Richa diz que não precisa ir à Alemanha para falar com Requião | Fábio Campana

Richa diz que não precisa ir à Alemanha para falar com Requião

O prefeito Beto Richa, ouvido pela jornalista Francielle Colpani (foto), disse que não há acordo branco secreto entre ele e Requião. Atribui à imprensa as especulações que vazaram em recente reunião dos “políticos jovens” convidados pelo deputado federal Marcelo Almeida.

E diz que não precisaria ir à Alemanha para conversar com o Duce. Conversaria aqui mesmo. Os dois estarão no mesmo evento, em Bonn e Stutgart, a partir de 24 de maio. Ouça as declarações do prefeito.


4 comentários

  1. CLOVIS PENA
    sexta-feira, 9 de maio de 2008 – 17:58 hs

    Realmente, o território alemão pode não ser condicionante, nem tão necessário. Mas pode ser conveniente e oportuno, se for o caso da intenção propalada. A cor, do acordo? Se branca ou outra não vem ao caso. Que tal se for mais para a verde ? Mas, reitero: vivemos um momento especial em relação aos vices. É bom não esquece-los. Para citar alguns emblemáticos e que influíram muito no curso da história: José Sarney e Itamar Franco. No Paraná Oskem de Novaes com os pés nos freios a exemplo de Parigot, com um sutil destaque para Ari Queiróz. Este último, não assumiu mas mudou o curso político, tendo passado pela frustração da posse, no inesquecível “dia do fico”, quando a Secretaria da Assembléia já havia inclusive providenciado o termo de posse de Queiróz em livro especial. Dias achou necessário manter-se no governo e por isto teve de amargar um tempo sem mandato. Desta forma, vamos ver se os confidentes ares europeus não afastam da pauta, os vices da província. Do contrário……

  2. Eu acredito
    sexta-feira, 9 de maio de 2008 – 18:18 hs

    O Beto Richa fala a verdade ele ainda não foi avisado do acordo branco.Depois do vazamento, os conselheiros da campanha (e do TC) já devem estar arrependidos de terem escolhido o menino Curi com interlocutor.
    O prefeito somente será avisado depois da eleição.

  3. Não é a primeira vez
    sexta-feira, 9 de maio de 2008 – 18:49 hs

    Antes de o Beto ter cometido o erro de ir apoiar o Osmar, aquele mesmo que um dia comandou a devassa contra o seu pai, o mesmo que um dia “inventou a carreira política dele e do irmão Álvaro, sendo, portanto um traidor, o Requião manteve um bom período de relacionamento republicano com o Beto.

    Com o Requião o Beto teria tido o apoio para a sucessão estadual e com o Osmar e o Álvaro quais serão as perspectivas de futuro?

  4. jango
    sexta-feira, 9 de maio de 2008 – 19:48 hs

    E viajam e viajam e viajam – com o dinheiro do povo.
    Cada viagem novos convidados, novos roteiros.
    Nenhuma prestação de contas.
    Nenhum benefício concreto para quem paga a conta.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*