Poupem a Angela Maria Slongo | Fábio Campana

Poupem a Angela Maria Slongo

Angela Maria Slongo é professora há 22 anos. Foi cedida, sem ônus para o Estado, ao governo federal e está à disposição do Ministério da Pesca.

Angela Maria não acumula salário. Todas as informações atestam que ela trabalha. Quanto à sua vida afetiva e sexual, seja com o homem das Farc ou qualquer outro, não é de interesse público.


18 comentários

  1. Jose Carlos
    segunda-feira, 2 de junho de 2008 – 16:51 hs

    Conversa fiada. Apesar do ledíssimo engano da acumulação de empregos públicos, esta senhora, casada com um terrorista, um criminoso, tem sim de dar conta sobre suas relações com aquela criatura. Se fosse empregada de empresa privada, profissional liberal ou o escambau, não teria de dar satisfações a ninguém. Mas funcionário público, agente público, tem sim de dar explicações num caso como este, sobretudo porque ocupa um cargo de confiança, de um ministério vinculada à presidência da República. É o ônus do cargo de confiança, que ela ocupa, pois não está exercendo o cargo para o qual foi concursada. Funcionários públicos são como a mulher de César, aém de serem honestos, tem de parecer honestos, ou seja, as aparências exteriores, suas relações também contam. Viva a roça brasileira!!!

  2. jango
    segunda-feira, 2 de junho de 2008 – 17:10 hs

    Certo, João Carlos.
    Vida afetiva não é requisito para exercer cargo público.
    Mais um tipo de nepotismo neste país – transversal.

  3. jango
    segunda-feira, 2 de junho de 2008 – 17:10 hs

    Desculpe a falha.

    Certo, José Carlos.
    Vida afetiva não é requisito para exercer cargo público.
    Mais um tipo de nepotismo neste país – transversal.

  4. Vasconcelos
    segunda-feira, 2 de junho de 2008 – 18:25 hs

    Mesmo que fosse mulher do Fernandinho Beira-Mar, do Juan Carlos Abadía, do Bin Laden ou do Pinochet, não poderia ser responsabilizada por atos que não foram cometidos por ela. Os parentes do Hitler moram hoje nos EUA o neto do Stálin é professor universitário também nos EUA, o filho do Bin Laden mora na Inglaterra. A esposa e os filhos do Pinochet foram indiciados pela Justiça chilena por sonegação fiscal, cometida diretamente por eles. Nunca responderam pelas barbaridades cometidas pelo ditador.
    Não se pode punir uma pessoa por algo cometido por outra pessoa. Esse negócio de mulher de César é coisa conservadora e moralista, e o Império Romano ruiu há mais de um milênio. Não se pode punir alguém pelas suas “aparências exteriores”. Onde vamos chegar com isso? Vamos exonerar ou prender um funcionário público porque “parece ser corrupto” ou porque “aparenta ser criminoso”? Quem vai ser responsável por julgar a aparência das pessoas?

  5. Vigilante do Portão
    segunda-feira, 2 de junho de 2008 – 18:59 hs

    A constitiução garante que a pena não pode passar da pessoa do acusado.
    Agora que é estranho o fato de estar cedida para o Ministério, isso é.

  6. Jose Carlos
    segunda-feira, 2 de junho de 2008 – 19:01 hs

    É o ônus de quem quer ser funcionário público. Pode escolher outras profissões.Pode ser açougueiro, dono de botequim ou o que quiser. Se for funcionário público tem de ser e parecer honesto.Sobretudo se for ocupante de cargo em comissão, cargo de confiança, que não depende de concurso de provas e títulos. Só depende de quem indica. E quem indica pode ser muito perigoso. Pode ser até um criminoso.

  7. Vasconcelos
    segunda-feira, 2 de junho de 2008 – 19:17 hs

    E o que é “parecer honesto”? Pra mim isso é muito subjetivismo. Tem gente com cara de honesto e não é. Alguns parecem desonestos e não são. Não dá pra ficar julgando a aparência das pessoas.

  8. Vejamos
    segunda-feira, 2 de junho de 2008 – 20:32 hs

    Ok, José Carlos. Diga-me quando ela não foi e não pareceu honesta? Perdoe minha ignorância, mas não estou conseguindo observar isso. Já a injúria – que é crime! – estou vendo. E com todos os indícios e características. E sobre o tal representante das Farc, que tal dar uma olhada no link:

    http://www.projetobr.com.br/web/blog?entryId=7394

  9. Sérgio
    segunda-feira, 2 de junho de 2008 – 20:43 hs

    Com certeza ela conseguiu esse(s) cargo(s) por ser esposa de quem é. A sua vida privada e o seu relacionamento serviram para conseguir o(s) emprego(s). O cara é amigo da petelhada, das FARC, do forum sei lá o que, que reúne essa corja toda. Uns protegem os outros.
    Assim, a recíproca deve, também, ser verdadeira.

