Depois de Requião, Alencar se obriga a reduzir o discurso | Fábio Campana

Depois de Requião, Alencar se obriga a reduzir o discurso

O vice José Alencar falou logo após o governador Requião e percebeu a impaciência do público, cansado de ouvir discursos e principalmente do longuíssimo e dispersivo pronunciamento de Requião.

Alencar saiu do script e brincou, pediu paciência e garantiu que seria rápido e chegou a excluir uma página. Foi ovacionado.


5 comentários

  1. Teixeirinha & cia
    domingo, 22 de junho de 2008 – 18:31 hs

    ué? disseram que o DUCE foi vaiado inclusive em japonês?

  2. Mano da Vila
    domingo, 22 de junho de 2008 – 18:33 hs

    Requião Castro!

  3. Jaques
    domingo, 22 de junho de 2008 – 20:10 hs

    Esse Requião de Fidel e Chavez com o que tem de pior em cada um deles. Ele sempre nos envergonha, como nos envergonha o Lerner e as atuais notícias de corrupção.
    Chega Requião e toda a sua família que recebe salários pagos por nós!

  4. Antonio W
    domingo, 22 de junho de 2008 – 20:15 hs

    O Re-quinhão precisa entender que o povo não suporta mais a retórica barroca e vazia de seus discursos, cheios de artificialismos, sofismas baratos, frases feitas e mentiras. CHEGA!

  5. rock
    domingo, 22 de junho de 2008 – 21:42 hs

    Da-lhes Requião, estamos com voce sempre.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*