A catarse paraguaia | Fábio Campana

A catarse paraguaia

Os paraguaios transformaram a vitória de sua seleção de futebol sobre a brasileira, por dois gols a zero, em enorme estardalhaço em Assunção. Os festejos incluem ingredientes do nacionalismo despertado na recente campanha eleitoral. Não faltam faixas exigindo justiça em Itaipu.

Em campo, o Paraguai foi melhor contra uma seleção brasileira que expressa toda a mediocridade da era Dunga. Mesmo com um jogador a mais durante quase todo o segundo tempo, a seleção brasileira foi um fiasco. Há sete anos não perdia dois jogos seguidos. Perdeu agora e para duas eleções latino-americanas, A venezuela, que nunca tinha ganho do Brasil, e o Paraguai, que já foi freguês nos tempos em que o futebol brasileiro impunha respeito.

Foto: Jornal La Nación.


4 comentários

  1. jango
    domingo, 15 de junho de 2008 – 20:23 hs

    Quem está asistindo a Copa da Europa e vê o Brasil jogar dá pena em constatar que imperam as nulidades – ainda, até quando ?
    No país da Fome Zero, temos Gol Zero e Time Zero. Não bastasse o que já provaram na última Copa do Mundo e nos jogos sob a biruta do Dunga.
    É brincadeira, gente.
    E esses caras ainda recebem polpudos salários … e todas as mordomias de cavalo de raça.
    A inversão de valores é total neste país.
    A amarelinha, se ficar com esses caneleiros, não vai ser nosso ouro, mas, nosso amarelo mesmo.

  2. cidadão de olho ...
    domingo, 15 de junho de 2008 – 21:32 hs

    sem palavras … é uma vergonha …”Era Dunga” .. era uma vez o futebol brasileiro …já falei até demais ….haja mediocridade …

  3. beto
    domingo, 15 de junho de 2008 – 22:14 hs

    Não vou falar em patriotismo, eu estou questionando é a nacionalidade desses jogadores.

  4. Mano da Vila
    domingo, 15 de junho de 2008 – 23:37 hs

    Assim como Lula, que nunca administrou algo na vida – nem condomínio – nosso Dunga também não treinou time algum. Situação esta muito preocupante tamanha a responsabilidade dos despreparados.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*