Morreu Ruth Cardoso | Fábio Campana

Morreu Ruth Cardoso

Dona Ruth Cardoso, de 77 anos, mulher do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, faleceu na noite de hoje, no apartamento da família, em São Paulo. A informação é do presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra.

Ruth Cardoso recebeu alta na manhã de ontem no Hospital Sírio Libanês, na região central de São Paulo, onde estava internada desde a última quinta-feira, com crise de angina, que é uma dor ou desconforto no peito quando os músculos cardíacos não recebem sangue suficiente.

Na tarde de segunda-feira, ela foi submetida a um cateterismo no hospital da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), um método diagnóstico pelo qual é possível avaliar a presença ou não de entupimentos nas artérias e ou veias coronárias. De acordo com a assessoria de imprensa da universidade, os médicos descartaram a necessidade de intervenção cirúrgica.

Dona Ruth já carregava no peito há algum tempo dois stents – próteses metálicas posicionadas no interior de artérias coronarianas obstruídas por placas de gordura para tentar normalizar o fluxo sanguíneo.

Com a morte de Ruth Cardoso, foram canceladas todas as comemorações dos 20 anos do PSDB, que aconteceriam nesta quarta no plenário do Senado, em sessão solene. Na tarde de terça, o partido chegou a confirmar as presenças de FH, dos governadores José Serra (SP) e Aécio Neves (MG) e do ex-governador e candidato à prefeitura de São Paulo Geraldo Alckmin.

O ex-presidente cancelou seus compromissos para acompanhar o tratamento da mulher. No domingo, Fernando Henrique não participou da convenção municipal do PSDB, que, apesar do racha entre alckmistas e kassabistas, acabou por consagrar o ex-governador Geraldo Alckmin candidato a prefeito de São Paulo. No fim de semana, Fernando Henrique também pediu ao deputado Samuel Moreira, líder do PSDB na Assembléia, para cancelar sua palestra marcada para terça-feira em um dos auditórios da Casa. O ex-presidente falaria sobre voto distrital.
Para ler o curriculo breve de Dra Ruth Cardoso clique no

Ruth Vilaça Correia Leite Cardoso (Araraquara, 19 de setembro de 1930) é uma antropóloga brasileira, professora da Universidade de São Paulo. É doutora em antropologia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP).
Como docente e pesquisadora atuou na USP, Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais (Flacso/Unesco), Universidade do Chile (Santiago do Chile), Maison des Sciences de L’Homme (Paris), Universidade de Berkeley (Califórnia) e Universidade de Columbia (Nova Iorque).
É membro associado do Centro para Estudos Latino-Americanos da Universidade de Cambridge (Inglaterra) e membro da equipe de pesquisadores do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap – São Paulo).
Publicou vários livros e trabalhos sobre imigração, movimentos sociais, juventude, meios de comunicação de massa, violência, cidadania e trabalho.
É casada com Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente do Brasil. Durante o mandato do marido, fundou e presidiu o Comunidade Solidária, atual Comunitas, organização responsável por programas sociais e de voluntariado.


9 comentários

  1. Jair Andrade Rocha
    terça-feira, 24 de junho de 2008 – 22:29 hs

    Como um dos muitos brasileiros que não a conheceram pessoalmente, mas que admiravam sua discrição como primeira-dama, aproveito para externar meu lamento pelo acontecido.

  2. Deco
    terça-feira, 24 de junho de 2008 – 23:46 hs

    O Brasil perde Dna. Ruth Cardoso, exemplo de esposa,mãe, profissional da educação e da cultura, mas que uma 1ªDama ela era um exemplo, onde várias foram e são fúteis e burras, ela demonstrou inteligência, capacidade, lutou por um Brasil melhor, era elegante sem ser perua, não precisava de botox, pois sabia ler,falar, ouvir e dar conselhos. Diferente da atual que é uma topeira, burra, fútil, que gasta nosso dinheiro com besteira e não faz absolutamente nada a não ser gastar, viajar e comer. Dona Ruth servirá sempre de referência de como deve ser uma 1ªDama a serviço do país e que sempre está ao lado do seu esposo e familiares, com discrição e muita dignidade! Grande Perda ao Brasil!

