MST volta a invadir pedágios | Fábio Campana

MST volta a invadir pedágios

Cerca de 100 Trabalhadores Rurais Sem Terra invadiram a praça de pedágio da Lapa no começo da tarde de hoje durante quarenta minutos. Os veículos que passaram na praça entre 14h15 e 14h55 não pagaram tarifa. O protesto faz parte da série de manifestações da Via Campesina.

A praça de Witmarsun também foi invadida pouco depois, às 15h15. Até as 15h45, os manifestantes ainda não haviam deixado o local. Eles protestavam contra o “modelo econômico neoliberal”.


4 comentários

  1. jango
    quinta-feira, 12 de junho de 2008 – 20:57 hs

    Mais um passivo para o povo do Paraná pagar.
    E graças à incompetência do governo e às dezenas de ações judiciais perdidas contra o pedágio, o mote eleitoreiro “o pedágio abaixa ou acaba” vai se transformando em “o pedágio fica, o povo paga o passivo milionário das ações judiciais perdidas (inclusive o prejuízo do MST e do deputado fura-catraca) e ainda paga o pedágio e todos os seus aumentos”.
    E as ditas autoridades de controle público nada de apurar a responsabilidade pela maior aventura judiciária em torno de uma causa perdida que são as dezenas de ações perdidas contra o pedágio, que assomam milhões, segundo insistentemente divulgado pela mídia, e que estão na conta do povo do Paraná.
    Essa contabilidade chama-se “custo do voto das últimas eleições”.
    É ruim ? Pode ficar pior. Só que é no teu bolso, povão bão de voto – sem saúde, sem educação e sem segurança de qualidade.

  2. sexta-feira, 13 de junho de 2008 – 1:39 hs

    Sabe Sr. Jango, acho que o Sr., como uma pessoa inteligênte, que sempre escreve em todos os blogs e sempre faz a mesma critica ao Requião (não estamos defendendo o Requião! Pois que, a luta contra o padágio, não é “bandeira” do Requião, mas sim, de todos nós BRASILEIROS!), sobre padágios e (passivos), deveria conhecer um pouco mais “a fundo”, a respeito desta roubalheira contra o povo brazileiro, que, no momento das assinaturas destes fatídicos contratos de privatização estavam, como que hipnotizados pelas luzes de esperança que era (e veio a ser), a “Farsa das privatizações”! Que perduram até hoje no Governo da Estrelinha Vermelha no nosso Amado Brasil!! (Continuação do “neo-liberalismo)! O Sr: só pode estar usufruindo dessas “benesses”! Porque deve ter se esquecido, que seu avô, seu papai, e o Sr., também Sr. Jango -(Triunfo!-Econorte-ABCR), já pagou pela construção de nossas rodovias estaduais e federais, porque eu presumo que o sr. Deve ser paranaense “Né” Sr. Jango?) (KKK!). ESTAMOS NA LUTA ! Meu querido e amigo Jango! Esperamos contar com sua -esclarecida- opinião! Grande amigo!

  3. jango
    sexta-feira, 13 de junho de 2008 – 8:33 hs

    Rose Dranka:

    Você está equivocada, Rose. Pagar o pedágio com todos os seus pecados contratuais e mais o passivo das ações perdidas contra o pedágio é usufruir benesses ? Mas, quem prometeu na campanha acabar com o pedágio, enquanto o outro candidato propunha a medida acertada – auditoria dos contratos ? Quem ganhou a eleição e não cumpriu a promessa e só agravou a situação para o povo (você, eu e todos nós) com essa aventura judiciária detrimentosa ao erário público (dinheiro suado nosso), que também paga todos os seus nepotes e comissionados do Estado ? Precisamos, sim, por um fim aos governos farseiros, como você comentou. Estou contigo nisso. Vamos somar juntos nesta luta contra a farsa dos governos, governantes e dos candidatos. Ou continuaremos pagando “pedágios” de toda espécie que você possa imaginar.

  4. Abadia
    sexta-feira, 13 de junho de 2008 – 10:41 hs

    Aqui se faz, aqui se paga.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*