Justiça Eleitoral multa Gleisi Hoffmann | Fábio Campana

Justiça Eleitoral multa Gleisi Hoffmann

Um escorregão da assessoria jurídica de Gleisi Hoffmann vai custar mais de R$ 21 mil para a candidata. É o valor da multa determinada pela Justiça Eleitoral por Gleisi ter feito prévio cadastramento de eleitores por meio de seu blog, para lhes enviar material, o que configurou propaganda.

Gleisi enviou correspondência eletrônica aos eleitores no Dia das Mães, em maio, e no Dia do Meio Ambiente, em junho. A assessoria jurídica do PSDB entrou com representação na justiça apontando propaganda extemporânea de Gleisi e os advogados da candidata admitiram que foi feito o cadastramento prévio pelo site. Com a confissão, o crime eleitoral ficou configurado e provado. E devidamente multado.


Um comentário

  1. Guilherme Gonçalves
    terça-feira, 15 de julho de 2008 – 13:02 hs

    CARO FÁBIO:

    Não houve cochilo, escorregão e nem confissão, e não há qualquer caracterização de crime eleitoral nesse caso. Na verdade, o blog da Gleisi – como qualquer outro – apenas permitia que pessoas que o acessassem pudessem se cadastrar para receber seus e-mails. Isto é plenamente possível no regime democrático e não configura propaganda eleitoral antecipada, posto que nenhuma mensagem com tal conteúdo foi enviada.
    Ademais, a sentença é objeto de recurso no TRE/PR, onde – acreditamos – tal decisão será reformada.

    PROPAGANDA ELEITORAL foi a conduta de Beto Richa, que enviava e-mails a TODAS as pessoas, inclusive as NÃO cadastradas, indistintamente – inclusive EU pessoalmente as recebia, e me parece claro que não sou apoiador de Beto Richa. Isso gerou uma representação do MINISTÉRIO PÚBLICO, que resultou em condenação de R$ 21.300,00. Aliás, essas propagandas enviadas via e-mail usavam O MESMO CONTEÚDO divulgada no site “oficial” do município de Curitiba. Estranho, não??

    Mas isso será objeto de ações futuras….a conferir!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*