  10. Ralph
    segunda-feira, 2 de junho de 2008 – 21:59 hs

    Há um limite em que a omissão, e até mesmo a INOCÊNCIA, passam a ser criminosas.
    O legal é ser mulher de bandido e não querer saber de onde vem o dinheiro para pagar a prestação da BMW e as férias no Caribe.
    Esse lamentável evento é uma, dentre tantas, da relação promíscua entre o governo brasileiro, Hugo Chávez, FARC e outras cositas.
    E tem gente que tem coragem de defender essa mulher. Vão lamber sabão!!

  11. Jose Carlos
    segunda-feira, 2 de junho de 2008 – 22:58 hs

    A relação precisa e deve ser investigada. As Farc são um grupo terrorista, que se financia com drogas e é classificado internacionalmente com tal. Qualquer pessoa que tenha relação os terroristas deve ser investigado, principalmente se ocupa cargo público. O resto é conversa mole p’ra boi dormir. Quanto ao tal “representante”dos terroristas, se aceitou o encargo foi porque lucra com isso. É como dizer que Ribbentrop não tinha ligações com os crimes do nazismo, porque era seu embaixador, seu diplomata. Ora, francamente…

  12. Abadia
    terça-feira, 3 de junho de 2008 – 8:20 hs

    Ninguém tem nada a ver com quem ela dorme – isso lá é verdade. Mas todos nós temos a ver com isso se o motivo para o exercício de função pública está na cama e não nas qualidades do funcionário. Se ela tem qualidades tão extraordinárias, que as apresente e defenda (afinal de contas, estamos todos aqui e ela está ocupando cargo de confiança em DF). Se ela ocupa o cargo devido ao “marido” que tem, isso é muitíssimo mais sério do que a D. maristela no MON.

  13. João Malvezzi
    terça-feira, 3 de junho de 2008 – 13:01 hs

    Estúpidos, leiam a notícia antes de sair destilando o veneno.

    Ângela NÃO É comissionada, É professora há 22 anos , não tem BMW e ganha um salário bem inferior ao que vocês imaginam, como, aliás todo professor.

  14. Francisco
    terça-feira, 3 de junho de 2008 – 14:16 hs

    Mas os calhordas DEMos resolvem fazer onda em cima do caso. Fazem coro ao fascista Alvaro Uribe, filho de narcotraficante e apoiador dos paramilitares que impedem um processo de paz negociada na Colombia.
    Nessas horas é que parece que só o fuzil resolve mesmo.

  15. Sandro
    terça-feira, 3 de junho de 2008 – 22:37 hs

    Oh Jose Carlos, o que vc tem contra o funcionário público. Certamente esta professora que não conheço já educou muitas pessoas, assim como vários outros servidores públicos já prestaram incomensuráveis serviços à população e à Nação brasileira, como policiais, em sua maioria honrados, nos defendendo, os promotores e juízes promovendo a justiça e distribuindo a paz, os do meio de saúde, nos atendendo no limite, os da educação, etc. Tenho certeza que não vivemos isolados e essa ira contra o servidor público é incompreensível e inaceitável. Pare de destilar seu veneno por favor.
    VASCONCELOS PARABÉNS por seus comentários precisos, justos e bastante equilibrados nesta loucura de denuncismos golpistas que nosso país está virando. Que triste esta quadra que atravessamos. Graças a Deus que, aparentemente, a população também tem o brilhante discernimento demonstrado pelo Senhor Vasconcelos, e não se deixa levar por opiniões estúpidas e precipitadas como a de José Carlos.
    PARABÉNS SENHOR VASCONCELOS.

  16. marcelo
    terça-feira, 20 de julho de 2010 – 9:02 hs

    Não é problema de ninguém coisa nenhuma, é problema meu sim. Por que o governo chama a esposa de um cara das FARC? Eu nao gostaria de ver a esposa do Fernandinho Beira-Mar(outro traficante das FARC” trabalhando no governo. Vcs perderam a moral a ética e agora estão ficando cegos. Lugar de bandido é na cadeia e se a tal Angela é esposa de bandido, sinto muito, mas não é ético colocá-la no governo… é no mínimo anti-ético.

  17. rinaldo
    quarta-feira, 20 de outubro de 2010 – 9:57 hs

    “Nenhum indício melhor se pode ter a respeito de alguém do que a companhia que frequenta. Quem tem companheiros decentes e honestos adquire, merecidamente, bom nome, porque é impossível que não tenha alguma semelhança com eles.” (Adam Parfrey)

  18. Alefe olho vivo
    sábado, 2 de novembro de 2013 – 10:23 hs

    O COMUNISTA GAYZISTA, ABORTISTA, ou seja o pt inverte os valores o trabalhador que tem caráter e educação cristã é taxado como culpado e o ladrão, vagabundo, terrorista é elogiado pelos petralhas, a ponto de uma terrorista aposentada comunista ser eleita por zumbis por meio de esmolas que só deformam mais ainda os brasileiros.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*