MP pede impugnação de quatro candidatos a prefeito de Londrina | Fábio Campana

MP pede impugnação de quatro candidatos a prefeito de Londrina

O Ministério Público pediu a impugnação de quatro das nove candidaturas a prefeito de Londrina e de 12 das mais de 400 a vereador. Os pedidos devem ser julgados pela Justiça Eleitoral até 16 de agosto.

Entre os candidatos à prefeitura, estão na mira do MP o deputado estadual André Vargas, do PT, os deputados estaduais e ex-prefeitos Antonio Belinati, do PP, e Luiz Eduardo Cheida, do PMDB, e o advogado Marcos Colli , do PV.

Seis vereadores da atual legislatura envolvidos em denúncias de corrupção, que são candidatos à reeleição, também sofreram pedidos de impugnação.

Os promotores não detalharam as acusações contra os candidatos. Disseram apenas que todos respondem a processos criminais ou ações de improbidade administrativa, independentemente de serem condenados ou não.


Os promotores não gravaram entrevista, mas relataram que os quatro candidatos a prefeito respondem por improbidade. O cartório da 41ª zona eleitoral, responsável pelo registro das candidaturas, não permitiu acesso aos processos.

Os pedidos de impugnação são resultado de um “mutirão” realizado pelo Ministério Público desde sexta-feira, após a publicação oficial das candidaturas. O prazo para contestar os candidatos terminava ontem às 19 horas. O processo foi realizado pelos promotores eleitorais Miguel Sogaiar, Solange Vicentin, Leila Voltarelli, Cláudia Piovezan e Sonia Regina de Melo Rosa.

De posse da lista de candidatos, eles disseram ter consultado alguns bancos de dados como os cartórios das varas criminais do Fórum de Londrina, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) e o Tribunal de Contas da União (TCU). Também foram pesquisadas as certidões negativas anexas aos registros das candidaturas. Os promotores admitiram a possibilidade de outros candidatos responderem a processos em outras comarcas e não terem entrado na lista dos impugnáveis.

Os representantes do Ministério Público disseram que esta é a primeira vez que realizam uma força-tarefa para questionar os candidatos e atribuíram o fato ao “clamor da sociedade” para impedir “candidatos com antecedentes” de participarem das eleições. Após notificados, os impugnáveis têm sete dias para apresentarem suas defesas.


3 comentários

  1. Correio já detona BN
    quarta-feira, 16 de julho de 2008 – 12:21 hs

    Ih, deu no Correio Braziliense de Hoje
    Barbosa Neto
    O corregedor também decidiu notificar ontem o deputado Barbosa Neto (PDT-PR) para que ele explique as acusações feitas por Luciano Ribeiro Lopes, ex-chefe de gabinete, de que o parlamentar se apropriou de salários de funcionários e que usou irregularmente a verba indenizatória. As denúncias foram publicadas pelo Correio há três semanas. Barbosa Neto terá cinco dias úteis para responder ao corregedor que, aí, decidirá se vai aprofundar as investigações contra ele.

  2. Olha o MP, gente
    quarta-feira, 16 de julho de 2008 – 12:48 hs

    Supremo Tribunal Federal – Andamento Processual

    Prezado Sr(a). notificamos V.Sa dos seguintes andamentos processuais:

    Inq Nr. 2652

    Relator: MIN. MENEZES DIREITO
    AUTOR(A/S)(ES): MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
    INDIC.(A/S): HOMERO BARBOSA NETO
    ADV.(A/S): LUCIANO SALES OLIVEIRA
    INDIC.(A/S): HIDEKAZU TAKAYAMA
    ADV.(A/S): LUCIANO SALES OLIVEIRA

    Matéria: Peculato – –

    Data do Andamento: 15/07/2008
    Andamento: Expedido Ofício nº
    Observações: 2062/SEJ, ao Promotor de Justiça Miguel Jorge Sogaiar, em Londrina/PR, encaminhando certidão

  3. segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 14:13 hs

    belinati e 11 prefeito de londrina e do povo nos vamos votar de novo em antonio belinati o candidato do povo…e ……….11….11

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*