prerrogativas, os mais régios salários pagos pelo povo e calhamaços de çleis e normas para atuar em benefício do interesse público que em vez de inspirar nossas esperanças destilam nossas desconfianças.
    Está ruim demais, gente.
    Vamos reagir contra esta anomia que está minando a crença nos valores do trabalho e do mérito em nosso Estado.

  2. beto
    terça-feira, 1 de julho de 2008 – 22:18 hs

    O mesmo comentário que fiz em outra questão desse blog: o irmão do governador atende todos os quesitos que a legislação exige para ser nomeado como conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná.

  3. Moshe
    terça-feira, 1 de julho de 2008 – 23:29 hs

    Como bem já se disse: “pode ser legal, mas é IMORAL!!!!!!!”

  4. quarta-feira, 2 de julho de 2008 – 8:46 hs

    Que bom ter este site do Fábio Campana para ler e saber de muita coisa sobre política.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*