  3. Mauro Damaceno
    quarta-feira, 25 de junho de 2008 – 7:45 hs

    Pois é Deco, teve até serenidade para perdoar uma traição do marido, quando senador, com a reporter da Rede Globo Miriam Dutra, com quem teve um filho! Acho que voce conhece essa história! Sofreu em silêncio a coitada!

  4. Mas só agora?
    quarta-feira, 25 de junho de 2008 – 9:48 hs

    O Mauro Damaceno deveria perguntar sobre a Rosangela Silva que trabalha na Itaipu no gabinete do Jorge Samek e é oriunda de São Bernardo do Campo.
    Fica a pergunta?
    Por que foi contratada a coitada?
    Não tem vaga em cargos federais em São Paulo ou dona Marisa não pode saber?

  5. Francisco
    quarta-feira, 25 de junho de 2008 – 9:51 hs

    Ridículos os panegíricos sobre primeiras-damas…

  6. Roseli
    quarta-feira, 25 de junho de 2008 – 10:05 hs

    Gente !!!!!!!!! quem é esse DECO, não é possível que existam pessoas como esse cara, provavelmente um TUCANO frustrado, que se ´dá ao trabalho de antes de se deitar senta a tras de uma máquina para fazer referência sem dúvida merecida a uma mulher intlectual como Dona Ruth, com uma capacidade enorme de fazer politica e tratar os adversários políticos de seu marido sem perder a sensibilidade e honestidade, que aliás é próprio das mulheres que estão nesse meio, diferente da maioria dos homens, e que aqui se confirma através da ESTUPIDEZ, DA FALTA DE PROPÓSITO, de momento inoportuno desse cara, que ao mesmo tempo que inaltece a memória de uma, ataca a outra ao se se referir a Dopna Marisa Letícia. Ele deve ser um daqueles tucanos frustrados, sem grana, sem afeto, sem amor, que passou muito mal o seu dia de ontem, sem talvez ter dado ou recebido um abraço ou apenas um sorriso de alguém. Porque vamos combinar Fábio Campana, é demais não acha ??? Esse cara deve ter ido dormir numa pior e acordado muito mal. Eu diria até que os adjetivos que ele atribuiu a Dona Marisa Leticia, devam sabidamente se aplicar a ele.
    Roseli

  7. Pereira
    quarta-feira, 25 de junho de 2008 – 14:09 hs

    ão humilde que não gostava de titulos, o Brasil realmente perdeu um ser com todos os quesitos para uma mulher se exemplar, como disse minha esposa nem parecia que tinha 77 anos, Deus lhe de todas as bençãos e lhe receba com os braços abertos, pelo exemplo.
    Agora a que representa nossas Federações essa mulher do Lula, ou é ele que não tem etiqueta, ou ela e submissa, porque cade o lado forte dessa mulher, entra calada fica olhando com aquele olhar de boi tata, e sai muda, nem se esforça para ser pelo menos a primeira dama do Brasil, também com um marido que para se garantir comprou votos com vales pode esperar o que, sem somar nada, nem em cultura artes nada. Que pena.
    Adeus guerreira .

  8. Deco
    quarta-feira, 25 de junho de 2008 – 19:15 hs

    Calma Roseli!
    Você é muito nervosa, e tem visões igual a mãe Dinah? Você quer saber quem eu sou e me rotula de: tucano,frustrado, sem grana,sem amor,estúpido, e me chama ainda desse cara.
    Sinto muito, mas você não acertou em nada, sou muito feliz,tenho amor, frustração só por não ter um Presidente Descente para o Brasil e acho que estupidez é a senhora Roseli, que pelo que falou deve ser fã de carteirinha da Dona Marisa Letícia da Silva, primeira dama que muito bem representa a figura de submissão, e se assemelha muito com uma porta, com todo respeito que as portas devem ter? Fique com Deus e procure ser mais descontraída,pois senão vai sofrer muito sem necessidade minha “fofa” retruqueira! Boa Noite, e espero que você possa dormir bem, pois eu durmo muitíssimo bem, agaradinho com minha esposa amada,nestes dias de frio principalmente!

  9. Raimundo Fuentes.
    quinta-feira, 26 de junho de 2008 – 9:12 hs

    Perdemos Dna. Ruth…silenciosa pela inteligência,brilhante por estar ao lado sem aparecer,enobreceu o pensamento social brasileiro e mundial..uma verdadeira cidadã do mundo….Perdemos uma doutora….das poucas do meu Brasil varonil….

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*